Conecte-se a nós

Esportes

Rossi: “Quero uma moto competitiva”

Published

on

São sete títulos conquistados na MotoGP e Valentino Rossi ainda não pensa em aposentadoria. O italiano pretende ficar nas pistas por mais algum tempo, apesar dos 38 anos de idade. Ele fechou 2017 na quinta colocação, admitiu que não fez uma boa temporada, muito por causa do desempenho da Yamaha, e diz já pensar na temporada de 2018.

“Não foi um bom ano, para ser honesto. Tivemos algumas boas corridas, mas nosso potencial é maior do que vimos”, analisou. Além disso, Rossi se mostrou otimista com os testes recentes que fez com a moto. “Agora, precisamos trabalhar duro. Mas estamos na direção certa. Vamos ver em fevereiro. Gostaria de ter uma moto competitiva”, finalizou.

Os pilotos voltaram à pista na primeira quinzena de novembro para a realização de testes coletivos em Valência, visando ao campeonato de 2018.

>> Temporada 2018_ O campeonato tem início em 18 de março, com o GP do Catar, em Losail, e se encerra no dia 18 de novembro, com o GP de Valência. As principais novidades, em relação a este ano, são: introdução do GP da Tailândia, realizado no Circuito de Buriram (na cidade de mesmo nome), e disputado em 7 de outubro. Dúvida sobre o local de realização do GP da Grã-Bretanha, já que o Circuito do País de Gales não teve prosseguimento no ousado projeto por não contar com apoio do governo.

Assim, é provável que Silverstone tenha o contrato renovado, com Donington Park de plano B. Para conseguir ajustar as 19 corridas na temporada, a categoria reduziu de quatro para três as semanas de férias dos pilotos, que vai de 15 de julho a 5 de agosto. Para 2019, a categoria pode chegar a 20 provas com o GP da Finlândia.

Comentários
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©