Conecte-se a nós

Notícias

Relatora terá cinco dias para analisar denúncia contra Jair

Published

em

Foto: Câmara de Vereadores de Lages/Divulgação

Foi lido no Plenário da Câmara de Vereadores de Lages, na noite de ontem, a denúncia que pede a cassação do vereador Jair Júnior (PSD). A vereadora Aidamar Hoffer (PSD) foi escolhida pela Mesa Diretora como relatora do processo. Com a apresentação da defesa de Jair, agora a vereadora vai fazer uma apuração preliminar dos fatos e apresentar um relatório no prazo de cinco dias. “Eu trabalho de acordo com a lei. Se ele [Jair] tiver errado vai ser punido. Se não tiver errado será absolvido“ diz Aida.

Com o relatório, a Mesa tem a prerrogativa de decidir se a denúncia procede ou não. Se proceder, será dado um novo prazo para o vereador Jair apresentar sua defesa. Na sequência, o relator conclui as diligências e encaminha o parecer à Mesa, que decide se a denúncia tem procedência ou não. Se entender que há procedência, recomenda ao plenário a sanção devida, que pode ser advertência, suspensão ou cassação do mandato, cabendo a todos os vereadores decidir por meio de votação.

De acordo com o presidente da Casa, Luiz Marin (PP) o pedido de cassação contra o Jair Júnior , foi feito pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Mário Hoeller de Souza (Marião) – PSB.  O parlamentar é acusado de ter cometido “quebra de decoro parlamentar” durante as investigações da CPI da Infelicidade, ao enquadrá-lo no crime de peculato (apropriação de dinheiro público).

Além disso, argumenta que Jair teria feito gravações sem autorização. Marião foi arrolado na CPI como sendo uma dos responsáveis pelo sumiço de enfeites natalinos da prefeitura. 

Câmara recebe pedido de cassação do vereador Jair

Compartilhe

Rua Coronel Córdova, 84 - Centro - CEP: 88502-000 - Lages (SC) - Brasil . Contato - Fone: 49 3221.3300 e-mail: correiolageano@correiolageano.com.br

Todos os direitos autorais são propriedade do Correio Lageano e Portal CLMais