Geral

Recurso de Maharish ainda não foi julgado

Published

em

Juíz Geraldo Bastos autorizou  Maharish responder o recurso em liberdade - Foto: Núbia Garcia/ Arquivo CL

O caso da enfermeira Maharish Blue do Amaral e Silva, que foi condenada há oito anos por ter matado o  companheiro, o policial civil Ari dos Santos, em 2013, repercutiu na cidade e região. A sentença atribuída pelo juiz de Direito Geraldo Corrêa Bastos foi em regime semiaberto.

A defesa apelou, mas o recurso pode ser julgado em até um ano. O júri aconteceu em 20 de novembro deste ano no Fórum Nereu Ramos de Lages e durou quase 17 horas, tornando-se a sessão mais longa do Tribunal do Júri lageano.

O advogado Ércio Quaresma Firpe recorreu da sentença, pois aceitou o veredito mas não concordou com o cálculo da pena feita pelo magistrado. “Fiz embargo de declaração para tentar reconhecer um prazo de três anos que ela cumpriu pena para reduzir para cinco e ficar no regime aberto. O juíz deixou ela recorrer em liberdade”, explica. “Essa é a situação dela hoje: continua assinando na secretaria do Fórum”, completa o advogado, ao destacar que ela não volta mais para a cadeia.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com