Conecte-se a nós

Notícias

Recuperação de escola incendiada é prioridade

Published

em

De acordo com o memorial descritivo do relatório, a obra está orçada em R$ 640.949,20 - Foto: Cristiano Rigo Dalcin/ ADR Lages/ Divulgação

A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages encaminhou nesta quarta-feira (21), a documentação necessária para a imediata recuperação da ala destruída da Escola de Educação Básica Francisco Manfroi, por incêndio criminoso no último dia 30 de janeiro, no Bairro Santa Mônica, em Lages. Os documentos serão analisados pelo Comitê Gestor e pela Secretaria de Estado da Educação.

A ADR de Lages solicitou a realização da obra de recuperação em caráter emergencial para tornar o processo burocrático mais curto e rápido. “Quando a burocracia pode colocar em risco à prestação de um serviço essencial como, neste caso, educacional, nós podemos solicitar a recuperação do espaço público em caráter emergencial”, explica o consultor jurídico da ADR Lages, Luiz Gustavo Bazzo Assink.

Nos últimos 20 dias, a gerência de Infra-Estrutura da ADR trabalhou na elaboração de um relatório de vistoria técnica, que contempla fotos, projetos arquitetônicos e o levantamento do material necessário para recuperação da escola.

O laudo pericial elaborado pelo Corpo de Bombeiros e o boletim de ocorrência policial registrado pela direção da escola também estão anexados na documentação. De acordo com o memorial descritivo do relatório, a obra está orçada em R$ 640.949,20.

Ainda em fevereiro, a ADR Lages espera concluir os serviços de retirada dos entulhos provocados pelo sinistro, que destruiu cinco salas de aula e parte do refeitório, que formam uma ala da escola.

Diante dos danos, a direção da E.E.B. Francisco Manfroi e a Gerência Regional de Educação (Gered) de Lages não mediram esforços para adequar o local, sem prejuízo ao ano letivo das turmas prejudicadas pelo incêndio.

“A Educação é uma prioridade em qualquer lugar do país, e aqui não seria diferente, então, buscamos priorizar esse caso, dando andamento ao processo burocrático que norteia as ações dos agentes públicos e visam controle e eficiência”, declarou o secretário executivo da ADR Lages, João Alberto Duarte.

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: