Conecte-se a nós

Notícias

Projeto Rios é lançado em Lages

Published

on

Foto: Patrícia Vieira

O Projeto Rios na região da Serra Catarinense tem como objetivo mobilizar grupos nas comunidades para a recuperação e preservação de rios. O lançamento ocorreu durante seminário realizado na Paróquia São Judas Tadeu, com a participação da Diocese de Lages, pastorais, entidades e movimentos populares da Serra.

O Projeto Rios é baseado no envolvimento voluntário de comunidades para diagnosticar recuperar, preservar e fiscalizar trechos dos rios que são importantes para a população. A metodologia de trabalho é simples: a comunidade forma uma equipe, adota um trecho de rio ou córrego, faz visitas periódicas ao local para diagnóstico de ameaças e problemas e, a partir daí, em conjunto com entidades e pesquisadores, organiza ações de recuperação e fiscalização.

A proposta nasceu na Espanha há 15 anos, seguiu para França e Portugal e, em setembro de 2017 foi lançada em Santa Catarina, durante a 24º Romaria da Terra e das Águas, em Pescaria Brava, no Sul do Estado.

Resultados positivos

O resultado deste trabalho em Portugal já conta com mais de 250 quilômetros de rios e córregos recuperados e com fiscalização permanente. “Ultrapassa-se a luta ambiental e torna-se uma bandeira de integração da comunidade”, afirmou o responsável pela implantação do projeto em Portugal, Pedro Teiga.

“A comunidade é protagonista de todo processo, e com uma estrutura simples consegue mobilizar em favor da preservação de um recurso fundamental, que é a água. E as pessoas podem promover diversas atividades, desde a conscientização até ações objetivas, como a recuperação da mata ciliar, com plantio de árvores, limpeza e fiscalização de casos de poluição”, explica o deputado Padre Pedro Baldissera, que preside o Fórum Para Preservação do Aquífero Guarani e das Águas Superficiais, da Assembleia Legislativa.

Entidades parceiras

O Fórum, a CNBB Regional Sul 4, a Ação Social Arquidiocesana (ASA), a Cáritas e o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) estão entre as entidades que organizam o Projeto Rios no Estado. A Escola do Legislativo também é parceira.

Padre Pedro criou o Fórum do Aquífero Guarani em 2003 e, depois de 15 anos, o parlamentar manifesta preocupação com a situação dos recursos hídricos no Estado. Segundo ele, a falta de compromisso na gestão da água pode levar diversas regiões à escassez na próxima década. “A região têm projetos significativos de preservação da água e dos rios, inclusive que já utilizam a metodologia do Projeto Rios. O Seminário pretende incluir mais comunidades e auxiliar na qualificação destes projetos que existem”, destaca Padre Pedro.

Participaram do seminário

Participaram do Seminário de Lançamento do Projeto Rios os palestrantes, o biólogo e professor aposentado da UFSC Ademir Reis, doutor pela Unicamp, curador e diretor científico do Herbário Barbosa Rodrigues; o pesquisador do projeto Rede Aquífero Guarani/Serra Geral, Luciano Henning, além de técnicos especialistas em análise da água e recursos hídricos, responsáveis pelas oficinas do projeto. O trabalho ensina as comunidades a, utilizando materiais caseiros, realizar a análise da qualidade da água e outras variáveis que importam à preservação dos rios.

Comentários
Compartilhe

Notícias

Frio volta a partir de sábado

Published

on

Foto: Bela Lages por Julio Vasco/Divulgação

As tardes quentes fora de época darão lugar o frio típico do inverno. Sensação gelada, principalmente ao amanhecer, prevalece, mas o frio será mais intenso a partir de sábado (21). As temperaturas devem ficar abaixo de zero nas cidades da Serra Catarinense. As mínimas podem chegar aos -6 °C no domingo (22).

Nesta quinta-feira (19) as máximas devem chegar aos 27 °C. Nas demais regiões do Estado, as temperaturas seguem elevadas e podem ultrapassar os 33°C. O sol aparece em boa parte de Santa Catarina. Segundo o Climaterra, as mínimas registradas foram de 1,9°C em Bom Jardim e 2,4°C em São Joaquim; 3,5°C em Painel 4,4°C em Urubici. Houve ocorrência de geada bem isolada.

Na sexta-feira (20) uma frente fria atravessa o Estado ao longo do dia. O tempo será de sol passando a nublado, do Oeste ao Sul. Chuva e trovoada podem ocorrer no decorrer da tarde ou noite no Oeste. Risco de temporal isolado.

Temperaturas em queda à noite. Mínimas entre 8°C e 15°C na maior parte de Santa Catarina, e entre 7°C e 10°C nas cidades da Serra, no fim da noite. Máximas variam entre 24°C e 34°C nas demais regiões do Estado.

 

Queda nas temperaturas

De acordo com o engenheiro agrônomo, Ronaldo Coutinho, as temperaturas caem a partir de sábado (21). A frente fria, que deixa o Estado, dará lugar a uma intensa massa polar. Temperatura baixa em boa parte do dia, sendo muito frio ao amanhecer e noite. Mínimas entre -3 C e 0°C nas cidades da Serra, e entre 1°C e 9°C na maioria das regiões de Santa Catarina. Chance de garoa isolada na madrugada e manhã na região Serrana.

Ainda, segundo Coutinho, a previsão indica pequena chance de garoa congelada ou neve nos pontos mais altos do topo da Serra, no sábado. “Principalmente nas áreas acima dos 1.600 metros, também com chance, maior, de sincelo no Morro das Torres”, explica Coutinho.

Já para o domingo (22) a massa polar segue sobre Santa Catarina. Temperatura muito baixa ao amanhecer e agradável de tarde, e mais alta no Oeste. 

Conforme o site Climaterra, as  temperaturas serão baixas e abaixo do zero em algumas regiões do Estado, principalmente nas cidades da Serra, onde onde os termômetros oscilam entre -6 °C e -3°C, com ocorrência de geada de forte. Mínimas entre -1°C e 6°C na maior parte de Santa Catarina, com ocorrência de geada isolada. As máximas não devem passar os 15°C no topo da Serra, e 26°C em pontos do Oeste e Extremo Oeste.

Alerta

Coutinho alerta para possíveis danos nas áreas de frutas temperadas que exigem pouco frio, que estão em fase de “balão” ou flor, principalmente nas áreas de pomares do Meio Oeste a Serra Catarinense. Pois no domingo, as mínimas podem chegar aos -4°C.

 

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

PM do Rio, acusado de matar jovem que brincava em telhado, tem prisão decretada

Published

on

Por

Ryan foi morto enquanto brincava - Foto: Arquivo Pessoal/ Divulgação

A Justiça converteu em preventiva a prisão em flagrante do cabo da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ) Pedro Henrique Machado de Sá, acusado de matar com um tiro o estudante Ryan Teixeira do Nascimento, de 16 anos, em Magalhães Bastos, na zona oeste do Rio. A audiência foi realizada na Central de Custódia, em Benfica, onde o militar estava preso.

O estudante foi baleado quando brincava com amigos no telhado de um posto de saúde na Rua das Laranjeiras do Sul. Os menores contaram que o policial chegou atirando – fez seis disparos. Um dos menores foi ameaçado e somente liberado pelo militar com a chegada da mãe. Após notarem que Ryan não estava entre eles, os amigos encontraram o corpo dele no telhado do posto.

De acordo com a Polícia Civil, o cabo, que estava fora de serviço, atirou em Ryan por volta das 22h de terça-feira (17), quando o adolescente brincava com mais dois jovens no telhado de uma clínica, que fica em frente à casa do PM. Conforme as informações, o PM ficou incomodado com o barulho dos garotos e disparou contra eles.

A Justiça negou o pedido de liberdade provisória do policial, sob a alegação de que poderia “comprometer a credibilidade das instituições responsáveis pela persecução penal, ante a gravidade em concreto revelada pelo modus operandi[modo de agir] da conduta delituosa”. Ele é acusado de crimes dolosos previstos no Código Penal.

A juíza responsável pela decisão, cujo nome não foi divulgado pelo Tribunal de Justiça por questões de segurança, também determinou o encaminhamento do acusado, com urgência, para exame e tratamento médico, em razão de, recentemente, ter sofrido um infarto.

Por Agência Brasil

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Preso médico que fugiu após morte de paciente em cirurgia estética

Published

on

Por

Foto: Divulgação

O médico Denis César Barros Furtado, de 45 anos, foi preso na tarde desta quinta-feira (19) em um centro empresarial na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro. A mãe do médico, Maria de Fátima Furtado, também foi presa.

Conhecido como Dr. Bumbum, Denis Furtado estava foragido sob a acusação de homicídio doloso, porque a paciente Lilian Calixto morreu durante um procedimento estético realizado na cobertura do profissional, na zona oeste do Rio.

Segundo a Polícia Militar informou em seu perfil no Twitter, policiais do setor de inteligência do 31º Batalhão efetuaram a prisão. O médico será encaminhado para a 16ª DP, na Barra da Tijuca.

A delegada da 16ª DP, Adriana Belém, considerou o desfecho satisfatório. Ela disse que a defesa de Denis havia combinado que o médico se apresentaria às 16h, mas policiais militares localizaram seu paradeiro enquanto ele e a mãe ainda estavam no escritório de seu advogado.

“Eles [Denis e a mãe] vão ser ouvidos, recolhidos. Vou cumprir com o que acordei com o advogado e cumprir o mandado de prisão”, disse a delegada. De acordo com Adriana Belém, os dois devem passar a noite na delegacia, porque ainda restam muitos fatos a ser esclarecidos.

O plantão do Tribunal de Justiça decretou ontem (18) a prisão de Denis e de sua mãe, Maria de Fátima, que, embora com o registro de médica desde 2015, teria participado da cirurgia, e da namorada dele, Renata Cirne, que foi levada para o Presídio de Benfica, na zona norte da cidade.

A prisão temporária foi pedida pelos crimes de homicídio doloso duplamente qualificado e associação criminosa. Se for condenado, o médico poderá pegar até 36 anos de prisão.

Por Agência Brasil

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 - Centro - CEP: 88502-000 - Lages (SC) - Brasil . Contato - Fone: 49 3221.3300 e-mail: correiolageano@correiolageano.com.br

Todos os direitos autorais são propriedade/responsabilidade do Correio Lageano. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização do conteúdo disponibilizado neste site, parcial ou integralmente, é expressamente proibida sem a permissão prévia por escrito do CL ou do titular dos direitos autorais.