Conecte-se a nós

Notícias

Projeto facilita a construção para quem já tem terreno

Published

em

Depois de perceber que muitas famílias possuem terreno ou um espaço no lote de familiares, mas não têm condições de construir, a Secretaria de Assistência Social e Habitação de Lages, criou o programa Lages Meu Lar.

A construção de até 400 casas de madeira com banheiro de alvenaria será financiada por um agente de crédito conhecido em processo licitatório. Esse foi um temas tratados, ontem, na coletiva do prefeito de Lages, Antonio Ceron.

As casas serão de 30 m² ou 42 m², conforme projetos do programa, e serão construídas em quatro etapas. O valor das construções é de R$ 13 mil e o financiamento total ultrapassa R$ 5 milhões. A cada cinco parcelas pagas em dia, o município efetuará o pagamento da parcela seguinte, ou seja, a Prefeitura de Lages custeará 16,66% do financiamento total. O prefeito Antonio Ceron ressalta que haverá fiscalização para que as casas tenham caixas d’água e fossa séptica.

O programa busca, também, a valorização da matéria prima e mão de obra da região, por isso, só será permitido a contratação de serviços e o uso de produtos de Lages. Ceron assinou, na manhã desta quarta-feira (2), o encaminhamento à Câmara de Vereadores para aprovação do projeto. Além da assinatura, o prefeito e seu secretariado falaram de outros temas:

Projeto de lei

Ceron encaminhou pedido de denominação do Centro Dia do Idoso no Bairro Várzea, como Dom Oneres Marchiori. Nesta quarta-feira, se vivo, o bispo completaria 85 anos. O centro de convivência do idoso reabriu hoje e tem capacidade para atender, diariamente, 100 idosos com programação diversificada, que inclui dança, música, artesanato, jogos de cartas, fisioterapia entre outros.

Loteamento

Até o final do ano, as Secretarias de Planejamento, Obras, Semasa, Assistência Social e Habitação, pretendem implantar um loteamento com 54 terrenos no Bairro Ferrovia.

Transporte escolar

Até o dia 15 de maio, é o prazo dado pela prefeitura aos proprietários de vans escolares para regularizar a situação, como habilitação e documentação do veículo. Depois de todos regularizados, Ceron irá reavaliar a lei que determina o uso de veículos com até 10 anos de fabricação. Alguns proprietários pedem que o prazo seja estendido para 15 anos, mas a prefeitura apurou que 70% dos veículos estão irregulares.

Iluminação pública

Um processo emergencial está sendo montado para a contratação de uma empresa para restabelecer a iluminação na cidade. Em até uma semana o processo deve estar pronto. Várias avenidas e ruas estão às escuras, já que a prefeitura não possui contrato vigente para a manutenção.

Mercado Público

Até sexta-feira deve ser definida a data para início das obras do Mercado Público. Com projeto aprovado e recursos em caixa, o prédio será revitalizado ao custo de R$ 6,6 milhões. A obra será executada pela empresa Terra Engenharia e, após o início, tem prazo de 18 meses para ser concluída.

Recanto do Pinhão

Neste ano, o layout do Recanto do Pinhão, que será instalado no Calçadão da Praça João Costa, será diferenciado. O tapume que cerca o terreno do Colégio Aristiliano Ramos será afastado oito metros e o palco montado neste ponto. Uma cobertura será colocada para o público.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: