Conecte-se a nós

Notícias

Prefeitura se prepara para amenizar problemas

Published

em

Foto: Greik Pacheco/ PML/ Divulgação

Aconteceu na terça-feira (29), a primeira reunião do Gabinete de Crise da prefeitura de Lages, montado para analisar a situação do município devido a paralisação dos caminhoneiros. O encontro envolveu secretários municipais, Polícia Militar, Ambiental e Civil, Exército, Corpo de Bombeiros, Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), Transul, supermercadistas e outras instituições.

De acordo com o prefeito Antonio Ceron, pedidos serão enviados ao Ministério Público e governo estadual para que as cargas de gás e combustível cheguem em Lages. “Eu, como prefeito, tenho que pensar na população que não pode ser prejudicada. Nos mercados já faltam alimentos, sendo que os perecíveis estão estragando na estrada”.

Segundo informações da prefeitura, Lages foi a primeira cidade do Estado que conseguiu a liberação de gasolina para a comunidade, abastecendo quatro postos terça.

Saúde

A secretária de Saúde Odila Waldrich, afirma que os estoques de oxigênio e soro estão garantidos por mais uma semana, mas podem faltar insumos como gases e seringas, tanto para as unidades como para os hospitais.

Educação

As aulas nas redes municipais e estaduais, nos 18 municípios da Serra Catarinense, incluindo Lages, foram suspensas esta semana. No final da tarde de sexta-feira, dirigentes voltam a se reunir para avaliar o retorno na segunda-feira.

A decisão foi tomada devido à falta de itens essenciais para o atendimento básico, como gás de cozinha, alimentos perecíveis e material de limpeza e higiene. Os itens encontram-se parados nas cidades de Campos Novos, Joaçaba, Curitibanos e Erechim (RS).

Transporte

A informação da Transul é de que a frota vai circular com restrição de horários a partir desta quarta-feira (30 de maio), sendo mantido o horário normal nos períodos de picos, e de uma em uma hora nos demais horários.

No sábado, o transporte coletivo será mantido com horário de domingo, assim como no feriado (31 de maio). Com esta contenção, a previsão é que o transporte coletivo tenha combustível suficiente para operar até quarta-feira (6 de junho).

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: