Conecte-se a nós

Notícias

Preço da gasolina muda hábitos dos consumidores

Published

em

Foto: Camila Paes

Para quem já estava precisando se ajustar aos novos preços do combustível, terá que se preparar para mais um possível aumento, já que a Petrobras anunciou que a gasolina terá reajuste de preço nas refinarias. Em Lages, o valor do combustível não varia muito e chega a R$ 4,29.

Para o empresário Vianei Ramos, a instabilidade dos preços da gasolina mudou a rotina e foi sentida no bolso. Ele relata que tinha o costume de sempre encher o tanque, quando passava no posto de gasolina. Agora, a quantidade de combustível que coloca, depende da quantidade de dinheiro que tem na carteira.

A gerente do posto Delta, na Avenida Presidente Vargas, Eliane Boscatto, ressalta que foi possível notar uma queda na movimentação e que as pessoas têm optado por abastecer menos. Além de colocar menos gasolina em seu carro, Vianei também deixa de usá-lo em momentos que não são extremamente necessários.

O gerente do posto Petrolages, no Bairro Conta Dinheiro, Cristiano Córdova, explica que percebeu que as pessoas têm reclamado sobre os preços, mas não deixam de abastecer. Entretanto, em alguns estabelecimentos, os valores diminuíram.

 

Aumento

O litro da gasolina nas refinarias passou a custar R$ 1,9810, um aumento de 0,5% em relação ao preço de R$ 1,9711 cobrado na semana passada. O reajuste consta da página da Petrobras na internet, entretanto, os gerentes de alguns postos de Lages garantem que o anúncio ainda não chegou e que, até o momento, os preços não sofrerão alterações. Este é o quarto aumento consecutivo concedido pela estatal para o preço médio da gasolina nas refinarias, antes, portanto, da incidência de impostos e das margens de comercialização dos revendedores. No último dia 10, o preço do litro da gasolina nas refinarias estava em R$ 1,9002.

O anúncio do novo aumento acontece um dia depois de a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) ter divulgado a aprovação da minuta de resolução sobre transparência na formação de preço dos combustíveis, biocombustíveis e gás natural para os órgãos públicos e para o público geral.

Consumo

Mesmo com o aumento do preço e mudança de hábitos de consumo, em maio, a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou que o Brasil consumiu 136 bilhões de litros de combustíveis em 2017, o que representa um aumento de 0,4% na comparação com o ano anterior. Segundo a ANP, o consumo de gasolina comum teve aumento de 2,6% na comparação com 2016. Em contrapartida, o consumo de etanol hidratado registrou queda de 6,5% no mesmo período.

A maior alta nas vendas, no entanto, foi do biodiesel – passou de 3,8 bilhões de litros em 2016 para 4,3 bilhões em 2017, o que representa um crescimento de 13,2%.

 

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: