Conecte-se a nós

Notícias

Poucas escolas passarão por reformas na Serra Catarinense

Published

em

Colégio Belisário Ramos apresenta diversos problemas estruturais e passará por reforma geral - Foto: Susana Küster

Em março deste ano o CL fez um levantamento da estrutura das escolas estaduais em Lages. Nele, foi constatado que nove instituições precisavam de reforma. Na época, o então gerente regional de educação da Gered, Humberto Oliveira, afirmou que sete escolas passariam por obra ainda neste ano. Recentemente, após quatro meses da promessa, somente um processo de licitação iniciou e apenas quatro escolas serão reformadas.

As instituições escolhidas foram: Rubens de Arruda Ramos e Belisário Ramos, ambas em Lages; Padre Antônio Trivellin, em Painel e Padre Antonio Vieira, em Anita Garibaldi. O edital foi lançado e as empresas interessadas estão preparando a documentação para participar da licitação.

A próxima etapa agora é a proposta de preços dos interessados e depois a publicação do vencedor. Segundo a nova gerente regional da Gered, Fátima Ogliari, essas escolas foram escolhidas pois são as que possuem maiores problemas. As outras escolas, segundo ela, não possuem previsão de obra. “Devido ao processo eleitoral, agora para tudo, acreditamos que no ano que vem, tenhamos novidades”.

Somente para o Belisário Ramos, o valor da obra será de R$ 1,8 milhão. Na escola há paredes rachadas, esgoto a céu aberto, falta de piso nas salas, paredes de madeira podres, estrutura dos beirais quebrada, forros caindo, várias goteiras, entre outros problemas.

Os aparelhos de ar-condicionado não funcionam porque a rede elétrica não suporta. A direção aguarda desde o ano passado pelo início da reforma geral e no início deste ano 160 lâmpadas foram trocadas. Na escola Padre Antônio Vieira, o valor da obra será de R$ 248.312,54, na Padre Antônio Trivellin será de R$ 771.378, 62 e no Rubens de Arruda Ramos, o investimento será de R$ 1.464.636,77.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: