Conecte-se a nós

Notícias

Posto do Tributo atende cerca de 400 pessoas por dia

Published

em

Fluxo de pacientes é intenso todos os dias - Foto: Camila Paes

Quem observa por alguns minutos o fluxo de pacientes na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Tributo, em Lages, já percebe que a rotina é intensa. O entra e saí de pacientes dos consultórios, pegando remédios, autorizando exames, faz com que a Unidade tenha uma estimativa de 400 atendimentos por dia. Isso se iguala ao número registrado do Pronto Atendimento Tito Bianchini, que recebe pessoas de vários bairros e até de outros municípios serranos.

Mesmo que a unidade fique aberta apenas em horário comercial, o fluxo é equivalente ao Pronto Atendimento, que possui plantão 24 horas. A equipe já está acostumada, o trabalho é organizado e as enfermeiras chamam quase todos pelo primeiro nome. A atenção com datas de exames e tratamentos, mostra o carinho pelos pacientes.

Como foi o caso de Débora Horrana, de 19 anos. Após descobrir a gestação, ainda recente, começou o pré-natal na UBS. Recebeu as vitaminas e o encaminhamento para os exames de sangue. Neste momento, a enfermeira já cobrou o retorno para a próxima semana, com os resultados em mãos. Débora e a amiga Priscila Souza, que a acompanhava, relatam que sempre são bem atendidas na unidade e nunca faltou nenhum médico ou remédio necessário.

As enfermeiras Deiseane Valente, Kelly Antunes e Dayane Bordin, comandam os atendimentos no local. Elas revelam que mais de 500 pessoas já passaram pela UBS em um único dia. São moradores dos bairros Cristal, Vila Esperança, Guarujá, Tributo, Pisani, interior do Tributo e moradores do Moradas Lages. Ao todo, são mais de oito mil pessoas que podem ser atendidas na unidade e os 16 agentes de saúde também atendem quase três mil domicílios.

O fluxo é grande e as profissionais acreditam que isso acontece devido a vulnerabilidade social da região, a extensão territorial e a distância com o Centro. Por causa disso, os tipos de atendimentos são variados e não estão concentrados apenas nas consultas, mas também em emergências que precisam de soro e medicação. Kelly explica que tentam fazer o que podem para que não seja necessário o encaminhamento para o Centro. Só no mês de novembro, foram quase 1.500 procedimentos (soros, injeções entre outros), sem contar com consultas e autorização de exames.

Serviços

Na estrutura, há atendimento médico todos os dias. Nas últimas semanas, foi reduzido porque um dos profissionais estava de férias. Há também dentista todas as manhãs e os residentes em Saúde da Família, que ajudam com os pacientes.

A infraestrutura foi reformada e ampliada recentemente. O espaço é o suficiente para os atendimentos e para acomodar os profissionais. Ao redor da estrutura, não há asfalto, mas isso não impede a chegada dos pacientes. Além disso, a equipe oferece os grupos de Terapia Comunitária, Chá e Saúde, Contra Tabagismo – que tem mostrado resultados importantes -, Atividade Física, Curso de Gestante e o Hiperdia.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: