Conecte-se a nós

Notícias

Portal agiliza fila de espera em Santa Catarina

Published

on

Juarez está na fila de espera. Precisa da cirurgia para resolver um problema de coluna- Fotos: Bega Godóy

O acesso ao site da Secretaria de Estado da Saúde (SES), portal que está no ar desde agosto, permite verificar a ordem da lista de espera para cirurgias eletivas em Santa Catarina.

O processo ainda aponta quem foi o servidor que abasteceu o sistema. Qualquer movimentação gera um login e senha, o que impede possíveis favorecimentos solicitados por políticos, mídia ou funcionários e amigos dos profissionais da Saúde.  

Qualquer alteração na ordem da agenda dependerá de laudo médico. Outra expectativa é que a divulgação reduza as filas.

A ordem de agendamento e atendimento dos usuários é determinada a partir de critério cronológico ou avaliação da situação clínica do paciente.

Todos esses cuidados garantem a transparência do serviço e afastam qualquer tentativa de furar fila, segundo ressalta a coordenadora da Regional Hospitalar, Juliana Oneda.

Se torna uma esperança para quem está na lista. Hoje são mais de 17 especialidades disponibilizadas e mais de 1.400 pessoas que aguardam para fazer cirurgia eletiva (não emergencial) e que já estão no sistema de regulação dos três hospitais de Lages, o Infantil Seara do Bem, o Nossa Senhora dos Prazeres e o Tereza Ramos.

O constante apelo de pacientes que aguardam atendimento de saúde, há anos motivou o Ministério Público a procurar uma alternativa para o problema.

E neste trabalho, o órgão constatou que não havia controle das filas e nem regulação adequada. Além disso, o MP tinha conhecimento de que a agenda passava por interferências de funcionários ou de políticos.

Lista por cidade_ A publicação da lista de pacientes, começou a ser formalizada no segundo semestre deste ano e nela constam clientes de todas as seis centrais de regulação de Santa Catarina.

São duas regulações: a ambulatorial (exames e consultas) que tem como sede a Secretaria Municipal de Saúde e a hospitalar, da Gerência Regional de Saúde. Nessa há 11 médicos reguladores que avaliam os pedidos do médicos e definem se a solicitação será atendida.  

A previsão é que a lista por município seja implantada até o primeiro semestre de 2018. A macrosserra de Lages, composta pelos 18 municípios da Amures, é uma das centrais que está agilizando os trabalhos dentro do prazo e com efetividade.

De olho_ O Ministério Público de Santa Catarina monitora o acesso às informações do portal abastecido diariamente. Quem está a frente é a promotora Carolina Cabral Zonta, coordenadora do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos e Terceiro Setor do Ministério Público.

Parte da equipe da central de regulação de internação da Regional de Saúde

Tudo começa pela consulta

O diretor da regulação ambulatorial, Claiton Camargo, explica que quando o município não atende toda a demanda, a regulação entra no processo para garantir o acesso adequado e que ninguém passe na frente da fila.

“É ai que começa tudo. O paciente vai na unidade de saúde. Sai dali para fazer qualquer procedimento e passa a ser acompanhado pela regulação”, argumenta.

Toda unidade hospitalar ou clínica que oferece atendimento, seja ela pública ou privada, administrada por consórcio ou organização social,  abastece o site com suas listas e promove atualizações semanais. As secretarias dos municípios tem de acompanhanhar todo dia a movimentação.

De nada adianta um sistema atualizado a cada minuto, pessoas empenhadas em fazer com que a fila ande, uma estrutura adequada, se o paciente não aparecer para fazer a cirurgia.

“A preocupação agora é com a postura do paciente. Se ele vai aparecer, pois precisa fazer os exames pré-operatório”, comenta o médico regulador  Sérgio Moraes. Depois de avisado, o paciente terá até 60 dias para ser operado.

Como pesquisar_ As pesquisas na lista de espera poderão ser realizadas pelo documento do paciente (CPF ou Cartão Nacional do SUS) ou por Central de Regulação e Procedimento.

Desde julho, ele espera por cirurgia

Juarez Weiss sofreu um acidente doméstico em dezembro de 2014. Caiu da escada enquanto fazia um reparo na sua residência, no Bairro Centenário.

Foi levado ao hospital e exames mostraram quebradura em uma vértebra. Por seis meses usou colete, mas as dores não cessaram, pelo contrário, a cada dia aumentavam.

Com dores fortes, procurou mais uma vez um médico. A marcação da consulta pelo Sistema Único de Saúde (SUS) demorou. Fez novos exames, que mostraram o que ele já sabia.

Desconfiado, Juarez procurou um neurologista que pediu uma ressonância magnética. O exame revelou uma segunda quebradura e a necessidade de cirurgia.

“Sofro todos os dias. Não posso caminhar, nem descer pequenos degraus. Não durmo direito e cada vez que me viro na cama sinto dor”, explica seu Juarez que tem 59 anos.

Desanimado, pesquisou a possibilidade de fazer a cirurgia na rede particular, mas quase caiu de susto, pois custa R$ 36 mil.  “A gente não sabe se a cirurgia vai acabar com as dores, mas quero fazer pra tentar. Tenho esperança”, observa o aposentado.

Comentários
Compartilhe

Notícias

Acidente com moto e automóvel no Centro de Lages

Published

on

Fotos: Bega Godóy

Um Siena prata de Lages conduzido por Luiz Rodrigues e uma Honda Biz de Lages, colidiram na noite desta quarta-feira (18). O acidente aconteceu na esquina com a Rua Juca  A. Lucena e Castro Alves, no Centro. O motociclista transitava pela Castro Alves, sentido Centro, quando colidiu com o Siena que entrava na Juca A. Lucena.

Veiculo e moto ficam danificados

O condutor da moto não teve a identidade revelada, e foi socorrido pelos bombeiros, sendo conduzido ao Hospital Nossa Senhora dos Prazeres. Sua situação era estável.  No Siena, além do motorista, estava dona  Maria de Lourdes Rodrigues, de 94 anos. Ela nada sofreu nada, porém, ficou assustada, pois saía de sessões de fisioterapia e se dirigia para a casa na companhia do filho. O impacto foi tão grande que a frente e a lateral do automóvel ficaram muito danificadas, já a moto ficou destruída.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Brasil tem 677 casos de sarampo confirmados, diz Ministério da Saúde

Published

on

Por

Foto: Divulgação

Balanço divulgado na tarde desta quarta-feira (18) pelo Ministério da Saúde mostra que o Brasil tem 677 casos confirmados de sarampo. Segundo a pasta, atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo – em Roraima e no Amazonas. Até terça (17), foram confirmados 444 casos de sarampo no Amazonas, e 2.529 permanecem em investigação. Roraima confirmou 216 casos da doença e 160 continuam em investigação.

O ministério informou que, desde fevereiro, quando começaram a surgir os casos de sarampo, foram registradas três mortes: duas em Roraima e uma no Amazonas. Em Roraima, um caso suspeito de morte pela doença ainda está em investigação.

De acordo com o balanço, os surtos estão relacionados à importação. “Isso ficou comprovado pelo genótipo do vírus (D8) que foi identificado, que é o mesmo que circula na Venezuela”, diz a nota.

Ainda segundo a pasta, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (um), Rio Grande do Sul (oito); e Rondônia (um). Até o momento, o Rio de Janeiro informou ao Ministério da Saúde, oficialmente, sete casos confirmados. “Cabe esclarecer que as medidas de bloqueio de vacinação, mesmo em casos suspeitos, estão sendo realizadas em todos os estados”, diz o ministério.

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo. Segundo o ministério, o Brasil está empreendendo esforços para interromper a transmissão dos surtos e impedir que se estabeleça a transmissão sustentada. “Para ser considerada transmissão sustentada, seria preciso a ocorrência do mesmo surto por mais de 12 meses”, diz a pasta.

Vacina

Oferecidas gratuitamente pelo Ministério da Saúde para todos os estados, as vacinas tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) e tetra viral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela) fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação e estão disponíveis ao longo de todo o ano nos postos de saúde em todo o país.

“É importante ressaltar que não há necessidade de corrida aos postos de saúde, já que as ações para controle do surto da doença, como bloqueio vacinal, nas localidades acometidas por casos de sarampo estão sendo realizadas com rigor”, diz  nota divulgada pela pasta.

Neste momento, o Ministério da Saúde está intensificando a vacinação das crianças, público mais suscetível à doença. “Entretanto, adultos não vacinados devem receber a vacina prioritariamente em locais onde há surto da doença, como em Roraima e Manaus (AM). Pessoas que já completaram o esquema, conforme preconizado para sua faixa etária, não precisam novamente receber a vacina”, acrescenta o ministério.

Crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade têm que receber uma dose aos 12 meses (tríplice viral) e outra aos 15 meses de idade (tetra viral). Crianças entre 5 anos e 9 anos de idade que não foram vacinadas anteriormente devem receber duas doses da vacina tríplice com intervalo de 30 dias entre as doses.

A campanha nacional de vacinação será realizada entre 6 e 31 de agosto, sendo o dia D no sábado (18). O público-alvo dessa estratégia são crianças de 1 ano a menores de 5 anos.

Segundo o ministério, a meta de vacinação contra o sarampo é de 95%. Dados preliminares referentes ao ano passado indicam que a cobertura no Brasil foi de 85,21% na primeira dose (tríplice viral) e de 69,95% na segunda dose (tetra viral).

Por Agência Brasil

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Temperaturas elevadas continuam até sexta-feira

Published

on

Por

Na quinta, as temperaturas podem chegar aos 27 º C em Lages - Foto: Gislaine Couto

Nesta quinta-feira (19), o clima será estável com predomínio de sol em todas as regiões de Santa Catarina. Uma massa de ar seco e quente ganhou força sobre o Sul e Sudeste do Brasil, no início da semana, está garantindo essa sequência de dias com sol, poucas nuvens, calor e baixa umidade do ar durante as tardes. As temperaturas podem chegar aos 27 ºC em Lages, e 31°C no Litoral Norte do Estado, segundo previsão da Epagri/Ciram.

Para sexta (20), o tempo será de sol com aumento de nuvens em Santa Catarina, no decorrer da tarde. No Oeste do Estado, condição de chuva e trovoadas isoladas à noite. As temperaturas continuam elevadas para época do ano. A partir de sábado (21), o tempo começa a mudar. O calor fora de época dará lugar ao frio e a temperatura começa a cair. As mínimas devem chegar aos 7 ºC em Lages.

O tempo será nublado e com possibilidade de chuva pela manhã e na madrugada na maior parte do Estado. A chuva chega com descarga elétrica (raios) e trovoadas isoladas, especialmente no Oeste e Serra Catarinense. No decorrer do dia, o tempo melhora com aberturas de sol devido ao avanço de uma massa de ar seco e frio.

Segundo o engenheiro agrônomo Ronaldo Coutinho, afirma que ainda no sábado, a previsão indica uma remota chance de garoa congelada ou neve nos pontos mais altos do topo da Serra. Além disso, segundo Coutinho há chance de formação de sincelo no Morro das Torres, em Urupema. Também há uma possibilidade deste fenômeno, no topo da Serra do Rio do Grande do Sul (RS), no amanhecer.

Cerejeiras embelezam Lages

A partir do mês de julho, as cerejeiras começam a florir na cidade e embelezam ainda mais a paisagem urbana com seus tons de rosa. Seguindo a mesma tendência de 2016, elas estão surgindo mais cedo que o comum, pois geralmente nascem em setembro. Confira um registro dos leitores do CL, que enviaram suas fotos das cerejeiras.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 - Centro - CEP: 88502-000 - Lages (SC) - Brasil . Contato - Fone: 49 3221.3300 e-mail: correiolageano@correiolageano.com.br

Todos os direitos autorais são propriedade/responsabilidade do Correio Lageano. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização do conteúdo disponibilizado neste site, parcial ou integralmente, é expressamente proibida sem a permissão prévia por escrito do CL ou do titular dos direitos autorais.