Conecte-se a nós

Notícias

Polícia Civil investiga agressão contra padre, em Bom Jardim da Serra

Published

em

Foto: Divulgação

A Polícia Civil investiga a agressão a um padre em Bom Jardim da Serra. Ele foi agredido por populares, após uma celebração de corpo presente, em uma igreja no Bairro Cohab. A alegação é que ele não teria tocado o sino da igreja, como é comum no município, quando uma pessoa morre.

De acordo o agente de Polícia Civil, Nicodemos da Silva, o Padre Jonas Valderedo Lucinda, da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, foi espancado por volta das 10 da manhã de quarta-feira (25) por cerca de 20 pessoas. Os suspeitos e testemunhas estão sendo ouvidas pela polícia.

Ainda conforme Nicodemos, o culto foi celebrado por uma ministra e o Padre teria chegado no final do ato religioso. Foi quando populares o agrediram, alegando que o sacerdote não havia tocado o sino da igreja, só porque o homem era uma pessoa humilde.

O religioso explicou que tocou o sino, que inclusive, dava assistência ao homem, que era morador de rua. Porém, mesmo assim, as agressões continuaram. Ele teve ferimentos no rosto e na cabeça.

No seu depoimento, o padre contou que o homem era morador de rua e, que muitas vezes foi acolhido pelo religioso. E que não tinha razão nenhuma para não realizar os procedimentos após a sua morte.

O CL tentou contato com a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro para falar sobre o assunto. Porém, até o fechamento da edição ninguém atendeu as ligações.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: