Conecte-se a nós

Notícias

Polícia Civil cumpre mandado de prisão em Otacílio Costa

Published

on

Foto:Divulgação

A Polícia Civil de Otacílio Costa cumpriu nesta quarta-feira (17) um mandado de prisão contra Marcos Gonçalves. Ele é suspeito de ter praticado furto em uma loja do Centro do município no dia 6 de janeiro deste ano. A representação pela prisão foi feita pelo delegado titular da Comarca de Otacílio Costa, Silvio Bernardes Dantas, após a equipe de investigação ter tido acesso às imagens das câmeras de monitoramento do sistema “Bem-te-vi” e relato de testemunhas.

Segundo o delegado, a Polícia Civil de Otacílio Costa continua trabalhando para esclarecer os casos de furto no município e ações como estas são importantes para dar à população uma resposta positiva. Marcos foi encaminhado ao Presídio Regional de Lages, onde deve permanecer à disposição da justiça. “As investigações estão avançando e vão continuar. A nossa pretensão é que os casos de furto que vem ocorrendo no município sejam solucionados e os autores devidamente responsabilizados”, finaliza Dantas.

Comentários
Compartilhe

Notícias

Sem gasolina nos postos de Lages

Published

on

Na manhã deste sábado (26) não havia mais postos de combustíveis com gasolina e etanol disponíveis nas bombas em Lages. Desde que a paralisação dos caminhoneiros se iniciou o que se viu foi uma corrida aos postos para abastecer os veículos.

Todos os dias a maioria dos postos registrou intensas filas. No Posto Central, que era um dos últimos a ter combustíveis, na rua Correia Pinto, na tarde de sexta-feira (25). havia intensa fila que se estendia até próximo do terminal urbano.

Uma das organizadoras da paralisação dos caminhoneiros em Lages, Ana Paula Mendes, destaca que foi liberado um caminhão para abastecer as viaturas das polícias, do Corpo de Bombeiros e também as ambulâncias. Ela ressalta também que foi liberada uma carga de gás para os hospitais e presídio.

Ainda não há previsão para o fim da paralisação dos caminhoneiros, que ocorre em todo o País.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Caminhoneiros não têm previsão de voltar a rodar

Published

on

Os caminhoneiros que estão na paralisação às margens da BR-116, em Lages, não têm previsão de sair do local. Assim, como o movimento dos caminhoneiros nos outros estados, eles só vão sair após os pedidos serem acatados pelo Governo Federal e oficializados no Diário Oficial da União, como ressalta Jorge Flores, um dos organizadores do movimento em Lages. Eles querem a redução dos impostos em todos os combustíveis e não somente no diesel.

O decreto presidencial na tarde de sexta-feira (25) mandava usar as Forças de Segurança Nacional para desobstruir os trechos de rodovias que estavam bloqueados por manifestantes, o que não é o caso na Serra Catarinense. Na região, não há nenhum trecho das rodovias bloqueadas e os caminhões parados ficam às margens. Os caminhoneiros que estão concentrados em Lages ressaltam que não há baderna e que é expressamente proibido o uso de bebida alcoólica no movimento e assim eles mantêm a ordem.

Às 16 horas deste sábado haverá uma carreata de apoio à paralisação, que segue da rua Correia Pinto no centro até o local onde estão os caminhões, na BR-116.

 

Voluntários

 

 

Serviços de atendimento de saúde, como aferição de pressão e curativos, foram disponibilizados aos motoristas no acampamento às margens da rodovia na manhã deste sábado por servidores municipais de Lages ligados ao Sindserv e ao Simproel. A ajuda era de forma voluntária. No entanto, a partir das 14 horas, a Secretaria de Saúde de Lages passa a oferecer o serviço. Também neste sábado haverá corte de cabelo no local.

 

Doações da comunidade – Ana Paula Mendes é uma das organizadoras do movimento em Lages e ressalta que os caminhoneiros estão recebendo muita ajuda da comunidade, que têm levado mantimentos, carvão, lenha, roupas, cobertores. “Somos muito gratos à ajuda da população”.

Ela conta que as empresas do entorno da manifestação, na BR-116, têm cedido seus espaços para o estacionamento dos carros e caminhões e também os banheiros para que todos possam manter as condições de higiene e banho. “Recebemos até mesmo doação de sabonetes, shampoo, itens de higiene”, destaca.

Ela também conta que lavanderias de roupas têm oferecido ajuda para lavar a roupa dos caminhoneiros acampados. E também os caminhoneiros lageanos ajudam a lavar a roupa de quem é de fora da cidade.

Os caminhoneiros também estão compartilhando os mantimentos que receberam e não dão conta de preparar. Eles doaram parte desses alimentos para os Asilos Menino Deus e Saseadla e também para a Casa de Apoio Filho Amado. Doações foram feitas também ao Orfanato do Bairro Guarujá.

 

Missa

 

Na manhã deste sábado foi celebrada uma missa no local pelo padre José Virgilio da Silva da Paróquia do Rosário. Na celebração o padre destaca a dignificação e a valorização dos trabalhadores de todas as categorias.

Única caminhoneira

 

A jovem Patricia da Silva, de 26 anos, é a única caminhoneira que está parada no trecho de Lages. Ela dirige carreta e transporta carga seca. Há três anos ela está na profissão. Ela ressalta que sempre foi seu sonho ser caminhoneira e que nunca sofreu preconceito dos motoristas homens. Ela disse que sempre foi bem recebida por eles.

Ela é de Bom Jesus (SC) e mora em Xaxim no Oeste. Atualmente viaja por três estados.

Ela relembra que manifestação anterior ela estava no Nordeste do país e relata que o calor excessivo foi castigante na ocasião. E sobre estar parada, ela disse que a rotina de caminhoneira a faz estar acostumada a essas situações.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Frente ao líder, Inter decide a vida no Brasileirão

Published

on

Juninho instruindo parte do grupo, no Tio Vida. Foto: Bega Godóy

O Inter de Lages faz, neste domingo, às 18 horas, contra o Caxias, o jogo que define a permanência na competição e a continuidade no calendário.

Os colorados podem até ter uma missão difícil no estado gaúcho, mas têm a seu favor depender de si mesmos para avançar de fase no Campeonato Brasileiro da Série D. Uma vitória com qualquer resultado garante o time na próxima fase.

Condição que seria inédita, pois nas três edições anteriores foi desclassificado nessa fase.  Agora, se o Inter perder ou empatar, tem que torcer para o Mirassol não ganhar.

O grupo A 15 está classificado assim: Caxias (RS) – 13 pontos; Inter (SC) – 9; Mirassol (SP) – 7 e Nova Iguaçu (RJ) – 0. Nova Iguaçu e Mirassol jogam também no domingo, às 18h.

O que pode atrapalhar os planos dos lageanos é o fato de o Caxias  fazer seu jogo histórico de número 100 no Estádio Centenário.

Mas nada disso tira o sono do treinador colorado Juninho Chicchinato. Ele está confiante, fez trabalhos fortes. “Com bons treinos e bem focado no jogo”, salienta.

Juninho reconhece que o Caxias tem um elenco muito forte e caso o treinador Luiz Carlos Winck pense em poupar alguns atletas, os que entrarem também são qualificados e irão querer aproveitar   a oportunidade recebida.

Juninho não terá desfalque e Fabian Volpi vai ser titular no gol.  Fabian alternou alguns jogos com David durante o Campeonato Catarinense e atuará no seu segundo jogo completo em Caxias.

Ele substituiu Eder, que se machucou na derrota colorada por  2 a 0 contra o Mirassol, fora de casa. “Trabalhamos diferentes situações, bolas paradas, e jogadas ensaiadas”, resume o comandante que confia na classificação.

 

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©