Geral

PM emite nota sobre suspeito que estaria rondando casas em Lages

Published

em

Foto: Arquivo/CL e divulgação

A Polícia Militar de Lages emitiu uma nota à imprensa neste sábado (3) sobre o caso de homem suspeito de  estar rondando casas na região do Bairro Santa Catarina. Muitas fotos e vídeos estão circulando pela internet. O fato é que o suspeito que está provocando medo nas pessoas, trata-se de Juliano Pereira dos Santos, de 36 anos, que assassinou a enfermeira Rosângela Aparecida de Castro, de 38 anos.  O crime ocorreu no dia 20 de janeiro de 2012. Ela foi morta com golpes de guidão de bicicleta.

Em outubro do mesmo ano, ele foi a júri popular e condenado a 17 anos de prisão, no entanto, a pena foi reduzida a um terço porque ele foi considerado semi-imputável (aquele que compreende apenas parcialmente o crime que cometeu). Assim, a condenação foi fixada em 11 anos e quatro meses de reclusão em regime fechado, mas atualmente Juliano cumpre pena em regime de Prisão Albergue, sem recolhimento.

Confira a nota na integra

O Comando do 6º Batalhão de Polícia Militar em Lages, após tomar conhecimento de que um homem estaria rondando casas, principalmente na área sul da cidade, imediatamente intensificou o policiamento.

Foram tomados os devidos procedimentos para o caso, com vistas a garantir a segurança de toda a população. A informação que se tem até o momento é de que ele sofre de algum distúrbio mental e tentou invadir a casa de uma senhora em Lages.

Homem cumpre pena em regime de Prisão Albergue, sem recolhimento. A execução penal, ou seja, o controle do processo ao qual ele está submetido é da Comarca de São Joaquim. A Polícia Militar está providenciando um relatório para a comunicação do juiz e promotor daquela comarca para ver a possibilidade de regressão de regime e volta dele para a prisão.

Há uma repercussão descontrolada nas redes sociais com informações falsas sobre o caso. A Polícia Militar alerta os cidadãos para que tomem cuidado ao repercutirem tais postagens. A orientação é para que busquem sempre os órgãos oficiais.

Cabe salientar que não somente para esse caso em específico, mas na rotina do dia a dia segurança nunca é demais. Portanto, é importante que todos se mantenham sempre atentos e, em caso de fatos concretos, podem ligar 190 que de pronto a Polícia Militar irá averiguar,”  ressalta  o comando do 6º BPM.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com