Conecte-se a nós

Notícias

Pintura da pista terá que ser refeita

Published

em

Foto: Bega Godóy

Desde março deste ano, a empresa Sul Catarinense concluiu a recuperação do asfalto da BR-282, no trecho entre o Km 114, próximo a Alfredo Wagner até Lages. Porém, até agora, a sinalização horizontal não está terminada em alguns pontos. Assim, à noite ou com neblina, o usuário da via precisa redobrar os cuidados, pois a sinalização está precária.

Há quase dois meses, o engenheiro do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), da unidade de Lages, Enio Spieker, garantiu que os trabalhos seriam retomados. Segundo ele, a pintura que viria na sequência da recuperação do pavimento foi executada em boa parte do trecho de responsabilidade do Dnit de Lages – compreende 211 quilômetros – e 35% estão com sinalização provisória ou sequer a têm. Contudo, o serviço terá que ser refeito, pois as tintas, tanto a amarela quanto a branca, deram problema e o trabalho foi perdido. Nos primeiros dias, já apresentava desgaste e, segundo ele, após avaliação do Dnit, a recomendação foi parar com o serviço. “Umidade, condições climáticas e asfalto novo com muito betume podem ter provocado reação química entre a tinta e o asfalto”, explica ele, sobre os prováveis fatores que geraram a degradação da pintura. Ainda de acordo o engenheiro, a empresa contratada trocou o fornecedor de tinta e irá refazer os serviços em breve. Porém, o engenheiro acredita que em dezembro e janeiro, meses de maior fluxo na BR-282, sentido Litoral e Meio-Oeste, os trabalhos ainda não estarão finalizados. “Depende do tempo”, argumenta.

Ontem, a nossa reportagem acompanhou a marcação dos KMs da BR-282. Funcionários de uma empresa terceirizada trabalham desde a semana passada para cumprir os 110 quilômetros de trecho que precisam de remarcação.

Sinalização

Para este tipo de serviço, o Governo Federal tem um programa. Trata-se do Programa BR Legal. Nesse período, as Unidades do Denit de Lages, São José e Tubarão recebem o serviço integrando o mesmo contrato. Antes de começar a pintura, outros procedimento foram feitos como marcação de trevos, colocação de tachas refletivas, linhas de parada, bordas, faixa dupla, entre outros itens, por isso, a demora, segundo observa o engenheiro do Dnit.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: