Conecte-se a nós

Notícias

Partidos articulam nomes para disputar o governo em 2018

Published

em

Alguns nomes já surgem como possíveis candidatos nas disputas - Foto: Divulgação

Faltando menos de um ano para as eleições, o cenário político em Santa Catarina começa a se desenhar. Vários nomes estão dispostos a concorrer ao comando do Governo do Estado, ainda assim, é prematuro apontar como ficarão as alianças, pois as peças no tabuleiro eleitoral não param de se movimentar. Mas alguns nomes já surgem como possíveis candidatos nas disputas.

O PSD, do governador Raimundo Colombo, tem como principal pré-candidato o deputado e ex-presidente da Assembleia Legislativa, Gelson Merísio. A sigla busca aproximação com o PP, do deputado federal Esperidião Amin, e com o PSDB, do senador Paulo Bauer.

O que parece estar claro é o distanciamento entre o PSD e o PMDB. A aliança entre os dois partidos, principais grupos políticos que comandam o Estado, se definha a cada dia, tanto que Merísio declarou que os dois partidos serão adversários no pleito em 2018.

Com esta ruptura, natural que o PMDB também busque seu espaço. O nome do deputado federal Mauro Mariani é o mais cotado da sigla para disputar o governo. Também corre por fora os nomes do vice-governador, Eduardo Pinho Moreira. Nos bastidores, fala-se que pemedebistas estão conversando com com PSDB.

Os tucanos, por sua vez, também têm postulante ao Governo do Estado. Eles apostam no nome do senador Paulo Bauer, que já havia concorrido ao cargo em 2014.

Na outra ponta, PP e PT estão namorando com vistas a selar uma possível aliança. Recentemente, os deputados petistas, Décio Lima e Pedro Uzai, e Esperidião Amim conversaram, em Brasília, cuja pauta foi a conjuntura política de Santa Catarina. A dúvida seria saber como ficaria uma composição entre esses dois partidos.

No PT, o nome mais ventilado é o do ex-deputado federal Claudio Vignatti. E no PP, o presidente da Assembleia Legislativa, Silvio Dreveck e o deputado federal, Esperidião Amin, seriam as bolas da vez. Dreveck, aliás, estará nesta sexta-feira em Lages. A sigla conversa com o PSD, neste caso, cairia por terra uma possível aliança entre PT e PP.

Correndo por fora_ Outros partidos que também se movimentam e podem ter candidatos ao governo em 2018 são o PSB, que tem como principal nome o ex-deputado federal Paulo Bornhausen. E o PR aposta no nome do deputado federal Jorginho Melo. Também há outras siglas, embora com um peso eleitoral menor, que querem fazer parte do processo político de 2018, como o PPS, PSC, PSOL, PCdoB e PDT. Estas, no entanto, ainda não apresentaram nomes como possíveis postulantes ao governo.

Embora existam vários pré-candidatos ao Governo de Santa Catarina, é difícil definir os rumos das coligações e quem serão os cabeças de chapa. Vale lembrar que a definição das alianças depende de outros fatores, como vagas a vice e ao senado.

Principais pré-candidatos

  • PSD: Gelson Merisio (deputado estadual)
  • PMDB: Mauro Mariani (deputado federal) e Eduardo Pinho Moreira (vice-governador)
  • PP: Esperidião Amim (deputado federal) e Silvio Dreveck (deputado estadual)
  • PSDB: Paulo Bauer, senador
  • PT: Claudio Vignatti, ex-deputado federal
  • PR: Jorginho Melo, deputado federal
Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: