Conecte-se a nós

Notícias

Parques infantis: Para a manutenção, falta gente, tempo e dinheiro

Published

em

Fotos: Andressa Ramos

Crianças e adolescentes gostam, na maioria das vezes, de ter um lugar amplo para brincar e se divertir, seja um parque ou uma quadra. Como muitos pais não têm condições de pagar por este tipo de lazer, os espaços públicos se tornam uma opção viável para a garotada aproveitar o tempo livre e gastar as energias. O lazer é um direito social do cidadão, previsto no artigo 6º da Constituição Federal do Brasil.

Nos fins de tarde ou durante os sábados e domingos, ainda é possível observar crianças ocupando praças e parques de Lages, porém, com algumas limitações. Nos Bairros São Miguel e Penha, por exemplo, não há parques para as crianças brincarem e a quadra de concreto para prática de esportes está deteriorada.

A tabela de basquete, a cesta e a trave estão enferrujadas. O campo ao lado que, deveria estar coberto de areia ou grama, é um verdadeiro lamaçal.

Nos Bairros Araucária e Santa Catarina a realidade é semelhante, não há parque, porém há quadra de areia em bom estado e com grades. O parquinho mais próximo desses locais é no Bairro Santa Clara, onde uma balança está quebrada e as peças enferrujadas. Há mais uma quadra de areia que também é utilizada pela comunidade.

Alguns quilômetros distante, no Bairro Tributo, os estudantes da Emeb Osni de Medeiros Régis ocupavam o espaço para a prática de Educação Física, salto a distância, arremesso de peso, entre outras modalidades.

O que chama a atenção é que mesmo com um espaço precário, professor e alunos conseguiram desenvolver o tema proposto para a aula, além de utilizarem uma quadra de areia, que é da própria comunidade. Ao lado, onde estão instalados os brinquedos, o mato toma conta. Para chegar até o gira-gira, o mato alcança mais de 50 centímetros de altura.

As condições dos parques dos Bairros Coral e Frei Rogério, além do Tanque, são alguns exemplos das que estão em melhores condições. Sem mato alto e brinquedos conservados.

Em contrapartida, em outra parte dos parques, as balanças estão quebradas ou com as correntes soltas, além disso, com  alguns escorregadores prestes a cair e com peças soltas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Prefeitura

O secretário de Meio Ambiente, Euclides Mecabô, explica que Lages possui 110 parques, destes 70 são de responsabilidade da Secretaria de Educação, o restante da Secretaria de Meio Ambiente, são os parques públicos.

Sobre a manutenção das praças, Mecabô destaca que as ações são feitas, porém, para ter mais agilidade precisaria ter mais funcionários, tempo, dinheiro e contribuição do clima. “Não consigo fazer um parque por semana”. O secretário disse, ainda, que antes de implantar novos parquinhos é necessário fazer a manutenção de todos os que já existem.

Algumas quadras de areia serão revitalizadas pela Fundação Municipal de Esportes.

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: