Variedades

O ‘oculto’ da história de Lages está em exposição

Published

em

Foto: Marcela Ramos

Fatos que estavam nos bastidores da história de Lages, vieram à tona  a partir de uma exposição na Biblioteca Pública Carlos Dorval de Macedo, em Lages. A mostra “Cordel Jornalístico – A História da Serra que Você não Sabia”, tem como objetivo incentivar e mostrar o legado da nossa cultura e o comportamento da sociedade. A exibição vai até 1º de novembro.  

Disponibilizados pelo Museu Histórico Thiago de Castro em parceria com a Fundação Cultural de Lages, os jornais foram expostos pela primeira vez, fora das paredes do museu. As notícias revelam histórias de crimes, assuntos políticos, poesias e temas religiosos.

Os acontecimentos ajudam a construir as memórias da região serrana. Também destacam-se as diferenças dos jornais da atualidade, já que os jornais são do fim do século XIX e início do século XX.

O mais antigo em exposição é o Argos da província de Santa Catharina, da cidade de Desterro, atual Florianópolis, de nove de maio 1856. O periódico era publicado nas terças e sextas-feiras. O jornal trazia o pedido de auxílio, da Irmandade Nossa Senhora do Parto, para continuar a construção de sua capela. Também presentes na exposição os jornais, “O Lageano”, “O bimensal”, “A Aurora”, “O Rebate”,“Conservador” e “O Echo da Serra”.

O evento organizado pelos professores e historiadores Lenilson Maia e Felipe Reis juntamente com arquivista Paulo Guazzelli, comentam que a ideia da exposição é relatar uma outra história que não está nos livros.

“Lages tinha uma cultura negra muito forte, tínhamos o Carnaval, a literatura, a música, tínhamos uma cultura popular, e isso foi deixado de lado.  Estamos tentando mostrar para as pessoas uma história de 200 anos atrás”, explica Lenilson Maia.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com