Conecte-se a nós

Entretenimento

O moço que contava histórias

Published

em

Foto: Cesar de La Plata/ Divulgação

Sem saber seu nome e nem o nome de sua mãe, um moço contará fábulas e cantigas, que ouvia quando criança, na esperança de conseguir reencontrar sua mãe.

As três histórias serão contadas pela primeira vez para o público nesta sexta-feira, às 20 horas, no Centro Cultural Vidal Ramos. A peça tem entrada franca e faixa etária de 12 anos.

As três histórias são inspiradas nas fábulas contemporâneas de Luis Sepúlveda e irão tratar de temas como diversidade, aceitação e empatia.

A peça “O Moço que Contava Histórias” é dirigida por Gilson Maximo, adaptado por Adilson

Freitas e interpretada por Marcos Cordioli, que também estreia nos palcos de maneira solo.

Marcos tem 23 anos e se apaixonou pelo teatro no Ensino Médio, quando, em uma apresentação de cinco minutos, conseguiu fazer um senhor na plateia sorrir. Foi nessa hora que soube o que queria como carreira.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: