Conecte-se a nós

Essencial

O ano em que meus pais saíram de férias

Published

em

Foto: Divulgação

Em tempos de homenagem à Pátria nos deparamos com uma questão relevante: conhecemos nossa história? Não somente que o Brasil era Colônia portuguesa em 1822 quando Dom Pedro I esbravejou “Independência ou morte”. Conhecer os fatos históricos nos faz mais críticos e conscientes, afinal o presente é resultado os rumos definidos no passado.

Um tema da história recente e que tem muitas obras cinematográficas – já escrevi neste espaço sobre Cara ou Coroa – é a Ditadura Militar. Na nossa história recente, de 1964 a 1985, vivemos um período sombrio e quem não sabe muito sobre o assunto, pode recorrer aos filmes. Além de aprender se diverte.

“O ano em que meus pais saíram de férias”, é uma obra singela, dirigida pelo premiado Cao Hamburguer. É daqueles filmes que toda a família pode ver. Nos remete a reflexão do que era o país em 1970, ano que o Brasil conquista o tricampeonato na Copa do Mundo. A Ditadura é abordada no drama de Mauro, um menino de 12 anos, que precisa ficar na casa do avô no Bairro do Bom Retiro, em São Paulo, quando os pais “saem de férias”. O termo, “sair de férias”, no período era quando uma pessoa que lutava contra o regime precisava viver na clandestinidade fugindo da repressão.

Mauro acaba sendo ajudado pela comunidade judaica e não chega a morar com o avô. Entre a espera dos pais e expectativa do início da Copa vive diversas aventuras e aprende rápido as lições de solidariedade.

Anúncio
1 Comentário

1 Comentário

  1. Liliane

    09/09/2018 at 13:52

    Veja o relato pessoal de quem conviveu com revolucionários socialistas desde a ditadura militar:
    http://carlosliliane64.wixsite.com/magiaeseriados/um-relato-pessoal

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: