Conecte-se a nós

Notícias

Padre é indiciado por tentativa de adquirir fotos pornográficas

Published

on

Religioso está afastado e passará, também, por um processo canônico - Foto: Andressa Ramos/ Arquivo CL

Nesta sexta-feira (17), o delegado Diego Azevedo, de São Joaquim, deve encaminhar inquérito policial ao Fórum Nereu Ramos, em Lages, referente ao padre da cidade, indiciado por tentativa de adquirir fotos pornográficas de menores. Artigo 241, letra B do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), combinado com o artigo 14 do Código penal (CP) (tentativa). O indiciamento será apenas por tentativa porque a perícia não encontrou fotos no computador do indiciado, porém, dados de acesso de suas redes sociais podem mudar o direcionamento do caso, de acordo com o delegado.

Paralelo a isso, o padre passará por julgamento na Igreja Católica. O processo canônico funciona da seguinte forma: o bispo dom Nelson Westrupp nomeia dois padres de sua confiança. Cabe a eles fazer a investigação prévia, ouvir as testemunhas, a vítima e o acusado. Depois disso, todos que deram depoimento, assinam um documento afirmando que, de fato, o que falaram é verdadeiro.

Com os depoimentos e dados levantados, o padre instrutor fará um relatório e, na próxima quarta-feira, entregará o documento ao bispo, que encaminhará o caso à Congregação para a Doutrina da Fé, que fica em Roma, cidade onde acontecerá o julgamento e a sentença do padre.

Defesa_ O advogado de defesa, Gabriel Antunes, explica que o caso continua em estudo, e com a denúncia sendo apresentada ao Ministério Público, terá mais dez dias para apresentar suas argumentações.

Relembre o caso_ Em setembro, uma turma de adolescente se crismou. Antes da missa, como de costume na igreja católica, fizeram a confissão. Este foi o único contato presencial, segundo depoimento, entre a vítima e o padre. Depois disso, uma conversa se iniciou por uma rede social. O padre teria enviado duas fotos ao garoto, uma delas, nu. Apesar de ter dito ao delegado que não sabia que conversava com um adolescente, o enredo das trocas de mensagens dá indícios de que o paróco sabia com quem falava. Entre os questionamentos, um deles era sobre o aspecto hormonal do garoto. Em algumas vezes, o padre pediu fotos do menino.

clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Atendimento não se restringe a vítimas de acidentes

Published

on

Andreia segura sua filha no colo depois de a equipe da Autopista realizar o parto - Foto: Divulgação

Um parto normal foi realizado no acostamento da BR-116, no Km 82, após rompimento da bolsa de Andreia Martins, 35 anos. O procedimento foi feito na última sexta-feira por uma equipe de atendimento da Autopista Planalto Sul, que é concessionária da rodovia. Mãe e filha foram levadas ao Hospital de Monte Castelo e estão bem.

Desde o início da concessão, em 2008, este foi o décimo parto atendido pela concessionária. Um dos que realizou o parto de Andreia, foi Mauro Juliano Vogeniaki, que é resgatista e trabalha na base 4 há nove anos, mas nunca tinha participado de um parto. “Aqui, todo dia é uma surpresa e, desta vez, foi uma surpresa muito boa, é uma emoção muito grande”, disse.

>>Trabalho amplo_ O coordenador de operações da Autopista, José Acácio Júnior, conta que, por mês, a concessionária atende a uma média de 135 acidentes e cerca de 130 ocorrências acontecem diariamente na rodovia.
Alguns dos serviços da Autopista Planalto Sul são monitorar o tráfego 24 horas por dia para checar se há obras na área de domínio da rodovia ou animais silvestres; prestar socorro mecânico que inclui guincho, caminhão pipa e de combate a incêndio, além de serviço de atendimento pré-hospitalar com direito a UTI móvel, e checar mudanças climáticas para verificar riscos de acidente.

Continue Lendo

Notícias

Aida garante que renunciará, hoje, ao cargo de presidente

Published

on

Em seu terceiro mandato consecutivo, Aida foi a primeira mulher a ocupar a Presidência da Câmara de Lages - Foto: Camila Paes

A presidente do Legislativo lageano, Aida Hoffer (PSD), garante que renunciará o cargo na sessão de hoje Câmara de Vereadores de Lages. Eleita em janeiro deste ano para assumir a posição pelo período de dois anos, Aida afirma que cumprirá o acordo feito antes da sua eleição, em que concordou atuar somente por um ano como presidente e no segundo, daria espaço para que outro colega assumisse o posto. A expectativa é que apenas o vereador Luiz Marin (PP) e atual vice-presidente, se candidate ao cargo e, consequentemente, seja eleito.

Aida Hoffer está em seu terceiro mandato consecutivo como vereadora. Na atual legislatura, foi a única mulher eleita e entrou para a história do município ao se tornar a primeira presidente do Legislativo. A vereadora explica que este acordo é comum durante as eleições, mas muitas vezes, não é cumprido.

Em relação ao seu trabalho durante este período, acredita que o saldo foi positivo. “Tomamos algumas decisões, como evitar o desperdício de dinheiro público”, explica. Ela enfatiza que houve economia forte e cerca de 10 cargos comissionados foram extintos. As demissões, entretanto, foram um pedido do Ministério Público, via um Termo de Ajuste de Conduta (TAC).

>>Investimento_ Aida explica que com as economias realizadas durante o ano, tinha o conhecimento que haveria recursos que poderiam ser devolvidos para a prefeitura. Com isso, em outubro, foram devolvidos ao prefeito Antonio Ceron, R$ 870 mil. Mas a presidente ressalta que, com a devolução dos valores, entregou uma sugestão de investimentos de acordo com o que acreditavam ser necessidade do município. Só com este recurso, foram adquiridas duas ambulâncias, dois carros escolares, um carro para o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) e R$ 15 mil foram doados para a Orquestra Soprano do Caic Nossa Senhora dos Prazeres, para a compra de instrumentos musicais.

No mês passado, a Câmara fez outra entrega de recursos no valor de R$ 1 milhão, que deverão ser encaminhados para a realização de cirurgias de adenóide, a construção de 10 casas de madeira, aquisição de camisetas para rede municipal de ensino, reformas de Centros de Educação Infantil e Escolas Municipais e compra de materiais esportivos. Ela ressalta que, nesta terça-feira (11), um novo valor possa ser repassado ao Município.

>>Participação feminina_ Sendo a única mulher no Legislativo, Aida acredita que é preciso maior representatividade feminina na política e que os índices sejam maiores que a cota de 30% estabelecida pela legislação. “A mulher está qualificada e bem posicionada na sociedade. Eu acredito que o lugar da mulher é onde ela quiser”, enfatiza. A presidente também relata que durante o período em que ocupou o cargo, não deixou de cumprir suas funções como vereadora e realizou um trabalho duplo. “Eu fui a segunda colocada como parlamentar mais atuante durante no ano e com maior número de matérias”, explica Aida.

Para o futuro, garente que será atuante, apresentará propostas e fiscalizante. Aida não faz planos para novas candidaturas, mas garante que a política está no seu sangue e está sempre à disposição do partido.

Câmara inaugura obra de ampliação

No final da tarde de ontem, foi inaugurada a reforma e ampliação do prédio da Câmara de Vereadores, com custou R$ 144 mil, e que foi executada em 90 dias. Com este valor, foi realizada a pintura externa do prédio, telhado, forros, além da construção de dois novos banheiros, masculino e feminino, para atender ao público que acessa o Plenário.

Em seu discurso de inauguração, Aida ressaltou que a construção do novo banheiro de acesso ao público, com acessibilidade para deficientes físicos, era uma grande necessidade do prédio, que foi inaugurado em 2009.

As reformas do telhado foram necessárias pois, desde a chuva de granizo ocorrida em outubro de 2014, havia infiltrações e partes do forro estavam deterioradas. A presidente também enfatizou que a obra foi realizada em tempo recorde e não foram necessários aditivos financeiros.

Aida e Luiz Marin fizeram o corte símbolico de inauguração do banheiro público – Foto: Camila Paes

 

Continue Lendo

Notícias

Remoção do corpo por morte natural é atribuição do município

Published

on

Alício Luciandro Viana, da funerária Cristo Rei, prepara os corpos de pessoas carentes - Foto: Bega Godóy

É atribuição do município a remoção de cadáveres nos casos de morte natural, de pessoas identificadas, independentemente de possuir ou não o Serviço de Verificação de Óbito (SVO). Em Lages, o serviço ainda não foi implantado, e por essa razão o tormento de quem precisa de uma declaração de óbito para sepultar um ente falecido em casa ou em via pública se torna ainda mais doloroso.
O problema é que nem todos sabem para quem se deve comunicar o falecimento. E no desespero recorrem aos Bombeiros, Samu ou à Polícia Militar, que, por sua vez, explicam que não é atribuição deles. Com base em Portaria recomendada pelo Ministério da Saúde, os servidores apontam qual o procedimento cuja circunstância do falecimento se encaixa.

>>Orientação_ Procurar a unidade de saúde mais próxima das 8h e 12h ou 13h e 17h, de segunda a sexta-feira, exceto feriados ou fechamento destas unidades. O Pronto Atendimento Municipal, quando o falecimento ocorrer entre 12h e 13h ou 17h e 8h, de segunda a sexta-feira, durante os finais de semana e feriados, com serviço ativo 24 horas.
Ainda, o Pronto Atendimento Hospital Infantil Seara do Bem, quando o serviço seja para o atendimento de criança ou adolescente, com idade de até 15 (quinze) anos, 11 meses e 29 dias, durante os sete dias da semana, também 24 horas por dia.

>>Declaração de óbito_ O médico responsável recebe o cadáver e emite a declaração de óbito, quando a morte é natural e sem assistência médica, de pessoas identificadas cujo corpo não esteja em avançado estado de decomposição.
O documento, obrigatoriamente, deve ser fornecido pelos médicos vinculados ao serviço público de saúde mais próximo do local onde ocorreu o fato. Em caso de ausência, deve ser fornecido por qualquer outro médico da localidade. A portaria 12/SMS/GAB/2017 está em vigor desde de maio de 2017.

>>Remoção gratuita_ A Secretaria do Meio Ambiente e Serviços Públicos realiza a remoção em caso de pessoa carente. Além de recolher o corpo, o município providencia o caixão e ainda a gaveta pública no cemitério da Penha. Leva para o local do velório e para o sepultamento. A família deve acionar a secretaria por meio dos telefones 999800-9419 e 999937-7574, contatos dos motoristas plantonistas do carro funerário municipal.

Uma parceria com duas das sete funerárias de Lages, a Cristo Rei e Nossa Senhora Aparecida, amenizou esse momento. Tanto elas, como o carro funerário do município, recolhem o cadáver. As funerárias preparam o corpo sem custo para a família: fazem a higienização, somatoconservação e reconstituição, caso seja necessário.

Continue Lendo

Facebook

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©