“Lixo Orgânico Zero” contemplado em edital – CL+
Conecte-se a nós

Notícias

“Lixo Orgânico Zero” contemplado em edital

Published

on

Município conquistou o primeiro lugar entre 300 inscritos em todo o Brasil - Foto: Divulgação

A Prefeitura de Lages conquistou o primeiro lugar nacional no Edital de Compostagem, lançado pelo Ministério do Meio Ambiente e pela Caixa Econômica Federal. O resultado foi publicado no Diário Oficial da União e apresentado ontem, ao prefeito Antonio Ceron e ao vice Juliano Polese.
Desenvolvido pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente e pelo Centro de Ciências Agroveterinárias da Universidade do Estado de Santa Catarina (CAV Udesc), o projeto intitulado Lixo orgânico zero em Lages receberá R$ 985 mil para ser implantado.

Das 300 propostas inscritas, enviadas de todo o país, apenas 11 foram selecionadas. Além de Lages, na primeira posição geral, foram classificadas, em ordem do segundo ao 11º lugar, as prefeitura de Florianópolis/SC, Santos/SP, Rancho Queimado/SC, Maracaju/MS, Sertãozinho/SP, Consórcio do Complexo Nascentes do Pantanal/MT, Igarapé/MG, Palotina/PR, Herval/RS e Tacuru/MS.

Projeto se destina a toda a rede pública de ensino

Todo o projeto lageano utiliza-se da técnica de minicompostagem ecológica, desenvolvida pelo CAV e aplicada entre 2013 e 2015 em quase todas as escolas públicas de Lages. Coordenados pela pedagoga Silvia Oliveira, pelo agrônomo Germano Güttler e pela bióloga Márcia Spiller, os trabalhos incentivaram a implantação de hortas e jardins nas unidades escolares. E como efeito, muitos estudantes levaram a dinâmica para as suas casas.

Assim, boa parte dos produtos orgânicos que antes era levada ao aterro sanitário, como cascas e restos de frutas, legumes, hortaliças, folhas, gramas e podas de plantas, passou a ser utilizada nas próprias residências como material de adubo para pequenas lavouras orgânicas. A partir daí, ampliou-se, também, a possibilidade de reaproveitamento de materiais secos, garantindo mais renda aos catadores e cooperativas de reciclagem de lixo.

Meta é reduzir em 40% o volume de orgânicos

Com os R$ 985 mil conquistados no edital nacional, a Prefeitura de Lages e o CAV têm dois anos para desenvolver o programa. A principal meta é abranger dez mil residências, inclusive as futuras casas do Complexo Ponte Grande e os condomínios do Minha Casa Minha Vida, proporcionando redução de 40% do total de orgânicos enviados ao aterro sanitário.
Isso será possível por meio de um intenso trabalho de mídia, seminários, orientação nos bairros, distribuição de mudas, acompanhamento técnico, palestras e oficinas nas escolas.
“Vamos aproveitar em casa aquilo que está lá e pode gerar renda, sem causar impacto ao meio ambiente”, diz a pedagoga Silvia.

“A conquista desse prêmio levou o nome de Lages a um âmbito nacional, e agora vamos agir para fazer a nossa cidade se tornar uma referência para o Brasil”, completa o agrônomo Germano.
O prefeito Antonio Ceron e o vice Juliano Polese se empolgaram com o projeto e garantiram apoio da prefeitura para a implantação e o sucesso das ações.
“É motivo de muito orgulho para nós, e vamos envolver todas as secretarias que possam contribuir. Não podemos perder essa oportunidade de deixar um grande legado para a nossa cidade, pois estamos falando de natureza, de saúde pública e economia”, conclui Ceron.

Comentários
clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Veículos são incendiados em Bom Retiro

Published

on

A Polícia Militar (PM) atendeu uma ocorrência em Bom Retiro, na tarde deste domingo. As informações extraoficiais são de que no bairro São José houve tiroteio e dois veículos incendiados.

Na ação, veículo é incendiado – Foto: Redes sociais/Divulgação

A PM em Lages informou que não pode repassar mais informações, porque a ocorrência ainda está em andamento.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Licitação para execução de obras nos próximos dias

Published

on

Fotos: Andressa Ramos

Nos próximos dias, será lançado o edital de licitação para a obra de revitalização do Mercado Público de Lages. O local está fechado desde 2009, ano em que foi interditado pela Defesa Civil por estar com a estrutura comprometida. O Mercado Público foi construído na década de 1940 e foi cenário de troca, compra e venda de muitas mercadorias.

O secretário de Planejamento e Obras de Lages, Claiton Bortoluzzi, explica que o edital foi analisado pelo setor jurídico e agora foi encaminhado ao setor de licitação para o lançamento do edital.

Além da revitalização, o projeto prevê uma ampliação, com a construção de auditório. O mercado terá, também, restaurante, lanchonete, praça de alimentação, palco para pequenos shows e box para comercialização de mercadorias. A obra será executada com recursos do Fundo Social, do Governo do Estado, sendo que R$ 8 milhões já estão na conta da prefeitura. O valor aproximado da obra é em torno de R$ 10 milhões. O restante da verba será completado como contrapartida da prefeitura.

Banco de Alimentos

O Banco de Alimentos será retirado do Mercado Público e outro edital será lançado para a realização de reparos no local para onde será realocado, no Bairro Centenário. Hoje, além do atendimento do Banco de Alimentos, o Mercado Público está servindo de estacionamento de veículos da Prefeitura de Lages.

Estrutura está servindo de estacionamento

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Cirurgia é agendada após seis anos de espera

Published

on

Esperando cirurgia, adolescente sente dores frequentes- Foto: Divulgação

A família da adolescente Manoela de Sousa Tomaz, de 16 anos, respira aliviada após receber a informação que a cirurgia para correção da escoliose foi, finalmente, agendada. Após seis anos de espera, o procedimento que será feito no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, em Lages, será realizado no dia 28 de fevereiro.

Luciana Tomaz, mãe da adolescente, revela que ficou sabendo da informação pela rádio, na manhã de sexta-feira (19). “É um alívio saber que temos uma data e que já podemos nos programar”, explica. Agora, Manoela deve passar por todos os exames pré-operatórios.

A cirurgia foi agendada após o encerramento do prazo dado pelo juíz da Infância e Juventude, Ricardo Fiúza, para que Estado e Município agendassem a cirurgia em um período de 30 dias após a entrega das intimações, que aconteceu em novembro do ano passado. Caso fosse descumprido, os valores do procedimento seriam bloqueados, em uma espécie de penhora.

O gestor do hospital, Fábio Lage, explica que o agendamento não dependia somente do hospital, já que foi necessário coordenar a agenda do médico e de um especialista de Florianópolis, que será contratado pelo município. Com esse serviço, o procedimento será realizado com as máquina de Potencial Evocado Somato-Sensitivo e do Cell Saver, que costumam ser utilizadas em cirurgias de escoliose em adolescentes.

O caso

Manoela está na fila para a cirurgia de correção da escoliose há cerca de seis anos. Anteriormente, ela estava na fila do Hospital Infantil Seara do Bem. Como completou 16 anos, foi retirada da fila infantil e a família não foi informada. A mãe precisou entrar, novamente, com a documentação solicitando a colocação da filha na fila de cirurgias ortopédicas para adultos. Desde meados de 2017, a família espera pelo agendamento, e Manoela enfrenta crises respiratórias e dores frequentes.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Quase 400 vagas na Udesc pela nota do Enem

Published

on

Por

Foto: Divulgação

O Ministério da Educação (MEC) anunciou que foi antecipado para 23 a 26 de janeiro as inscrições às vagas de cursos de graduação pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) é uma das 130 instituições com oportunidades nessa edição, oferecendo quase 400 vagas, em 43 graduações para o primeiro semestre deste ano, em Balneário Camboriú, Chapecó, Florianópolis, Ibirama, Joinville, Lages, Laguna, Pinhalzinho e São Bento do Sul.

Das vagas de cada curso, 20% estão destinadas a candidatos que tenham feito integralmente o ensino médio na rede pública e 10% são oferecidas para candidatos negros.

Critérios

Cada participante poderá escolher até duas opções de cursos de graduação no Sisu, conforme notas de corte. Somente poderá concorrer na seleção do MEC quem fez todas as provas do Enem neste ano; conseguir nota acima de zero na redação e tiver certificado de conclusão do ensino médio para a matrícula na universidade.

Comentários
Continue Lendo

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©