Idosa e filho foram amarrados e torturados por bandidos – CL+
Conecte-se a nós

Notícias

Idosa e filho foram amarrados e torturados por bandidos

Published

on

Em 2015, cerca de 60 residências foram arrombadas na região - Foto: Adecir Morais/Arquivo/CL

O medo toma conta da comunidade rural do município de Painel, na Serra Catarinense. A tranquilidade de viver no interior deu lugar à insegurança e ao receio em ser a próxima vítima. Arrombamentos em residências são constantes na região de Casa de Pedra, Campo de Cima, Campo da Tigela, Curral Falso, Farofa, Faxinal Preto e Monte Alegre.

Na última sexta-feira (29), mãe e filho foram amarrados e torturados por bandidos na Localidade de Casa de Pedra. Uma parente das vítimas, que prefere não ser identificada, conta que as ocorrências de roubos na região são frequentes, devido, principalmente, a falta de policiamento. Ela descreve as cenas de terror que sua avó, de 86 anos, e seu tio passaram diante dos criminosos.

“Os bandidos invadiram a residência de minha vó de 86 anos, que mora com meu tio. Por volta da meia-noite, os dois estavam na cozinha se preparando para dormir, quando foram surpreendidos pela aproximação de um carro velho roncador. Meu tio ao abrir a porta foi atacado por um homem, supostamente baixinho e gordo, que imediatamente colocou uma sacola na cabeça do meu tio e o amarrou. Na sequência, outro rapaz alto e magro segurou minha vó e amarrou as mãos com o cabo da Televisão”, conta. Depois disso, outro homem entrou na casa e um quarto bandido ficou no carro. Depois de muito bagunçarem a casa, eles saíram após encontrarem cerca de R$ 500.

De acordo com os relatos da jovem, eles foram torturados. “Os dois sofreram um terror jamais imaginável. Jogaram água gelada nos dois. Colocaram a arma por três vezes na boca do meu tio. Ameaçavam queimar ele com água quente. A que ponto chegamos?”

As ameaças e o terror psicológico foram tão grandes que, temendo represálias, a família prefere não se identificar. Depois que os bandidos saíram da casa, na madrugada a idosa se soltou e chamou os vizinhos.

Boletim de ocorrência teria sido feito e as vítimas reivindicam patrulhamento nas áreas rurais. “Precisamos de mais segurança no interior. O que era um lugar tranquilo deu lugar à insegurança. Estamos sofrendo assaltos e roubos com muita frequência,” finaliza a neta da vítima.

>> Histórico_ Comprovando a afirmação da neta da vítima, matéria publicada pelo Correio Lageano em setembro de 2015, apontava como preocupante os furtos na região. Naquele ano foram em torno de 60 casas arrombadas. Mesmo de dia, os moradores temem deixar as casas sozinhas e colocam grades e cadeados para tentar conter a violência. A reportagem procurou a delegacia da Polícia Militar do município. O policial de plantão informou que em função do recesso, informações serão prestadas somente na próxima semana.

Comentários
clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Cerco a motociclista acaba em acidente no Centro

Published

on

Foto: Andressa Ramos

Um cerco dos Agentes de Trânsito de Lages terminou em acidente, no fim da manhã desta segunda-feira (22), no Centro da cidade.

Dois agentes de trânsito estavam na rua Benjamin Constant, no Centro de Lages, quando observaram algo diferente no escapamento de uma moto. Solicitaram consulta da placa e receberam a resposta de que o licenciamento do veículo estava vencido. Os agentes deram ordem de parada ao motociclista, que não parou e continuou seu trajeto.

De acordo com o executivo da Coordenadoria de Segurança e Trânsito de Lages (Diretran), Jacinto Bet, os outros agentes de trânsito foram avisados sobre o motociclista que deveria ser parado. Uma das viaturas que estava na Rua Lauro Müller, foi até o semáforo que fica no cruzamento com a frei Gabriel.

Um agente desceu do carro e ordenou a parada, porém, ainda de acordo com Bet, o motociclista não parou e atropelou o servidor municipal, que precisou ser atendido pelo Corpo de Bombeiros com escoriações leves pelo corpo.

Na sequência, a moto escorregou e bateu na viatura. O motociclista também se machucou levemente e ficou no local do acidente, tanto é que declarou à Polícia Militar que o agente se jogou em cima da moto. Um Boletim de Ocorrência foi registrado.

O executivo explica que os agentes de trânsito possuem autoridade para parar os veículos quando é verificado, por exemplo, que o licenciamento está vencido. “É função deles”. Sobre o carro estar na contramão, Bet ressalta que em casos de cerco, em que preciso deter o motorista que está com documentação adulterada, é autorizada a parada do carro dessa forma.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Homens encapuzados assaltam empresa em Bom Retiro

Published

on

Ação conjunta para prender suspeitos de assalto em Bom Retiro -Foto: Divulgação

Um colaborador da empresa Seara, em Bom Retiro, na Serra Catarinense, foi feito refém por dois bandidos encapuzados, perto das 12 horas do último domingo (21). De acordo com informações extraoficiais, eles portavam uma espingarda e um facão, e amarraram o trabalhador e o deixaram no banheiro.

Na ação, foi levados um cofre, onde estavam uma arma e pequena quantia em dinheiro. Também foi roubado um carro, que mais tarde foi encontrado incendiado.  Ainda segundo informações extraoficiais, os ladrões fazem parte de uma quadrilha que já havia furtado outro veículo em Ituporanga, o qual teria sido utilizado na ação do assalto à empresa Seara.

Os suspeitos fugiram para o Bairro São José e os moradores da região não permitiram a entrada dos policiais nas ruas do bairro. Dessa forma, foi solicitado apoio para Lages: Helicóptero Águia da Polícia Militar, PPT, Cavalaria, Canil e Rocan. A ação foi conjunta entre Polícia Militar e Civil.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Gaeco deflagra operação contra o tráfico de drogas

Published

on

Operação Safári desarticulou organização criminosa que agia em Lages (SC) e Caxias do Sul (RS).

Na manhã desta segunda-feira (22/1), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), deflagrou a operação batizada como “Safári”, com o objetivo de desarticular supostos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico perpetrados pelos investigados na região de Lages/SC e Caxias do Sul/RS. Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e cinco mandados de busca e apreensão.

A investigação, desenvolvida pela 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Lages e pelo Gaeco perdurou por cinco meses, culminando na operação realizada nesta segunda-feira para o cumprimento dos mandados requeridos pelo Ministério Público e expedidos pelo Poder Judiciário da Comarca de Lages.

Os mandados foram cumpridos pelo Gaeco nos municípios de Lages, Florianópolis e Caxias do Sul, com apoio do 6º Batalhão de Polícia Militar de Santa Catarina e 12º Batalhão de Polícia Militar do Rio Grande do Sul. Foram presas duas pessoas em Caxias do Sul, uma em Lages e uma em Florianópolis.

Durante o cumprimento dos mandados, foram apreendidos aproximadamente 3,7kg de substância semelhante à cocaína, 2,3kg de substância semelhante à maconha, duas balanças de precisão, uma arma de fogo calibre .38 e 73 munições do mesmo calibre, além de aproximadamente R$ 409 mil em espécie.

Anteriormente, no curso da investigação, foram presas outras quatro pessoas em flagrante delito e apreendidas substâncias semelhantes à cocaína (900g) e maconha (2,5kg), três veículos e a quantia de R$ 22 mil em espécie.

Gaeco é uma força-tarefa composta pelo Ministério Público de Santa Catarina, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Secretaria Estadual da Fazenda.

O nome da operação deve-se ao fato de a investigação apontar que o principal investigado possui alcunha de determinado animal silvestre.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Defesa Civil de Lages atende ocorrências e fica em alerta por causa da chuva

Published

on

Árvores caíram com a força da tempestade Foto: Defesa Civil/Divulgação

As fortes chuvas registradas em  Santa Catarina provocaram transtornos em Lages. Nesta segunda-feira, a Defesa Civil atendeu a dez ocorrências, como destelhamentos, queda de árvores e galhos, alagamento e desabamento parcial de uma casa. Os bairros mais atingidos foram Guarujá, Centenário, Santa Catarina e Área Industrial. Ninguém ficou ferido ou precisou abandonar a residência. Com a previsão de mais chuva para as próximas horas, a Defesa Civil Municipal ficará de plantão durante 24 horas, pelo telefone (49) 98406-4037.

Comentários
Continue Lendo

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©