Campanhas para ajudar na recuperação de Janaína – CL+
Conecte-se a nós

Notícias

Campanhas para ajudar na recuperação de Janaína

Published

on

Atropelamento de Janaína aconteceu em dezembro - Foto: Arquivo Pessoal/ Divulgação

Depois de ouvir o apelo de Adriana Correia, irmã de Janaína Correia, na Rádio Clube de Lages, a auxiliar administrativa Flávia Mattos, de 26 anos, teve a ideia de criar rifas para ajudar Janaina, que foi a vítima mais grave do atropelamento do dia 1º de dezembro de 2017 em um dos Calçadões no Centro de Lages.

Para se recuperar completamente, a família pede por um tratamento particular, pois teme que a espera pelo Sistema Único de Saúde agrave o estado de saúde e impeça a recuperação.

Assim, Flávia conseguiu parcerias e montou rifas com valores entre R$2,00 e R$5,00. Os prêmios variam de porções de petiscos até um procedimento de estética.

Quem quiser adquirir um número pode ir até a SCI Sistemas Contra Incêndios, no Bairro São Cristóvão, em Lages, em frente ao Corpo de Bombeiros, entre 8h30 e 12 horas ou então 13h30 às 18 horas.

Porém, há quem tenha interesse em doar um item e não comprar um número de rifa. Flávia comenta que recebe as doações também neste ponto e se compromete em entregar na casa de Janaína.

A auxiliar administrativa lembra que sua atitude é uma forma de incentivar outros comerciantes a ajudarem e também criarem rifas. Se o tempo estiver firme, sem chuva, Flávia estará na praça do Calçadão, no Centro de Lages, entre 10 e 13 horas deste sábado (13), vendendo os números das rifas.

A ida na Rádio Clube rendeu boas ajudas, além de Flávia, uma aluna da irmã de Janaína, Adriana, que trabalha na Banca de Jornais e Revistas dentro do Terminal Urbano de Lages, vende a rifa de um relógio. Uma cabeleireira do Salão Glamour, que fica no Bairro Santa Cruz, doou uma escova progressiva e uma imagem de santa para fazer outro sorteio.

Mas, enquanto o resultado das rifas não saem, a família de Janaina continua precisando de ajuda para as necessidades básicas da casa. Para se ter uma ideia, em 18 dias, foram consumidos 60 litros de leite.

Este é um dos pedidos da família, além de alimentos, Adriana comenta que a irmã precisa de álcool em gel; óleo hidrasol; sabonete líquido; travesseiro; lençóis; lenço umedecido; pomada para assadura; luvas descartáveis e fraldas Tamanho G.

Sorteio de prêmios

Sorteio de uma rifa com 50 números

Estabelecimento: Galpão Gaúcho

Valor: R$ 5,00

Uma janta (arroz e carreteiro) para duas pessoas. Sem bebida inclusa.

Sorteio de duas rifas com 50 números cada

Estabelecimento: Marielle Bortoluzzi

Valor: R$ 2,00 cada número

Desing de sobrancelha com henna

Sorteio de uma rifa com 50 números

Estabelecimento: Vita Cor

Valor: R$5,00 cada número

Um lustre pendente Taschibra

Sorteio de cinco rifas com 50 números cada

Valor: R$2,00 cada número

Estabelecimento: Galeria Bar

Uma porção de coxinha da asa, uma cerveja, uma bebida mel

Uma porção de isca de frango, um submarino, uma bebida mel

Uma porção de batata frita, uma cerveja, uma bebida mel

Uma porção de pastel, uma caipirinha de morango

Uma porção de mini kibe, mais uma batida de morango (beijo na boca).

Comentários
clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Cerco a motociclista acaba em acidente no Centro

Published

on

Foto: Andressa Ramos

Um cerco dos Agentes de Trânsito de Lages terminou em acidente, no fim da manhã desta segunda-feira (22), no Centro da cidade.
Dois agentes de trânsito estavam na rua Benjamin Constant, no Centro de Lages, quando observaram algo diferente no escapamento de uma moto. Solicitaram consulta da placa e receberam a resposta de que o licenciamento do veículo estava vencido. Os agentes deram ordem de parada ao motociclista, que não parou e continuou seu trajeto.

De acordo com o executivo da Coordenadoria de Segurança e Trânsito de Lages (Diretran), Jacinto Bet, os outros agentes de trânsito foram avisados sobre o motociclista que deveria ser parado. Uma das viaturas que estava na Rua Lauro Müller, foi até o semáforo que fica no cruzamento com a frei Gabriel. Um agente desceu do carro e ordenou a parada, porém, ainda de acordo com Bet, o motociclista não parou e atropelou o servidor municipal, que precisou ser atendido pelo Corpo de Bombeiros com escoriações leves pelo corpo.

Na sequência, a moto escorregou e bateu na viatura. O motociclista também se machucou levemente e ficou no local do acidente, tanto é que declarou à Polícia Militar que o agente se jogou em cima da moto. Um Boletim de Ocorrência foi registrado.

O executivo explica que os agentes de trânsito possuem autoridade para parar os veículos quando é verificado, por exemplo, que o licenciamento está vencido. “É função deles”. Sobre o carro estar na contramão, Bet ressalta que em casos de cerco, em que preciso deter o motorista que está com documentação adulterada, é autorizada a parada do carro dessa forma.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Homens encapuzados assaltam empresa em Bom Retiro

Published

on

Ação conjunta para prender suspeitos de assalto em Bom Retiro -Foto: Divulgação

Um colaborador da empresa Seara, em Bom Retiro, na Serra Catarinense, foi feito refém por dois bandidos encapuzados, perto das 12 horas do último domingo (21). De acordo com informações extraoficiais, eles portavam uma espingarda e um facão, e amarraram o trabalhador e o deixaram no banheiro.

Na ação, foi levados um cofre, onde estavam uma arma e pequena quantia em dinheiro. Também foi roubado um carro, que mais tarde foi encontrado incendiado.  Ainda segundo informações extraoficiais, os ladrões fazem parte de uma quadrilha que já havia furtado outro veículo em Ituporanga, o qual teria sido utilizado na ação do assalto à empresa Seara.

Os suspeitos fugiram para o Bairro São José e os moradores da região não permitiram a entrada dos policiais nas ruas do bairro. Dessa forma, foi solicitado apoio para Lages: Helicóptero Águia da Polícia Militar, PPT, Cavalaria, Canil e Rocan. A ação foi conjunta entre Polícia Militar e Civil.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Gaeco deflagra operação contra o tráfico de drogas

Published

on

Por

Operação Safári desarticulou organização criminosa que agia em Lages (SC) e Caxias do Sul (RS). Na manhã desta segunda-feira (22), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), deflagrou a operação batizada como “Safári”, com o objetivo de desarticular supostos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico perpetrados pelos investigados na região de Lages/SC e Caxias do Sul/RS. Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e cinco mandados de busca e apreensão.

A investigação, desenvolvida pela 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Lages e pelo Gaeco perdurou por cinco meses, culminando na operação realizada nesta segunda-feira para o cumprimento dos mandados requeridos pelo Ministério Público e expedidos pelo Poder Judiciário da Comarca de Lages.

Os mandados foram cumpridos pelo Gaeco nos municípios de Lages, Florianópolis e Caxias do Sul, com apoio do 6º Batalhão de Polícia Militar de Santa Catarina e 12º Batalhão de Polícia Militar do Rio Grande do Sul. Foram presas duas pessoas em Caxias do Sul, uma em Lages e uma em Florianópolis.

Durante o cumprimento dos mandados, foram apreendidos aproximadamente 3,7kg de substância semelhante à cocaína, 2,3kg de substância semelhante à maconha, duas balanças de precisão, uma arma de fogo calibre .38 e 73 munições do mesmo calibre, além de aproximadamente R$ 409 mil em espécie.

Anteriormente, no curso da investigação, foram presas outras quatro pessoas em flagrante delito e apreendidas substâncias semelhantes à cocaína (900g) e maconha (2,5kg), três veículos e a quantia de R$ 22 mil em espécie.

Gaeco é uma força-tarefa composta pelo Ministério Público de Santa Catarina, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Secretaria Estadual da Fazenda. O nome da operação deve-se ao fato de a investigação apontar que o principal investigado possui alcunha de determinado animal silvestre.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Gaeco deflagra operação contra o tráfico de drogas

Published

on

Operação Safári desarticulou organização criminosa que agia em Lages (SC) e Caxias do Sul (RS).

Na manhã desta segunda-feira (22/1), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), deflagrou a operação batizada como “Safári”, com o objetivo de desarticular supostos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico perpetrados pelos investigados na região de Lages/SC e Caxias do Sul/RS. Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e cinco mandados de busca e apreensão.

A investigação, desenvolvida pela 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Lages e pelo Gaeco perdurou por cinco meses, culminando na operação realizada nesta segunda-feira para o cumprimento dos mandados requeridos pelo Ministério Público e expedidos pelo Poder Judiciário da Comarca de Lages.

Os mandados foram cumpridos pelo Gaeco nos municípios de Lages, Florianópolis e Caxias do Sul, com apoio do 6º Batalhão de Polícia Militar de Santa Catarina e 12º Batalhão de Polícia Militar do Rio Grande do Sul. Foram presas duas pessoas em Caxias do Sul, uma em Lages e uma em Florianópolis.

Durante o cumprimento dos mandados, foram apreendidos aproximadamente 3,7kg de substância semelhante à cocaína, 2,3kg de substância semelhante à maconha, duas balanças de precisão, uma arma de fogo calibre .38 e 73 munições do mesmo calibre, além de aproximadamente R$ 409 mil em espécie.

Anteriormente, no curso da investigação, foram presas outras quatro pessoas em flagrante delito e apreendidas substâncias semelhantes à cocaína (900g) e maconha (2,5kg), três veículos e a quantia de R$ 22 mil em espécie.

Gaeco é uma força-tarefa composta pelo Ministério Público de Santa Catarina, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Secretaria Estadual da Fazenda.

O nome da operação deve-se ao fato de a investigação apontar que o principal investigado possui alcunha de determinado animal silvestre.

Comentários
Continue Lendo

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©