Geral

Música que transforma a vida de crianças e adolescentes

Published

em

Foto: Susana Küster

Estudos comprovam que a música faz bem para o corpo e também para a mente. Prova disso é a mudança que as fanfarras provocam nos estudantes de Lages. Pensando nisso, um grupo de pessoas se reuniu e criou a Fanfarra Facsol, que promete ser a transformação na vida de crianças e adolescentes carentes de Lages.

Tudo começou com Davi Melo. A música mudou a sua vida e, por isso, pretende contribuir para o cotidiano de muita gente na cidade, principalmente, àqueles que precisam de mais atenção. Aos 15 anos, Davi descobriu sua paixão pela música. Desde então, ela modificou sua rotina e fez com que tivesse um objetivo em sua vida. Ao integrar a fanfarra da Escola Maria Quitéria, Davi passou a ter mais responsabilidade e dedicação.

Esforço que permanece até hoje e o fez refletir em como poderia incentivar e conscientizar as pessoas sobre a importância da fanfarra que, segundo ele, vai além de ensaios para o desfile cívico. A fanfarra pode servir de instrumento de encorajamento aos estudantes para seguirem com seus ideais e terem objetivos futuros, até, quem sabe, se tornarem músicos.

Com Davi estão Danielle Ortiz, Joice Amarante, Leandro Couto, Mateus Romeu, Cristian Roberto, que se reúnem às terças, quartas e sextas-feiras, com 20 crianças carentes dos bairros São Miguel, Penha e Nadir. Todos são voluntários e as aulas são gratuitas. O grupo tem o mesmo objetivo: mudar a realidade das crianças e incentivá-las à prática da música.

No fim do mês de agosto, o projeto deu o pontapé inicial com a primeira apresentação, já no desfile de 7 de setembro e, nos próximos dias, participa de concursos em Otacílio Costa e Rio Negrinho.

Por ser um grupo que ainda está no começo, e por não ter muitos apoiadores, as aulas acontecem a céu aberto e, em terrenos dos alunos ou até mesmo em frente à casa de Davi. Os instrumentos são emprestados da Escola Maria Quitéria.

Apoio à fanfarra é bem-vindo

Por causa dessas dificuldades, a Fanfarra Facsol, precisa de ajuda. Quem quiser contribuir com os estudantes e os professores, pode entrar em contato pelo e-mail fanfarrafacsol@hotmail.com. O apoio da comunidade pode modificar o projeto e até fazer com que mais estudantes, de bairros diferentes, possam integrar a fanfarra.

Para Leandro Couto, de 18 anos, que foi estudante e agora é professor, a música é uma forma de extravasar e expressar seus sentimentos. Depois de sair de um ensaio da fanfarra, ele garante: “A gente fica aliviado e renovado”. Se a música mudou a vida de Leandro desde os 11 anos, é capaz de transformar a rotina de muita gente.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Música que transforma a vida de crianças e adolescentes | Assuntando

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com