Conecte-se a nós

Notícias

Museu escolar desperta curiosidade da comunidade

Published

em

Alunos do 5º ano em visita ao museu foi em comemoração aos 60 anos da escola - Foto: Patrícia Vieira

Máquina de escrever, aparelhos de telefone e toca-discos foram alguns dos objetos antigos que mais chamaram a atenção dos alunos, durante visita ao museu escolar, promovido pela Escola de Educação Básica General José Pinto Sombra, no Bairro Guarujá, em Lages.

O espaço foi montado em comemoração aos 60 anos da escola, que é considerada referência na Educação em função dos projetos que executa. É a segunda instituição de ensino da rede estadual, na cidade, em número de alunos. Possui 1.020 estudantes nos três períodos: matutino, vespertino e noturno.

Ontem, além de fotos e maquetes, vários objetos e utensílios domésticos foram expostos, com o intuito de retratar os 60 anos da escola, comemorado na última segunda-feira (9).

De acordo com a professora Vera Lucia Maschio, o objetivo do museu foi mostrar e despertar a curiosidade dos alunos pela história “Este museu, assim como todos, é voltado para despertar o cientista que existe dentro de cada visitante”.

Ao visitar o museu, os alunos do 5º ano perceberam como a história se materializa nos objetos e preserva a memória de um povo. A experiência com os objetos, como a máquina de escrever, por exemplo, foi um dos que mais despertou a curiosidade e a vontade de saber dentre os estudantes.

Erick Ponte Ribeiro da Luz, de 10 anos, disse que gostou muito da máquina de escrever. E ficou impressionado em saber como era o funcionamento do equipamento. “Nossa, é inacreditável, elas apenas imprimiam o texto em papel.”

Enquanto isso, Juliano Arsenio de Jesus, de 12 anos, ficou surpreso ao ver um aparelho de telefone dos anos 60. “Eu gostei mais deste telefone”.

Adriano Vivam Dias, de 10 anos, se interessou pelo toca discos “Não conhecia pessoalmente, só tinha visto pela televisão. Achei muito legal”.

O professor Sérgio Bittencourt reforça que a intenção do museu escolar é resgatar a história em relação ao aniversário da instituição. “Percebemos que despertou o interesse em saber como era os objetos que fizeram parte da geração dos pais e dos avós.”

Todas as peças antigas foram juntadas com a colaboração da comunidade. Inclusive teve objetos que vieram de Bocaina do Sul.

Histórico da escola

1958 – Iniciou como Escola Isolada Estadual em 09 de abril

1970 – Transformada em Grupo Escolar General José Pinto Sombra em 16 de janeiro

1976 – Passou denominar-se Escola Básica General José Pinto Sombra.

2000 – Foi alterada a identificação para Escola de Educação Básica General José Pinto Sombra.

Origem do nome – É em homenagem ao general do Exército que na época era superintendente da Campanha Nacional de Alimentação Escolar.

Número de alunos – 1020 alunos frequentam a escola durante os três períodos: matutino, vespertino e noturno. Que abrangem as comunidades dos Bairros Guarujá, Pisani, Vila Mariza, Jardim Panorâmico, Tributo, Gethal, Cristal, Dom Daniel, e São Sebastião.

Professores – A escola tem 64 professores, entre efetivos e ACT’s distribuídos no ensino fundamental e médio, também recebe um polo do EJA.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: