Conecte-se a nós

Notícias

Mulheres unidas pelo fim do assédio

Published

em

Estudantes estão cansadas de assédio nas ruas e se manifestaram na Câmara de Vereadores de Lages - Foto: Susana Küster

Depois de serem assediadas sexualmente ou moralmente, por simplesmente estarem na rua, as estudantes do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Udesc, foram até a Câmara de Vereadores de Lages apoiar um requerimento do presidente da Casa, o vereador Luiz Marin (PP), que solicita mais policiamento nos arredores da universidade.

O vereador pede para a Polícia Militar, que principalmente nos horários de pico (chegada e saída das aulas), reforce o policiamento no local. “Aonde já se viu, as mulheres, são assediadas em qualquer lugar! Isso precisa mudar, essas manifestações precisam acontecer para que os bandidos fiquem atrás das grades e não as mulheres por terem medo de sair de casa”.

O ato do vereador e das meninas, ontem de noite, na Câmara, não deve cessar a luta pelo direito de ir e vir com segurança. A estudante, Thalia Schilisting, afirma que na próxima sexta-feira, uma palestra será feita no CAV e essa será a primeira de muitas que vão debater sobre os direitos das mulheres e outros assuntos relacionados. “Também daremos mais cursos de autodefesa. Mulheres de outros bairros podem se juntar à nós nessa luta”, comenta.

Uma rede de parceiros está sendo montada para que o grupo ganhe visibilidade e também mais estrutura para dar apoio às vítimas. A estudante Geovana Reali Stuane, ressalta que todas as atividades do Movimento Coletivo Feminino são abertas ao público. “Sabemos que muitas mulheres sofreram ou sofrem assédio e podemos acolhê-las”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Polícia

Após a manifestação feita na semana passada, a Polícia Militar afirmou que intensificou as rondas nos arredores da instituição de ensino.

 

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: