Conecte-se a nós

Notícias

Mulher cai no golpe do carro quebrado e perde R$ 1,5 mil

Published

on

As pessoas devem ficar atentas com ligações de números desconhecidos - Foto: Divulgação/ilustrativa

Embora antigo, o chamado “golpe do guincho ou do carro quebrado” tem feito várias vítimas recentemente, em Lages. Uma mulher perdeu R$ 1,5 mil no golpe que está sendo investigado pela Polícia Civil de Santa Catarina, por intermédio da 2ª Delegacia de Polícia de Lages.

De acordo com o delegado Jackson Guasselli Pessoa, responsável pelas investigações, o estelionatário liga para a vítima, identifica-se como um parente próximo – tio, irmão, neto – e informa que no trajeto de viagem até a casa da vítima o carro quebrou e precisa de dinheiro para consertá-lo ou mesmo para pagar um guincho.

Na maioria das vezes a própria vítima, sem perceber, durante a ligação, acaba falando o nome de algum parente que está em viagem e o estelionatário, a partir daquele instante, se passa por essa pessoa. “Na hora do nervosismo, as pessoas nem notam a diferença na voz”, comenta o delegado.

De acordo com a Polícia Civil, os estelionatários agem rápido. Pedem valores de R$ 1.500,00 a R$ 6.000,00, no máximo. Assim que a vítima confirma o depósito, o saque é feito imediatamente em outra região do país. O que dificulta um pouco as investigações da polícia, conta o delegado.

A orientação é sempre desconfiar e telefonar aos familiares para verificar se, de fato, a viagem existe. Porém, as pessoas ficam desorientadas e acreditam que a história é verdadeira, e acabam depositando o dinheiro na conta fornecida pelo golpista. Quando percebem que é um golpe, já é tarde. “Percebemos um aumento significativo no número de casos nesta época do ano [férias], já que é bastante comum que as pessoas tenham algum parente viajando”, destaca Pessoa.

O delegado da 2ª DP alerta para que as pessoas fiquem atentas às ligações recebidas de números desconhecidos e não forneçam dados de parentes em viagem, tampouco façam depósitos em contas de terceiros sem antes se certificar da veracidade das informações, ligando para a pessoa que diz precisar do dinheiro.

Jackson Guasselli Pessoa disse ainda que às vezes as pessoas ficam constrangidas quando descobrem que caíram em golpe e não registram o Boletim de Ocorrência. Ele ressalta a importância de comparecimento imediato à Delegacia de Polícia para registrar o fato, independentemente de o golpe ser concretizado ou não.

Estelionato

De acordo com Código Penal Brasileiro, estelionato é um crime econômico, que é descrito como o ato de “obter, para si ou para outro, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil ou qualquer outro meio fraudulento.” A pena para a prática de estelionato pode ir de 1 a 5 anos, e multa.

Comentários
Compartilhe

Notícias

Notícias de segurança

Published

on

Por

Colisão

Corpo de Bombeiros, Samu e Polícia Militar foram acionados para atender a uma colisão, na Avenida Presidente Vargas, em Lages, por volta das 23h30 de domingo (15). O acidente aconteceu quando um Celta atingiu a traseira de uma Kombi que comercializa cachorro quente, estacionada em frente a concessionária Via Serra.

Não foram divulgados os nomes dos envolvidos, tampouco seu estado de saúde após o ocorrido. De acordo com a PM, os ocupantes do carro foram conduzidos pelo Corpo de Bombeiros e Samu ao Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, e o veículo foi recolhido ao pátio.

 

Princípio de incêndio

Também no domingo (15), por volta das 22h35, o Corpo de Bombeiros foi chamado para atender a um princípio de incêndio em vegetação, ocorrido na Rua João Lemos Machado, no Bairro Morro Grande, em Lages. O fogo atingiu cerca de 60 metros quadrados, mas foi facilmente controlado. Não houve vítimas.

 

Briga

No início da tarde de domingo (15) o Corpo de Bombeiros de Lages foi acionado para atender a dois homens que se envolveram em uma briga, na Avenida João Goulart, Bairro Tributo, em Lages. Após um desentendimento, M.S. e A.L. se agrediram usando pedaços de madeira e uma foice.

M.S. tinha ferimentos na parte da frente da cabeça e estava desorientado. A.L. tinha ferimentos na parte de trás da cabeça, mas estava lúcido. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, ambos tinham sinais de embriaguez e foram levados para a emergência do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres.

 

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Mais um atropelamento na BR-282, em Lages

Published

on

Por

Um adolescente, menor de idade, foi atropelado enquanto andava de bicicleta pelo acostamento da BR-282, nas proximidades do Motel Villages, em Lages. O acidente aconteceu por volta das 19h30 de domingo (15), no KM 214.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Lages, o acidente aconteceu quando M.A.S.O., 65 anos, saiu da pista e atingiu a traseira da bicicleta. O homem dirigia uma Triton L200, com placas de Lages e, segundo a PRF, tinha indícios de embriaguez, porém se recusou a fazer o teste do bafômetro.

O Corpo de Bombeiros atendeu à vítima, que foi encaminhada para o Hospital Infantil Seara do Bem, em Lages, com ferimentos no rosto e suspeita de fratura no fêmur direito.

 

Colisão na Avenida das Torres

Ainda no domingo a PRF registrou outro acidente provocado por embriaguez, também na BR-282, nas proximidades do Lages Garden Shopping.

Um Kadett com placas de Lages  trafegava pela marginal da rodovia em velocidade acima da permitida, quando perdeu o controle e invadiu o canteiro que divide a Avenida das Torres, batendo contra o poste do sistema de monitoramento da Polícia Militar.

De acordo com a PRF o condutor E.S.M., cuja idade não foi divulgada, foi submetido ao bafômetro, que constatou alto índice de ingestão de álcool. Ele foi conduzido para a Central de Polícia, para os procedimentos legais.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Justiça arquiva delação contra Raimundo Colombo

Published

on

Por

Foto: Arquivo CL

O processo que apurava a delação premiadas envolvendo o então governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, foi arquivado.  O juiz Fernando Vieira Luiz, da 2ª vara criminal da Capital, aceitou a recomendação do Ministério Público de Santa Catarina. A informação foi divulgada pelo jornalista da NSC, Upiara Boschi. 

A delação envolvia integrantes do PSD apontados como beneficiários de R$ 10 milhões da empresa JBS. O acordo envolvia dinheiro para campanha eleitoral em troca da venda da empresa estatal de água e saneamento, Casan.

Colombo foi denunciado em abril. A Procuradoria-Geral da República ainda não havia apresentado uma denúncia sobre essa investigação,  a investigação estava com  27ª Promotoria de Justiça, que atua na área de moralidade administrativa.

Em um parecer de 14 páginas, a promotora Rosemary Machado Silva entende que a narrativa do delator Ricardo Saud, ex-executivo da JBS, não sobrevive à contextualização dos fatos.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©