Conecte-se a nós

Notícias

Moradores do Travessão se preocupam com falta de segurança

Published

on

Os bombeiros devem retomar as buscas nesta sexta-feira (26) -Foto: Divulgação

Ao saberem que mais um motorista havia caído no Rio Caveiras, na Localidade de Travessão, na Serra Catarinense, os moradores resolveram cancelar a festa da comunidade que aconteceria neste fim de semana. A falta de segurança da ponte que liga os municípios de Campo Belo do Sul e São José do Cerrito não é novidade para quem precisa atravessá-la diariamente, já que é considerada estreita e muito baixa.

A agricultora Daiane Waltrick Branco Matos mora perto do rio e revela que é comum presenciar acidentes. A revolta resultou em uma carta, na qual ela pede aos governantes que encontrem solução para o problema. “Quatro pessoas já morreram no rio”, relembra. Ela reforça que a ponte é um acesso importante para os moradores, já que muitos trabalham com agricultura e o trecho que liga os municípios facilita o escoamento da produção. “Tem vezes que a ponte fica encoberta por até duas semanas e nós acabamos perdendo as mercadorias”, acrescenta.

Na quarta-feira, Hugo Luiz Garcia, 58, funcionário de uma distribuidora de alimentos do Bairro Araucária, em Lages, transportava doces e precisou atravessar a ponte. A água já cobria cerca de 15 cm da estrutura, mas, mesmo assim, Hugo decidiu passar. Como a estrutura é estreita, ele se perdeu e o caminhão começou a cair. De acordo com relato de moradores, o motorista conseguiu sair da cabine e tentou não cair na água, mas não foi possível. Desde então, os Bombeiros Voluntários de Campo Belo do Sul fazem buscas no rio. Porém, devido à forte correnteza e a cor escura da água, estão enfrentando dificuldades em acessar os locais.

Outro caso

Hugo não é o primeiro a cair no Rio Caveiras, na localidade de Travessão. Em 2015, o adolescente Guilherme Oliveira do Amaral, 14, caiu da ponte após se desequilibrar. Ele e um amigo estavam atravessando, quando pararam para tirar uma foto. Foi neste momento que Guilherme caiu. O corpo do adolescente demorou cinco dias para ser encontrado.

Projeto

O prefeito de Campo Belo do Sul, José Tadeu Martins de Oliveira, lamentou o acidente de quarta-feira. Sobre a segurança da ponte, ele explica que já foi realizada uma reunião com a Eletrosul, responsável pela Barragem São Roque, em São José do Cerrito. De acordo com Oliveira, a empresa se prontificou a fazer um projeto para a construção de uma nova ponte. “Nós temos consciência do problema, mas sabemos que os dois municípios não têm como arcar com os custos”, explicou. O prefeito ressalta que para a próxima segunda-feira, está agendada nova reunião, na qual irão conversar sobre possíveis soluções para a falta de infraestrutura na ponte.

Pedido de informação

O prefeito interino de São José do Cerrito, Moacir Ortiz, explica que em 2017 o Ministério Público encaminhou um pedido de informação sobre a situação da ponte. Em função disso, solicitou, à Associação de Municípios da Região Serrana (Amures), um levantamento técnico do trecho. De acordo com laudo realizado por engenheiros da instituição, o alargamento e colocação de guarda-corpo nas laterais da ponte seria inviável devido à altura da estrutura. O que resolveria o problema, seria a construção de uma nova ponte, mais alta. Assim como Oliveira, Ortiz ressalta que os municípios não têm verbas para arcar com essa obra, e a solução seriam recursos do Governo do Estado pelo projeto Crescendo Juntos, que podem ser encaminhados para este fim; e de emendas do deputado estadual Fernando Coruja. Ortiz também lamentou o acidente de Hugo e ressalta que em casos de ponte encoberta, não se deve passar pelo trecho.

 

Carta de moradora

Nossa festa do Travessão, que seria neste final de semana, foi cancelada por um motivo muito triste. Mais um trabalhador morreu ao tentar passar a ponte, já perdemos quatro pessoas e tantos outros foram socorridos antes de o pior acontecer. A ponte estava com pouca água, não arrastou o carro de cima, o que acontece é que o motorista fica tonto e acaba errando a ponte. Aí está o problema: A ponte é baixa e estreita. Se colocar proteção nas laterais, máquinas agrícolas e caminhões de grande porte não conseguem passar, mas precisamos de uma ponte mais alta ou mais larga, aí a proteção daria certo.  A solução para este problema existe aí com vocês, prefeitos, deputados e governador. Vocês trabalham para nós, o povo. Vão até Brasília e tragam a verba que precisamos para essa ponte, este é o trabalho de vocês. Nós, o povo, precisamos trabalhar. Como vamos transportar nossos grãos? Se tem vezes que ficamos suas semanas sem ponte, porque está encoberta. Tem vezes em que você passa a ponte e quando volta, a água já a cobriu. Aí, quando solta a barragem, solta mais água e é mais um problema. A ponte precisa ser mais alta.  Nosso voto em outubro é a vida dessas pessoas, que valem muito mais que o dinheiro que precisamos para a ponte. Pagamos nossos impostos, este é nosso dever e, agora, queremos a nossa ponte.

– Daiane Waltrick Branco Matos, agricultora e moradora do Travessão

Comentários

Notícias

Médicos retornam aos atendimentos no hospital

Published

on

Foto: Andressa Ramos/Arquivo CL

Após acordo, os médicos retornaram aos tendimentos não emergenciais e às cirurgias eletivas, no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres (HNSP) em Lages, na noite de sexta-feira (23), a informação foi confirmada pela direção do corpo clínico. Cerca de 100 médicos haviam suspendido os atendimentos desde segunda-feira (19), por falta de pagamento. Durante a paralisação, apenas casos de risco de morte eram atendidos.

O impasse envolvendo o repasse de recursos de custeio do Governo do Estado para o HNSP, mantido pela Sociedade Mãe da Divina Providência, em Lages, chegou ao fim. Em acordo intermediado pela Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages, a direção do hospital aceitou receber o valor devido (relativo aos meses de junho a novembro de 2017) em 12 parcelas.

Os valores, segundo a direção, serão utilizados para cobertura parcial dos pagamento de plantões e sobreavisos realizados pelos profissionais médicos do HNSP, com objetivo de encerrar o movimento capitaneado pelo Sindicato dos Médicos de Santa Catarina. “Com este acordo, esperamos que o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres possa retomar o atendimento como ele era prestado antes deste movimento liderado pelo Sindicato dos Médicos”, explica o secretário João Alberto Duarte.

Para tanto, a direção do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres aguarda, de forma rápida, a liberação das parcelas referentes a janeiro e fevereiro e, a partir de março, o início do parcelamento acordado, além da parcela do mês vigente do convênio de custeio. A Secretaria Estadual de Saúde, em ofício assinado pelo secretário Acélio Casagrande, que esteve reunido com a direção do hospital no início da semana, em Florianópolis, comprometeu-se a manter os pagamentos rigorosamente em dia.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Eleitor pode se cadastrar para ser mesário voluntário

Published

on

Por

Foto: Divulgação

O eleitor que tem interesse em ser mesário nas próximas eleições já pode se cadastrar no Portal do Eleitor. A convocação acontecerá de 6 de julho até 8 de agosto, mas quem quiser se inscrever voluntariamente já pode fazê-lo, até o dia do pleito.

Nas últimas eleições, em 2016, trabalharam mais de 17 mil mesários voluntários. Neste ano, o número estimado de mesários necessários é de 65 mil pessoas, que irão abrir os trabalhos eleitorais, identificar e habilitar o eleitor para votar.

Kris Nereid, chefe da Seção de Orientação do Cadastro Eleitoral, explica que “sem mesários as eleições não têm como ser realizadas. É de suma importância para a democracia o trabalho deles durante as eleições”.

O voluntário que trabalha como mesário tem os seguintes benefícios: goza de dois dias de folga para cada dia de trabalho na Justiça Eleitoral, as horas trabalhadas podem contar como atividade extracurricular em universidades conveniadas e ainda é critério de desempate em concursos públicos, quando previsto em edital.

Como cadastrar

Para se cadastrar, basta acessar o Portal do Eleitor e preencher os seus dados. No site, o voluntário tem acesso a informações relativas à convocação, datas de prováveis treinamentos e também encontra o guia do mesário, com instruções de como proceder no dia das eleições.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Udesc Lages aprovou quatro projetos

Published

on

Por

Foto: Udesc / Divulgação

O Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Lages, teve quatro projetos aprovados na 6ª edição do Sinapse da Inovação, promovido pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc).
Os projetos estão entre os cem contemplados no Estado e receberão R$ 60 mil, além de bolsa de estudos por um ano, por apresentar ideias inovadoras em áreas como Tecnologia da Informação, Saúde, Agronegócio, Educação, Meio Ambiente e Energia.

Agora, os novos empreendedores montarão as empresa para receber suporte para desenvolver os produtos ou negócios e ter acesso a clientes e potenciais investidores.

Para a coordenadora do Núcleo de Inovação e Tecnologia (NIT) da Udesc Lages, professora Maria de Lourdes Magalhães, “o envolvimento do meio acadêmico com a inovação é fundamental para que a universidade possa devolver bons frutos à sociedade, além de inserir os alunos em empreendimentos inovadores”.

Criado em 2008 pela Fundação Certi, que desde então tem operado o programa, o Sinapse da Inovação busca transformar e aplicar as boas ideias geradas por estudantes, pesquisadores e profissionais de diferentes setores do conhecimento e econômicos em negócios de sucesso.
Para isso, são oferecidos recursos e capacitação técnica aos participantes do programa. Desde a primeira edição, o Sinapse da Inovação já destinou aproximadamente R$ 30 milhões em recursos por meio da Fapesc.

Os projetos da Udesc

1- Dentre os quatro contemplados, está o “Vetortho 3D – Órteses e Próteses Personalizadas em Animais de Companhia”. Coordenado pelo professor Fabiano Salbego, o objetivo é oferecer órteses e próteses personalizadas, de qualidade e abaixo do valor atual de mercado, além de um sistema digital de suporte ao usuário, com orientações técnicas sobre o uso do produto e acompanhamento dos casos.

2- Outro projeto é o “Quiron – Sistema de Gestação Remota da Sanidade Agrícola e Florestal”, coordenado pelo professor Marcos Schimalski, que apresenta um serviço que possibilita a utilização precisa de defensivos e insumos agrícolas e florestais, oferecendo ferramentas que prevejam situações e diagnostiquem problemas.

3 – Coordenado pelo professor Rodrigo Terezo, o projeto “Painéis Autoportantes em Madeira” também está entre os selecionados. A proposta é adquirir madeiras serradas de pinus, secas e classificadas visualmente e, posteriormente, realizar uma classificação de rigidez e um plano de uso ordenado das peças para a composição dos painéis.

4- Entre os vencedores também está “Impressora 3D sem Filamento”, um projeto coordenado pelo técnico universitário Maurilio dos Santos Junior, com o propósito de fornecer um modelo de impressora que visa economia, reutilização e reciclagem direta, contribuindo com o meio ambiente ao amenizar os problemas decorrentes da utilização de filamento.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Programa do Imposto de Renda será liberado na segunda

Published

on

Por

Foto: Vinicius Prado

O prazo para a entrega da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) começa no próximo dia 1º e vai até o dia 30 de abril deste ano. O programa de preenchimento da declaração estará disponível na próxima segunda-feira (26).

Estão obrigados a declarar quem recebeu rendimentos tributáveis em 2017, em valores superiores a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, deve declarar quem teve receita bruta acima R$ 142.798,50.

O painel inicial do sistema terá informações das fichas que poderão ser mais relevantes para o contribuinte durante o preenchimento da declaração.

Neste ano, será obrigatória a apresentação do CPF para dependentes a partir de 8 anos, completados até o dia 31 de dezembro de 2017.

Na declaração de bens, serão incluídos campos para informações complementares, como números e registros, localização e número do Registro Nacional de Veículo (Renavam).

Também será incluída a informação sobre a alíquota efetiva utilizada no cálculo da apuração do imposto.

Outra mudança é a possibilidade de impressão do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) para pagamento de todas as quotas do imposto, inclusive as que estão em atraso.

 

Fonte: Agência Brasil

Comentários
Continue Lendo

Capa do Dia

Instagram

Facebook

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©