Conecte-se a nós

Entretenimento

Micropigmentação fio a fio

Published

em

Foto: Agnes Samantha

Você também é daquelas pessoas que se sentem revigoradas quando fazem a sobrancelha? Parece, até, que a autoestima é refeita a cada pelo retirado.

A sobrancelha é a moldura do rosto e, talvez, por isso, de um tempo para cá uma técnica está fazendo tanto sucesso, a micropigmentação.

O método é dividido em vários tipos, mas a queridinha do momento é a fio-a-fio.

Nela, os fios são desenhados na mesma espessura e direção dos pelos já existentes, o que torna o visual muito natural.

O procedimento é realizado com um Tebori (indutor manual). A técnica é ótima para quem tem poucos pelos, falhas ou alguma cicatriz.

É importante salientar que deve ser realizada por um profissional certificado, que utilize material descartável e liberado pela Anvisa. O profissional fará uma análise da simetria do rosto e também deve encontrar a melhor nuance para o pigmento de cada cliente.

Apesar de relativamente simples, a técnica não é aconselhável para pessoas que têm diabetes muito alta ou está em tratamento de câncer.

Antes de realizar o procedimento, a pessoa preenche uma ficha e caso tenha dúvidas, deve entrar em contato com um médico.

Depois de finalizado o procedimento, devem ser tomados alguns cuidados:

De 7 a 10 dias será utilizada medicação cicatrizante, que pode ser indicada pela dermopigmentadora.

Evite passar maquiagem, mexer ou coçar a região.

A micropigmentadora Jamilla Soliman trabalha na área há 3 anos e explica que não tem como estimar o tempo de duração do pigmento. “Geralmente, a coloração dura de 8 meses há um ano e seis meses, sem perder o modelo, e após 30 dias do procedimento, pode ser necessário fazer um retoque. ”

Há alguns fatores que podem acelerar a remoção do pigmento, como o uso de cosméticos com alguns tipos de ácidos, peelings e peles oleosas.

Segundo Jamilla a técnica é um sucesso, ela e a amiga montaram um Ateliê há 6 meses e atendem, em média, 70 a 90 pessoas por semana.

 

O método é indolor?

Não. Semelhante a uma tatuagem, a dor vai variar de pessoa para pessoa. Existe um anestésico liberado pela Anvisa que aliava um pouco e pode ser passado duas horas antes de se iniciar a micro.

Em Lages, o custo do procedimento varia entre R$ 200 e R$ 350. Mas, independentemente do preço, é importante buscar profissionais confiáveis que tenham realizado curso e tenham experiência com a técnica, pois além da falta de cuidado, a escolha do especialista pode resultar em um desenho com o formato errado e danos que acarretem em mais custos para corrigi-lo.

 

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: