Conecte-se a nós

Notícias

Mato e entulho tomam conta do pátio que abrigava o Colégio Aristiliano Ramos

Published

em

De acordo com a prefeitura, como o pátio está fechado e não há permissão para acesso, não há necessidade de fazer a manutenção do espaço - Foto: Núbia Garcia

Mato e entulho, além de alguns materiais de construção é tudo o que se encontra no pátio que abrigava o antigo prédio do Colégio Aristiliano Ramos, no Centro de Lages, demolido em dezembro do ano passado.

Ocioso, o espaço não tem recebido manutenção desde então.  De acordo com a Secretaria de Planejamento e Obras de Lages, isso só acontecerá quando se iniciarem as obras de revitalização do Centro da cidade.

O secretário da pasta, Claiton Bortoluzzi, afirma que a manutenção não tem acontecido porque o local está fechado e não há autorização de acesso àquele espaço, por isso, qualquer tipo de manutenção só será feita pela empresa vencedora da licitação para a revitalização.

No dia 10 de setembro, de acordo com Bortoluzzi, a prefeitura recebeu as propostas das empresas que participaram da licitação. Agora, é preciso esperar os prazos legais para possíveis recursos. O secretário destaca que até o início de outubro estes prazos se encerram e, na sequência, a licitação será homologada, o contrato assinado e a ordem de serviço entregue.

A partir da data da entrega da ordem de serviço, a empresa vencedora da licitação terá 18 meses para concluir a revitalização do Centro, que está orçada em, aproximadamente, R$ 13 milhões.

Relembre

O projeto para a revitalização foi apresentado pela Prefeitura de Lages em 2013, porém, para que a obra pudesse ser iniciada era preciso definir o destino do antigo prédio do Colégio Aristiliano Ramos, que foi interditado em 2011 devido à precariedade da estrutura.

Após embates entre o Ministério Público e o Governo do Estado, em outubro de 2017 foi autorizada a demolição, que aconteceu em dezembro. Passado quase um ano desde a autorização para a demolição, a obra de revitalização do Centro deve finalmente começar.

O projeto

O projeto prevê a padronização de postes, de mobiliário, da pista de rodagem de veículos e de passeios públicos; revitalização completa dos dois calçadões (Túlio Fiúza de Carvalho e João Costa); construção de um palco fixo para realização de eventos como o Recanto do Pinhão; construção de um playground; além da construção de dois prédios, um que abrigará a Polícia Militar, cafeteria, livraria e banheiros públicos, e outro para eventos, que ficará onde hoje se encontra o ginásio do antigo prédio do Aristiliano Ramos.

Anúncio
1 Comentário

1 Comentário

  1. Sandro

    21/09/2018 at 07:32

    É uma vergonha ver um patrimônio lageano que carrega uma linda história ser destruído e serem usadas desculpas esfarrapadas…….

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: