Conecte-se a nós

Eleições

Marcos Mendes (PMN) candidato a deputado estadual

Published

em

Foto: Marcela Ramos

Correio Lageano: Seu partido não tem candidato a presidente e, no Estado, está com o Jessé Pereira, do Patriota. O senhor está pedindo voto para governador e presidente?

Marcos Mendes: Não. Como temos poucos recursos, não estou pedindo votos para candidato ao Governo do Estado e nem a presidente. Tenho o meu candidato, mas não quero expor. Estou pedindo voto, principalmente, para mim, como candidato a deputado estadual.

O senhor já foi candidato a vereador, agora quer ser deputado estadual. Se, atualmente, o senhor estivesse na Assembleia Legislativa, que projetos destacaria como importantes para a comunidade?

Acompanhei alguns. Destacaria a redução do ICMS, que é um projeto importante para a população trabalhadora e que vai visar a mais trabalhos. Também levanto a bandeira da saúde, qualquer projeto em prol da saúde, vou defender.

O senhor acha que tem chances de ser eleito deputado estadual?

Se depender de recursos, não tenho. Estou trabalhando com recurso próprio, com equipe formada por amigos e familiares. Mas acho que tenho bastante chance se depender deles. Tenho muitos apoiadores. Além da saúde, levanto a bandeira da educação e da segurança.

Por que senhor acha que merece o voto dos eleitores?

Fazer política está bem difícil. Peço voto na rua, no tempo que tenho, porque estou trabalhando, inclusive, durante essa entrevista, tive de fazer um intervalo para vir aqui. Vejo a dificuldade da população em dar respaldo na hora de pedir voto. Mas isso acontece em função do que vivemos hoje. Temos muito roubo e a população não acredita nos políticos. Estou, pela primeira vez, encarando esse desafio como candidato a deputado, já concorri uma vez para o cargo de vereador e senti dificuldades. Agora, estou sentindo mais. Temos de resgatar as pessoas que estão em dúvida. Conscientizar as pessoas com bons projetos e abraçar a causa da renovação. Temos de renovar. O sistema só vai funcionar se renovar. O meu colega, candidato a deputado federal, Orlei, fez uma proposta de doar 60% do salário, achei viável e interessante. É preciso ter objetivo e não focar apenas no dinheiro. Os 20% do salário de um deputado são suficientes, a pessoa só vai fazer leis e projetos.  

O Correio Lageano publica uma série de entrevistas com os candidatos a deputado estadual e federal dos municípios da Serra Catarinense. Essas entrevistas acontecem sempre às terças e quintas-feiras às 10h30 e às 14h30, ao vivo, pelo Facebook, no CL Entrevista nas Eleições 2018.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: