Conecte-se a nós

Notícias

Mais de 10 mil catarinenses precisam agendar perícias no INSS

Published

em

Foto: Camila Paes

Termina no próximo dia 4 de maio, o prazo para que mais de 10 mil catarinenses agendem perícias de beneficiários que recebem auxílio doença ou aposentadoria por invalidez pelo INSS. Os agendamentos devem ser feitos pelo telefone 135 e a lista de pessoas que precisam passar pelo exame, foi divulgada no Diário Oficial da União e pode ser acessada pela internet.

O gerente do INSS em Lages, Mayckel Vieira Torres, ressalta que os agendamentos e a conferência do resultado das perícias, deve ser feita exclusivamente pelo telefone 135. Os exames são realizados no instituto, por um dos oito médicos que atendem no escritório, à Rua Jorge Lacerda, no Centro de Lages.

Ele acrescenta que não deverão ocorrer atrasos nos agendamentos, já que todos são realizados dentro de um prazo e por um setor de triagem de senhas. Na data marcada para a realização da avaliação, o segurado deve levar a documentação médica que justifique o recebimento do benefício, como atestados, laudos, receitas e exames.

Os convocados, além de terem seus nomes divulgados no Diário Oficial da União, também receberam uma carta em suas residências, avisando sobre a necessidade de agendamento da perícia. Após a publicação ou recebimento da carta, o beneficiário tem o prazo de cinco dias para agendar o exame.

Caso não faça isso, o benefício é suspenso e há um prazo de 60 dias para reagendar a perícia. Se isso também não for realizado, o benefício é cessado. Por isso, Mayckel ressalta que é muito importante checar a listagem do Diário Oficial da União.

A estimativa é de uma economia anual de mais de R$ 600 milhões só em Santa Catarina, em cerca de 100 mil benefícios pagos.  Nesta etapa, 9.060 são pessoas aposentadas por invalidez e 1.518 beneficiários de auxílio-doença.

A revisão da concessão via Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de auxílios-doença e aposentadorias por invalidez poupará em todo o País, R$ 6 bilhões, com a reavaliação de 1,7 milhões de benefícios.

Números

Nacionalmente, 152,2 mil beneficiários foram convocados, sendo que 3.875 que recebem auxílio-doença e 118.394 que recebem aposentadoria por invalidez.  O objetivo do pente-fino do governo federal, iniciado em 2016, é fazer uma avaliação para verificar se essas pessoas ainda fazem jus ao benefício.

Passarão pela revisão os beneficiários de auxílio-doença que estão há mais de dois anos sem passar por uma perícia médica e para os aposentados por invalidez com menos de 60 anos.

Estatística

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social, ao todo, o processo de fazer um pente-fino nos benefícios inclui 552.998 auxílios-doença e 1.004.886 aposentadorias por invalidez a serem revisados.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: