Geral

Mais da metade das ligações são de perturbação de sossego

Published

em

Foto: Andressa Ramos

Depois de um dia exaustivo de trabalho tudo o que você mais deseja é uma noite de sono tranquila. Porém, perto de 2 horas da manhã, você acorda com gritos e música extremamente alta. Ao olhar na janela percebe que pessoas estão reunidas perto de sua casa e não se importam com sua realidade e, muito menos, se está cansado ou se tem criança pequena.

Esse é um de vários exemplos de perturbação de sossego alheio que são registrados em Lages, casos que exigem muito trabalho da Polícia Militar, quando essa energia poderia ser empregada em ocorrências mais graves.

Se engana quem pensa que perturbação é apenas entre às 22 horas e 6 horas da manhã. Segundo o tenente da PM, Bruno Montovani, não existe horário para se enquadrar em perturbação. Enquanto estiver incomodando, gerando tormento ou aborrecimento, se caracteriza como uma contravenção penal.

Em Lages, para se ter uma ideia, mais da metade das ligações para o 190 são de reclamações de perturbação. Grito, algazarra, exercício de profissão ruidosa, abusar de instrumentos sonoros ou sinais acústicos e animais domésticos, festas de aniversário, estão na lista de tipos de chamados.

“Gera para nós uma demanda excessiva, muito grande, então ao invés de estarmos fazendo um trabalho preventivo, tentando coibir furto ou roubo, por exemplo, temos de deslocar nossas viaturas para este tipo de ocorrência. Então o que a gente prima bastante é o bom senso, a educação entre os próprios moradores, para que evitem essa demasia de ocorrência para que a Polícia Militar não tenha que estar se deslocando para atender esse tipo de ocorrência”.

O tenente completa: “Algumas operações já estão sendo realizadas, onde um dos focos, também é na redução da perturbação, e outros atendimentos/operações voltados exclusivamente para essa finalidade, ou seja, na prevenção dos casos de perturbação já estão sendo planejados e serão colocados em prática já nos próximos dias”.

O que fazer

Quando se sentir incomodado com barulhos, o indicado é ligar para a Polícia Militar e tentar repassar o maior número de informações possíveis para que assim os policiais possam filtrar e saber quais procedimentos seguir para a ocorrência.  

Bairros que mais geram perturbação

  • Centro
  • Várzea
  • Guarujá
  • Habitação
  • Penha
  • Santa Helena
  • Santa Mônica
  • São Cristóvão

Dias com maior índice

  • Começa na sexta-feira e vai até domingo, das 18 horas às 05 horas da manhã.
clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com