Conecte-se a nós

Notícias

Livro registra detalhes da arquitetura lageana

Published

em

Foto: Camila Paes

Com a correria do dia a dia, é difícil encontrar alguém que pare para observar as características arquitetônicas da cidade. As estruturas, cada uma com suas características únicas, que contam histórias da formação do município e das pessoas que por aqui passaram. Pensando nisso, a mestre em Educação, artista e designer gráfica Kareen Cristina Zanela Diener lançou o livro Lages em Detalhes, que traz um registro inédito da arquitetura lageana.

A pesquisa de Kareenn durou quatro anos e começou quando ela passou a lecionar História da Arte nos cursos de Arquitetura e Design, na Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac). A pesquisadora precisou estudar sobre a arquitetura lageana e documentar, fotografar e estudar as estruturas da cidade. Com isso, surgiu a vontade de produzir um livro sobre o material.

A artista ressalta que a arquitetura estudada é de uma riqueza intrínseca e faz com que pessoas que nunca tinham percebido esse tipo de beleza e importância, vejam essa estruturas com um novo olhar. “As pessoas têm se emocionado com o livro, porque conseguem ver que Lages tem coisas maravilhosas”, acrescenta.

Entre os estilos destacados no livro, estão o gótico, neogótico, colonial, neocolonial, Art Déco e missões californianas. Este último, mostrou-se uma grande surpresa, já que a cidade possui grande acervo do estilo e, segundo ela, pode ser um acervo ainda maior que o de Art Déco, que em Lages, tem um dos maiores conjuntos arquitetônicos no Estado.

O nome do “estilo missões” vem de sua denominação norte-americana: Missions Revival. Sua origem nos Estados Unidos remonta a década de 1890. No Brasil, difundiu-se, principalmente, após a contraditória década de 1930, que coincidiu com o início da penetração dos ideais modernista, Art Déco e outros minoritários. Um dos exemplos dessas edificações é uma residência na Rua Correia Pinto, onde havia uma escola de inglês e também o escritório do Bolsa Família e que foi demolida.

Kareenn explica que gostaria de ver a preservação dessas estruturas e que possam estar de forma pacífica no meio da rotina das pessoas e inseridas nas atividades diárias. “É importante que sejam aproveitadas, mesmo comercialmente e de forma amigável. Lages tem uma das mais ricas histórias arquitetônicas do Estado”. Além da produção das fotos e da pesquisa, foi a artista quem fez a montagem do livro.

O livro pode ser comprado no Juliu’s Café ou diretamente com a autora, pelo telefone (49) 99182-0802.

 

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: