Esportes

Leoas jogam quinta e sexta, e podem estar perto do fim

Published

em

Foto: Adecir Morais/ Arquivo CL

Atualização 17h13 (22/11) – 

A situação financeira das Leoas da Serra, time sensação do futsal nacional e até internacional, não é boa. A equipe lageana corre o risco de fechar as portas. Isso porque a receita com bilheteria despencou este ano, o que acabou afetando diretamente as finanças da equipe.

Este ano, as Leoas projetavam arrecadar cerca de R$ 100 mil com bilheteria, no entanto, conseguiram apenas R$ 20 mil até agora. Em termos de comparação, no ano passado, o time lageano arrecadou aproximadamente R$ 100 mil, apenas com os jogos da semifinal e final da Copa do Brasil.

“Estamos tendo um ano incrível, com grandes resultados, com a expansão das escolinhas, mas o calendário do futsal feminino ainda é um problema. Jogamos apenas quatro partidas em casa em 2018, o que prejudicou imensamente a arrecadação”, diz a presidente das Leoas, Gi Morena.

Ela esclarece que as escolinhas não correm risco de acabar porque está em execução o Projeto Escola de Leoas, que deve continuar. No entanto, a manutenção da equipe principal depende das ações de fim de ano, como a venda de camisas e de ingressos.

As Leoas conquistaram títulos de expressão este ano. Faturaram a Copa Sul Brasileira, a Supercopa de Futsal do Brasil, os Jogos Universitários Catarinenses de Futsal, os Jogos Universitários Catarinenses de Futebol de Campo, os Jogos Abertos de Santa Catarina, a Copa Santa Catarina, os Jogos Universitários Brasileiros e a Taça Libertadores da América.

Jogos e chances de reverter o cenário

Nesta quinta-feira, elas começam a buscar o nono título, fazendo a partida de ida da final da Liga Catarinense contra a Female, em Chapecó. Na sexta-feira, também no Oeste, o confronto se repete pela partida de ida do campeonato catarinense, o que pode significar a marca de dez títulos conquistados pela equipe principal. Já os jogos de volta destas duas competições serão nos dias  28 e 29, em Lages.

As partidas, em Lages, representam uma chance para a equipe reverter sua atual situação financeira. “Acredito que estamos representando bem a cidade, e mesmo tendo bons e fieis patrocinadores e apoiadores, sem o apoio do torcedor nesses jogos não conseguiremos manter o time”, alerta Gi.

A estratégia adotada é simples. As Leoas jogam mais duas vezes em Lages, no Ginásio Jones Minosso, justamente as partidas decisivas. Elas contam com a arrecadação da bilheteria e da venda de camisas via internet para equilibrar as finanças.

Empresas

Além disso, há também pacotes para empresas, visando patrocínio destas duas partidas. “Estamos vendendo camisas comuns e as camisas usadas pelas atletas na Libertadores, que são peças únicas, históricas.

É o que temos a oferecer: nossas camisas e ingressos para os jogos. Não queremos fechar, mas essa é uma decisão que cabe à cidade: se as pessoas entenderem que estamos levando adiante o nome de Lages e dos lageanos, podem fazer com que essa história continue”, afirma Gi Morena.

Um dos criadores do projeto, Mauricio Neves de Jesus ressalta a importância da participação das pessoas: “Este foi um projeto pensado em modo colaborativo. Sei que grupos de amigos, de ex-atletas, de apoiadores, assim como a prefeitura, estão organizando ações para que as Leoas sobrevivam a este ano ruim de calendário.

Para 2019, explica Maurício, a perspectiva é bem melhor. “Há a possibilidade do campeonato mundial contra o Atlético de Madrid, mas é preciso antes passar por este final de 2018”, explica.

Campeãs da Libertadores, as Leoas podem expandir ainda mais a sua história em 2019. Estão em curso tratativas com o Atlético Navalcarnero, de Madrid, atual campeão europeu de futsal feminino, para a criação do inédito mundial de clubes, um jogo na Espanha e outro em Lages. No entanto, o primeiro obstáculo a ser superado para que isso aconteça é evitar o fim do time.

Campanha

O endereço de internet para participar do cowdfunding das Leoas é bit.ly/CrowdfundingLeoas, para compra de camisas e ingressos. Os ingressos para cada jogo custam 10 reais, mas é possível comprar um pacote para os dois jogos por R$ 15. Eles podem ser adquiridos de modo antecipado, os pontos de venda são nas lojas Honolulu, Allong e Código, na Academia Raia 1 e na Esmalteria Nacional.

Acesse o link e ajude o time.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com