Conecte-se a nós

Esportes

Leoas acertam os últimos detalhes para a estreia

Published

em

Técnico Esquerda passa orientações para as jogadoras - Foto: Fom Conradi/Divulgação

As Leoas da Serra começam a escrever mais um capítulo da história da equipe. Às 13 horas (horário de Brasília) deste sábado (8), o time enfrenta o Navalcarnero, da Espanha, no primeiro jogo da final do Intercontinental Feminino de Futsal. Mais do que a disputa por um título esportivo, a equipe lageana entra em quadra para representar o Brasil, Santa Catarina e especialmente Lages.

Sexta-feira (7), na véspera do jogo, o grupo teve uma agenda intensa. Ainda muito cansadas da viagem de 32 horas de Lages a Madri, as jogadoras visitaram pontos turísticos da cidade de Navalcarnero, onde acontece o duelo, a prefeitura local, onde foram recebidas por autoridades municipais e um museu da cidade. Após o almoço, realizaram um treino tático e, à noite, encerraram as atividades em uma academia. Na manhã deste sábado, elas fazem o último treino antes do jogo decisivo.

O técnico Esquerda garantiu que o grupo está preparado e focado para o confronto. A maior parte dessa preparação ocorreu ainda em Lages. Segundo o comandante do time lageano, na véspera da partida, a meta é buscar controlar a ansiedade das meninas, “para que elas possam estar bem tranquilas para fazer um bom jogo”.

O treinador também comentou sobre a troca de data do jogo (inicialmente, a partida estava prevista para acontecer no domingo). “[A alteração] atrapalha, mas temos que estar preparados para os desafios. Temos um grupo bastante experiente que saberá lidar bem com isso”, frisou ele, que espera um jogo difícil e muita pressão da torcida adversária.

Esquerda também falou sobre a equipe adversária. O Atlético Navalcarnero não perde em jogos oficiais desde fevereiro do ano passado. Além disso, a equipe foi campeã invicta da liga nesta temporada, somando seu quinto título na competição. “A gente vem estudando elas há tempo. Trata-se de uma equipe de muita qualidade, mas vamos lutar para, quem sabe, levar um bom resultado para casa”, comentou.

Confira a entrevista na íntegra:

O mundial

O mundial será dividida em dois jogos: neste sábado e no dia 23 em Lages, no Ginásio Jones Minosso. Foi graças a Mauricio Neves, criador do projeto das Leoas e atual diretor esportivo, que a competição, até então inédita para as mulheres, surgiu.

“Quando ganhamos a Libertadores no ano passado, mantive contato com o presidente do Atlético Navalcarnero, que havia recém conquistado o Campeonato Europeu. Dei a ideia de realizarmos a Primeira Copa Intercontinental, um jogo em cada país. A conversa evoluiu, conseguimos homologação das confederações nacionais e, graças à Naiara Gresta da CBFS, a chancela da Fifa”, explicou Maurício.

Para ele, é o momento de afirmação não só do time, mas de todo o futsal feminino internacional. A competição promete trazer uma visibilidade capaz de reorganizar a modalidade. “Temos a responsabilidade de representar não apenas nosso time, não apenas Lages, mas todo o país. Minha expectativa é que seja um campeonato que mude a história do futsal feminino brasileiro, tanto em termos de visibilidade quanto em investimento”, completou.

Véspera do grande jogo

Ouça como foi a véspera do Intercontinental para as Leoas da Serra, com o relato da correspondente especial do Correio Lageano e jornalista Débora Bombílio

Colaborou: Débora Bombílio

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta