Conecte-se a nós

Negócios

Leilão de gado movimenta quase R$ 1 milhão em Lages

Published

em

Foto: Patrícia Vieira

A temporada das feiras de gado de outono, na região serrana, se iniciaram neste sábado (24) em Lages. A Feira de Gado Geral, no Parque de Exposições Conta Dinheiro, comercializou 525 animais, divididos nas classificações de bois, novilhas, vacas prenhas, vacas com cria, vacas com serviço, e vacas falhadas. O faturamento chegou a quase R$ 1 milhão. Foram R$ 915,8 mil.

O público vindo de várias regiões de Santa Catarina e de outros estados, lotou o pavilhão de remates. Quem levou o primeiro lote de seis bois da raça Hereford, foi Eliel Burigo Borges, da Estância Schneider de São José do Cerrito, na Serra Catarinense, no valor de R$ 10 mil.

Antes do início do leilão, os pecuaristas aproveitaram para analisar os animais que estavam separados por lotes. Entre eles, o ex-jogador de futebol do Atlético Paranaense e da Chapecoense, Paulo Rink, que tem fazenda em Curitibanos, juntamente com Vitor Hugo Dallasta, proprietário de uma fazenda no município de Capão Alto, estavam a procura de novilhas e vacas.

Reinaldo Pagani Almeida e seu filho Philipi Camargo Almeida, proprietários da Fazenda Sant’Ana, localizada no Cajuru, na Coxilha Rica, disseram que estavam aproveitando para avaliar os animais que seriam leiloados. E, segundo Reinaldo, a possibilidade de arrematar alguns animais na feira não estava descartada. “Hoje estamos dando uma olhada, é o nosso ramo. Como é início de temporada, precisamos saber como está a oferta e a procura do gado geral”.

De acordo com Philipi, a procura por terneiros e terneiras está maior. Eles estão apostando em bons resultados na comercialização de animais. A expectativa é para a Feira do Terneiro e da Terneira de Urupema, que acontecerá no dia 14 abril. Neste evento, pretende leiloar 70 animais entre machos e fêmeas.

Os pecuaristas lembram, que a exemplo do ocorreu em 2016, quando Santa Catarina exportou 4 mil terneiros vivos adquiridos de produtores catarinenses para a Turquia, este ano a estimativa é de exportar mais de 7 mil terneiros. “A expectativa é boa. Tem muita procura por animais neste patamar devido a exportação,” comenta Reinaldo.

Recorde do leilão

Um dos lotes de novilhas, com cinco animais da raça hereford, se destacou. É que se obteve nele um recorde na venda, atingindo o valor de R$ 3,2 mil por animal, com a média de R$ 7,44 o quilo. No geral, as novilhas, que tiveram boas disputas nas vendas, atingiram a média de R$ 5,42. Os bois, alcançaram a melhor média do leilão, com R$ 5,45. As demais classificações ficaram em torno de R$ 4,50.

O presidente da Associação Rural, Márcio Pamplona afirmou que o leilão de sábado foi uma surpresa; por ter tido pista limpa, e por ter alcançado valores representativos.

Além disso, afirmou que o evento servirá de balizador para todas as feiras da temporada que estão apenas começando, pois, já no início de abril iniciam na região, os leilões de terneiros e terneiras, o que anima vendedores e compradores. “E nós, em Lages, a partir de agora, vamos nos concentrar nas inscrições das duas etapas da Feira do Terneiro (a), previstas para os dias 5 e 12 de maio, próximo”, ressaltou Márcio.

Agenda

  • 14 de abril – Feira do Terneiro e da Terneira de Urupema
  • 15 de abril – 34ª Feira do Terneiro e da Terneira de Bom Retiro
  • 21 de abril- 39ª Feira do Terneiro e da Terneira de São Joaquim
  • 22 de abril – 9ª Feira do Terneiro e da Terneira de Capão Alto
  • 05 de maio – Feira do Terneiro e da Terneira de Lages- I etapa
  • 12 de maio – Feira do Terneiro e da Terneira de Lages- II etapa
  • 14 de maio- Feira de Gado Geral em Lages
Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: