Conecte-se a nós

Notícias

Lages está acima da média nacional em doações de sangue

Published

on

Danise voltou a doar sangue após 10 anos de pausa - Foto: Camila Paes

A região que compreende o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) de Lages, está com a média de doadores de sangue acima dos valores nacionais e falta pouco para se adequar a meta da Organização Mundial da Saúde (OMS), que é 3% do total da população doadora. No Brasil, 1,8% doa voluntariamente. Em Lages, a média é de 2,21%.

Além de atender a Serra Catarinense, o Hemosc de Lages abrange alguns municípios do Alto Vale do Itajaí. Isso equivale a uma população de 374.007 pessoas e a estimativa é que 8.265 sejam doadores.

Este é um valor considerado alto, de acordo com o coordenador administrativo do Hemosc, Maurício Félix Hermes, já que a estimativa revela que os valores estão acima dos números do País.

Ele avalia que essa quantidade de doações é importante, já que mensalmente, os dois maiores hospitais de Lages, o Tereza Ramos e o Nossa Senhora dos Prazeres utilizam mais de 1.000 bolsas. O sangue doado é distribuído em todos o Estado.

Ou seja, o sangue coletado em Lages, não fica necessariamente na cidade. Maurício explica que isso acontece porque as doações podem não ser equivalentes em todos os hemocentros e é preciso deixar os estoques dos municípios nivelados.

As campanhas nas redes sociais são positivas para o aumento. Por mais que não sejam mais aceitas doações nominais, as solicitações auxiliam a reposição dos estoques após as bolsas serem utilizadas. A cada doador, três vidas podem ser salvas. O processo é rápido, em menos de uma hora o doador já está liberado.

Doadores

A auxiliar administrativa Danise Guimarães da Silva, realizou ontem a sua primeira doação, após 10 anos. O que a incentivou a voltar a doar foi a solicitação de uma amiga. Já Gabriel da Rosa Fernandes, 19, faz doações de quatro em quatro meses.

O jovem também começou a doar após uma amiga de sua mãe precisar de sangue e, desde então, não deixou de fazer sua parte. Caso seja a primeira vez, é preciso realizar uma triagem rápida, onde são medidos os sinais vitais e é realizada uma entrevista rápida para saber se o candidato é apto para a doação.

A lista de pré-requisitos é grande e pode ser acessada no site do Hemosc. Não é preciso agendar horário para doar, mas caso o candidato deseje ser atendido com prioridade, pode ligar para o hemocentro. Além do sangue, é possível ser candidato para a doação de medula óssea.

 Médula

Neste caso, é colhido um tubo a mais de sangue, onde é realizado um teste genético. O cadastro do doador fica em um banco mundial, ou seja, a doação pode ser realizada para qualquer parte do mundo e quem cuida disso, é o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Entretanto, Maurício explica que as chances de encontrar compatibilidade e estimada 1 em 1 milhão. Porém, é necessário que os doadores atualizem seus cadastros.

Para os interessados em fazer doações, neste sábado, o Hemosc estará aberto das 8h ao 12h. Diariamente, o hemocentro abre das 8h às 11h30 e das 13h às 17h30.

Comentários
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©