Conecte-se a nós

Notícias

Lages em alerta para risco de deslizamentos

Published

em

Foto: Andressa Ramos

Atualizada às 12h50

Os municípios da região da Serra Catarinense mais vulnerável não registraram até a manhã desta segunda-feira (03) nenhuma ocorrência devido a chuva que ocorre deste sexta-feira (31), segundo o coordenador regional da Defesa Civil, Luiz Falcão Maganin. Os bombeiros também não receberam nenhum chamado referente a chuva.

Ainda conforme Falcão as balsas que fazem travessia no Rio Canoas, entre os municípios de Otacílio Costa, Palmeira e Bocaina do Sul, foram suspensas temporariamente por precaução. ” A tendência é que o volume de água baixe nas próximas horas devido a baixa pressão no Sul do Brasil, em direção ao oceano”. disse

A preocupação maior é na cidade de Lages

Segundo a Defesa Civil que está monitorando o nível de Rio Carahá, o acumulado é de aproximadamente 130 milímetros, e a previsão de chuva continua nesta segunda-feira. Porém, ainda não houve transbordamento de rios na cidade.

O secretário-executivo da pasta Jean Felipe Silva de Sousa, explica que na ponte do Bairro Caça e Tiro, a régua que mede a elevação do rio aponta que o nível do Carahá já subiu 3,6 metros acima do considerado normal.

Ainda conforme Jean, dados Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), em Lages, indicam risco de deslizamentos em alguns pontos, como encostas e morros urbanos. Cerca de mil residências estão expostas ao alerta de risco, somando mais de cinco mil famílias estão em área de risco, informa a Defesa Civil.

Assista

 

 

Uma equipe de reportagem do CL juntamente com a Defesa Civil está percorrendo os principais pontos de risco.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: