Conecte-se a nós

Notícias

Lageanos estão se vacinando contra a febre amarela

Published

em

Foto: Divulgação

Enquanto há o alerta para que todo o Brasil se vacine contra a Febre Amarela, os serranos, e, principalmente moradores de Lages, já estão em ritmo de prevenção há alguns meses.

De acordo com a gerente da Vigilância Epidemiológica de Lages, Sumaya Pucci, aproximadamente, de 300 a 400 pessoas são vacinadas diariamente. Lages estava entre as cidades recomendadas para vacinação, já que é cidade de passagem para caminhões que trafegam por todo o país.

O anúncio de ampliação da vacina foi feito nesta terça-feira (20) pelo Ministério da Saúde. Até agora, alguns estados da Região Nordeste e parte do Sul e Sudeste não integravam a área de recomendação.

Além disso, dos 23 estados dos quais a vacina fazia parte da rotina, nove tinham áreas parciais de recomendação, ou seja, alguns municípios estavam fora da estratégia.

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um arbovírus (vírus transmitido por artrópodes), que pode levar à morte em cerca de uma semana, se não for tratada rapidamente.

Os casos de Febre Amarela (FA) no Brasil são classificados como febre amarela silvestre ou febre amarela urbana, sendo que o vírus transmitido é o mesmo, assim como a doença que se manifesta nos dois casos, a diferença entre elas é o mosquito vetor envolvido na transmissão.

Na FA silvestre, os mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes transmitem o vírus e os macacos são os principais hospedeiros; nessa situação, os casos humanos ocorrem quando uma pessoa, não vacinada, adentra uma área silvestre e é picada por mosquito contaminado. Na FA urbana, o vírus é transmitido pelos mosquitos Aedes aegyptii ao homem, mas esta não é registrada no Brasil desde 1942.

Compartilhe
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 - Centro - CEP: 88502-000 - Lages (SC) - Brasil . Contato - Fone: 49 3221.3300 e-mail: correiolageano@correiolageano.com.br

Todos os direitos autorais são propriedade do Correio Lageano e Portal CLMais