Conecte-se a nós

Esportes

Inter precisa parar com erros pontuais

Published

on

A chance de sair da proximidade da zona de rebaixamento não aconteceu contra o Criciúma. Mas o time mostrou que não entra em campo para brincadeira e que é preciso apenas acertar questões pontuais para fechar a tática e livrar a equipe de possíveis falhas.

O técnico do Inter de Lages, Leandro Niehues avalia um time equilibrado nas sete primeiras rodadas. O Colorado Lageano está entrosado e não tem cansado dentro de campo. Um cenário completamente diferente do que vinha acontecendo na Copa Santa Catarina, ano passado.

O time acerta no ataque e na defesa. As contrapartidas geralmente são porque os adversários estão perdendo e buscam marcar ainda mais em cima do Leão Baio. Como aconteceu no jogo de sábado (10).

O Criciúma aproveitou o descanso do time para o segundo tempo e conseguiu uma brecha para marcar. Depois, quase terminando o jogo, o gol do 2 a 2. “Não tem explicação”, diz Niehues sobre o empate.

O técnico observa que quando se está ganhando um jogo, é normal a equipe que está perdendo vir mais pra frente. “Sábado, levamos os gols, não tem o que falar. Tem a jogada do adversário, é mérito dele”.

Mas, segundo ele, a partida foi importante, pois mesmo após levar o gol, o Inter saiu e fez outro gol, estava levando o jogo controlado. “Aí sim, aos 42 minutos uma bola meia despretensiosa. São erros pontuais”.

Erros pontuais

É o que vem acontecendo com o Inter em algumas partidas. O técnico acredita que as falhas estão acontecendo, principalmente, no início do segundo tempo e no final de jogos. “A gente tem perdido pontos preciosos”.

Além disso, Niehues analisa que, hoje, o time está fazendo gols em quase todas as partidas, enquanto no início do campeonato ainda não havia sido feito nenhum gol. “Deu pra ver que é uma equipe competitiva. Tirando o jogo contra o Joinville, que foi um desastre, jogou todos os outros de igual para igual. Independentemente das equipes maiores, ou até mesmo dos [jogos contra] Hercílio Luz e o próprio Concórdia”.

Nos últimos dois jogos, principalmente contra o Figueirense, o time jogou equilibrado, também. “Dois lances levaram ao empate aos 35 do segundo tempo, o que gera uma pressão”.
Então, Niehues, acredita que o time não está levando empate porque os adversários atropelam. “É como eu sempre falei, só o jogo contra o Joinville a gente foi inoperante, nos outros sempre equilibrados”, completa.

Análise

Fisicamente dá pra ver que a equipe tem corrido até o fim. O que pode estar “pesando”, segundo o técnico, é o lado emocional. “Um pouco também, mas não tem muito o que fazer”. O Leão Baio está muito mais perto de embalar do que ao contrário, porque, acredita Niehues, seria pior se a equipe não estivesse jogando bem.

A prova é que em nenhum momento, até hoje, em todos os jogos, o time não foi vaiado. “A torcida vê um bom futebol, um time que ataca e defende. Está chateada evidentemente pelos resultados que não estão vindo, mas a torcida vê uma equipe que pode, a hora que passar essa maré de falta de sorte, embalar [no Campeonato].

Tubarão

O time volta a treinar hoje para se preparar contra o Tubarão na quinta-feira (15). O jogo acontece fora de casa e o colorado não pode perder como vem perdendo em partidas fora de Lages.

Além disso, a partida poderá servir para se recuperar da goleada que levou ano passado, o que deve ser fácil, afinal o adversário também não está bom e, até domingo, estava na lanterna do campeonato.

Comentários
Compartilhe

Rua Coronel Córdova, 84 - Centro - CEP: 88502-000 - Lages (SC) - Brasil . Contato - Fone: 49 3221.3300 e-mail: correiolageano@correiolageano.com.br

Todos os direitos autorais são propriedade/responsabilidade do Correio Lageano. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização do conteúdo disponibilizado neste site, parcial ou integralmente, é expressamente proibida sem a permissão prévia por escrito do CL ou do titular dos direitos autorais.