Intenção é diminuir a criminalidade – CL+
Conecte-se a nós

Notícias

Intenção é diminuir a criminalidade

Published

on

Camila Paes

O começo da colheita da maçã na Serra Catarinense, que vai de janeiro ao final de junho, ocasiona a chegada de muitos trabalhadores à procura de oportunidades de emprego na região. De acordo com estimativa da Associação dos Produtores de Maçã e Pêra da Região (AMAP), 5 mil pessoas desembarcam em São Joaquim, Urupema, Urubici e Bom Jardim da Serra, o que preocupa autoridades devido à questão social, já que muitos não têm lugar para ficar, e também no aumento da criminalidade.

Em função disso, a Polícia Militar lançou, nesta terça-feira (30), a operação Altos da Serra, em São Joaquim. A ação compreenderá, durante os meses de janeiro e fevereiro, no aumento do contingente na região, na realização de rondas em pomares, blitze dentro das quatro cidades, e varreduras em bares. Para auxiliar neste trabalho, policiais do efetivo de Lages serão encaminhados para essas cidades. De acordo com dados da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de São Joaquim, só no município são 1.750 produtores de maçã e, em toda a região, somam 2.400.

Depoimentos

Jardelino Matos é produtor de maçã há 40 anos. Os frutos colhidos em seus pomares são vendidos na beira da SC-114. Ele ressalta que não faz a contratação de profissionais para ajudar na colheita, já que ajuda e recebe a ajuda de amigos. Entretanto, é pela rádio que percebe o aumento da criminalidade na região durante este período. Jardelino acredita que a operação que aumentará o número de policias nas ruas é “positiva e necessária”.

A empresária Leonete Godinho Rodrigues possui uma loja de churros e sorvetes no Centro de São Joaquim. Ela percebe não só o aumento das suas vendas durante o período da colheita, mas também o aumento de ocorrências policiais. Para ela que encontrar mais polícias na rua é positivo é traz sensação de segurança aos moradores.

Aumento

O tenente Wolf, comandante da PM em São Joaquim, explica que esta é a primeira vez que uma ação como esta será realizada. O que acontecia anteriormente era o envio de policiais daqui para o Litoral, para auxiliar na Operação Veraneio, o que dificultava o trabalho das equipes que permaneciam na Serra Catarinense e implicava no aumento da criminalidade. As ocorrências que possuem mais registros durante o período, de acordo com Wolf, são as de furto, lesão corporal e violência doméstica. Em 2016, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública, dos meses de janeiro a junho, foram 272 ocorrências de furto, 67 de lesão corporal dolosa e 20 de roubo (furto com registro de violência). Em 2017, houve uma queda das ocorrências de furto, com 244; um aumento nos registros de lesão com 144 e 47 de roubo.

Vulnerabilidade

A secretária executiva da ADR de São Joaquim, Solange Pagani, ressaltou que é necessário que essa operação aconteça todo ano, já que é fundamental e de extrema importância para a segurança da região. Ela acrescentou que havia tentado realizar a operação no ano passado. Além disso, Solange enfatiza que a situação das pessoas que chegam às cidades à procura de emprego é precária e muitos precisam se abrigar na rodoviária até conseguir trabalho. “A situação de São Joaquim é muito preocupante.

Safra Cidadã

O secretário executivo da AMAP, Maurício Montebello, explica que já são 500 pessoas na cidade que precisam de auxílio para se manter. “Essas pessoas não têm onde dormir, tomar banho e com o que se alimentar”, ressalta. Em função disso, a associação lançou o programa Safra Cidadã, pela qual deverão ser registradas as pessoas que chegam à região à procura de emprego. Isso deve facilitar a contagem de profissionais na região. Para fazer o cadastro, os interessados precisam se dirigir à associação, na Rua Lauro Müller, em São Joaquim. Maurício explica que as empresas também estão encaminhando os profissionais e algumas somente aceitam os trabalhadores após o registro.

Com isso, a expectativa é que haja melhora na questão social e redução da criminalidade na região. A operação Altos da Serra, que começou no dia 25, deverá ser encerrada no dia 28 de fevereiro. O subcomandante coronel Araújo Gomes explicou que para o próximo ano, o encaminhamento de recursos para a realocação de policiais deverá ser feito com antecedência. Assim, há maiores chances de a operação acontecer novamente em 2019.

 

 

Comentários

Notícias

Correios atrasam entrega de mercadorias e surgem reclamações

Published

on

Foto: Tânia Rego/Agência Brasil/ Divulgação

As entregas realizadas pelos Correios têm tido problemas com relação ao cumprimento de prazos, é o que afirmam os consumidores, que reclamam que as encomendas têm chegado com muito atraso e afirmam que o problema persiste desde o fim do ano passado.

Para não pagar as contas depois do prazo do vencimento, a dona de casa Leonilda Oliveira Gomes têm impresso os boletos através da internet. Faturas de cartão e telefone têm chegado na sua caixa de Correio quando está perto do vencimento das faturas do mês seguinte. “Já reclamei no 0800 dos Correios, mas nada mudou. E o pior é que às vezes tem que pagar juros das contas, porque elas não chegam no prazo de pagar”.

Os estabelecimentos também enfrentam problemas com a entrega. O vendedor de uma loja de acessórios de celulares, Luiz Gustavo dos Santos, afirma que o atraso maior aconteceu durante o fim do ano, próximo ao Natal. “As mercadorias que são importadas demoram ainda mais”.

Correios

Em nota, a assessoria de imprensa do órgão informa que está com problemas de transporte a partir de São Paulo, gerando alguns atrasos pontuais de encomendas, especificamente as econômicas (não-Sedex). “O período mais crítico já foi superado. A partir desta semana, a condição de transporte está se normalizando e devemos ter a melhoria dos prazos. A causa mais específica foi o descumprimento de contrato de fornecedor”, informa o documento.

O órgão afirma que o atraso foi mais sentido nas encomendas econômicas. “Mesmo assim, não baixamos de 60% de objetos entregues dentro do prazo em fevereiro. Nossa meta é voltar a 90% dos objetos econômicos dentro do prazo até 28 de fevereiro”.

Em relação ao Sedex, o órgão frisa que está normal, com mais de 94% dos objetos dentro do prazo. “Foram feitos, inclusive, plantões e horas-extras no tratamento da carga e na distribuição nos finais de semana de fevereiro”.

Os clientes que tiverem problemas específicos podem registrar sua demanda no telefone 0800-725-0100 ou no site www.correios.com.br

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Falta de visibilidade leva a cancelamento de voo em Lages

Published

on

Aeroporto de Lages - Foto: Divulgação

Cerca de 50 pessoas, que haviam comprado passagem para viajar a São Paulo na segunda-feira (19), não puderam embarcar em Lages. O voo da empresa Azul Linhas Aéreas foi cancelado por falta de teto. Esse argumento é usado quando nuvens ou neblina reduzem a visibilidade a ponto de atrapalhar a operação. O avião finalmente decolou às 10 horas desta terça-feira (20).

Inicialmente, os voos entre Lages e Campinas, em São Paulo, decolavam às 15h30. Agora foram transferidos para às 19h30. Esse é o primeiro voo que foi cancelado, ao menos que se tem notícia, mas a situação pode ficar crítica com a chegada do outono e do inverno. Nos meses mais frios do ano, serrações e tempo fechado são comuns na Serra Catarinense. O cancelamento pode se tornar uma prática e não a exceção.

Geralmente as pessoas utilizam o transporte aéreo porque têm compromissos com hora marcada. Um voo cancelado pode prejudicar o trabalho de anos, que empresários e lideranças fizeram para trazer o serviço para Lages. Quem sabe, agora, o horário dos voos seja revisto.

 

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Ainda há vagas de Mediotec em Lages

Published

on

Fernanda e Lucas estudam no Cedup Renato Ramos da Silva e têm a expectativa de concluir o curso já com uma colocação no mercado de trabalho - Foto: Camila Paes

Foi a possibilidade de sair do ensino médio já capacitado e direto no mercado de trabalho, que atraiu os jovens Lucas Fronza e Fernanda Muniz, 16, para o curso técnico de Biotecnologia no Centro de Educação Profissional (Cedup) Renato Ramos da Silva. É com esse ideal, que as turmas dos cursos MedioTec vem atraindo cada vez mais alunos. Em Lages, instituições oferecem opções gratuitas para os interessados.

Uma das opções é o curso de Informática no Cedup Renato Ramos. São 50 vagas para estudantes de 15 a 19 anos, que estejam cursando o segundo ano do ensino médio regular em instituições estaduais. Com a matrícula gratuita e sem mensalidades, o estudante ainda recebe um auxílio de R$ 2,50 por aula assistida, podendo chegar ao valor de R$ 300 mensais. As matrículas se iniciam amanhã e vão até sexta-feira. As aulas, que acontecem no período noturno, começam em março.

No Cedup Industrial, ainda há vagas remanescentes no curso de Eletrotécnica. Neste curso, o aluno frequenta o ensino médio na instituição e no contraturno, frequenta o curso técnico. Estão disponíveis 15 vagas e as matrículas só serão encerradas quando não sobrarem mais vagas. Entretanto, as aulas já começaram e quem tiver interesse, deve procurar a instituição o mais rápido possível.

No Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), não há mais vagas para este semestre. Entretanto, no meio do ano, será aberto o curso de Informática para Internet e Eletromecânica. Na instituição, as vagas são definidas por meio de sorteio e as inscrições são feitas pela internet. Todos os anos, o IFSC oferece os cursos MedioTec de Administração, Agroecologia, Análises Químicas, Informática para Internet, Mecatrônica, Biotecnologia e Eletromecânica. Também não há custos de mensalidade e a seleção é feita por sorteio.

No Cedup Renato Ramos são oferecidos os cursos de Administração e Análises Químicas e ainda poderá ser aberto o curso de Estradas, considerado pioneiro no País e inédito no Estado. Porém, a instituição aguarda decisão do Conselho de Educação do Estado, que irá deliberar essa semana sobre a possibilidade de abrir o curso. Thaís Agostini, coordenadora do MedioTec na entidade, ressalta que, assim que obtiverem uma resposta e for positiva, já iniciarão com as matrículas.

São oferecidas 80 mil vagas em todo o Brasil

Um dos principais programas da educação brasileira, o MedioTec 2018 promete ser um dos mais concorridos e com disponibilidade de vagas. O grande intuito do programa é incentivar o ensino profissional. Isso é feito através do ensino integrado e de cursos específicos. Anualmente, milhares de brasileiros são capacitados pelo MédioTec.

A intenção do Governo é criar uma categoria média, entre o ensino médio e a graduação, fazendo com que estudantes possam sair do ensino médio já com boas possibilidades profissionais. Se o ensino médio serve de base geral para o avanço nos estudos, o ensino técnico é muito mais prático e específico nas áreas de atuação.

Profissionais com ensino técnico apresentam ampla possibilidade no mercado de trabalho, tendo em vista que já saem com conhecimentos específicos e práticos, ou seja, aptos para a transição e entrada no mercado de trabalho.

São diferentes categorias de cursos, sendo que a maioria tem duração de 3 anos, em turno inverso ao do ensino médio, fazendo com que o estudante passe o turno matutino e vespertino estudando. Ao final dos três anos, são duas as formações. Os cursos não precisam ser realizados na mesma instituição, no entanto, é necessário que o candidato esteja matriculado no ensino médio.

 

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Clientes reclamam pela demora no atendimento na Caixa Econômica

Published

on

Por

Foto: Divulgação

Clientes da Caixa Econômica Federal estavam insatisfeitos com a demora no atendimento da agência do Centro, nesta terça-feira (20). Em alguns casos, o atendimento levou, em média, mais de 40 minutos.

A maior reclamação desses clientes é a falta de profissionais para atender na hora do almoço. Mas o gerente geral da agência, Tommy Pretto da Silva, explica que o tempo de espera é monitorado e, de acordo com a demanda, é feito o remanejamento dos funcionários para que agilizem os serviços, principalmente em horário de pico.

Dentre os serviços com mais espera estavam o Para Você e o Atendimento Expresso, dos quais o primeiro demorava em média 40 minutos. Quanto ao Expresso, a gerência não soube explicar o motivo da demora, mas iria averiguar.

Quando o Correio Lageano relatou sobre o caso, o gerente informou que acabara de colocar mais um profissional para atender, totalizando quatro atendentes, no início da tarde desta terça-feira (20).

De acordo com o coordenador do Procon, em Lages, Julio Borba, a lei 4.085/2015, que preconiza o atendimento de no máximo 15 minutos, vale somente para os caixas. “Se algum consumidor demora mais que o permitido na fila do caixa, pode efetuar a reclamação junto ao Procon”, explica.

Contudo, em relação aos outros atendimentos, a organização e o tempo de espera dependem de cada agência e instituição financeira.
Além da demora, algumas pessoas de idade relataram não receberem senha prioritária. Tommy explicou que ao retirar a senha, na entrada da agência, sempre é questionada a idade e a necessidade de senha especial, mas que também o cliente reforce que precisa de atendimento prioritário, para não acontecer situações como essa.

 

Comentários
Continue Lendo

Capa do Dia

Instagram

Facebook

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©