Conecte-se a nós

Notícias

Inscrições para a seletiva de rainha e princesas iniciam nesta quinta-feira

Published

on

Foto: Nilton Wolff/ Divulgação

As inscrições para a seletiva que escolherá a Rainha e Princesas da 30ª edição da Festa Nacional do Pinhão terão início nesta quinta-feira (8), na sede da Fundação Cultural de Lages (FCL), junto ao Museu Thiago de Castro, segundo piso.

Os horários de atendimento para as inscrições serão das 8h às 18h sem fechar para o almoço, de segunda a sexta-feira. O período de inscrições encerrará no dia 28 de fevereiro.

Os requisitos para elegibilidade, bem como todo o regulamento, serão publicados no site da FCL, na fanpage e site da prefeitura – a partir do dia 7 de fevereiro.

As interessadas em participar do concurso deverão preencher a ficha de inscrição e são necessários os seguintes documentos:

– Fotocópia da carteira de identidade e do CPF;

– Fotocópia da carteira de trabalho com o número do PIS;

– Número de conta bancária ativa e com o nome da candidata;

– 1 (uma) foto 3X4 atualizada;

– Comprovante de endereço datado do último mês ou atual (no nome da candidata ou dos pais ou responsáveis), e

– Histórico resumido da candidata, com dados pessoais, escolaridade, profissão e perfil geral.

A data prevista para a realização do concurso é 21 de março com local a ser definido. Para mais informações, basta ligar para 3224-7425.

Segundo o superintendente da FCL, Giba Ronconi, para este ano estão previstas algumas mudanças tanto para a seletiva quanto para o evento da escolha de Rainha e Princesas, e o período de reinado.

”Faremos processos mais rápidos e simples, vamos valorizar os 30 anos de Festa Nacional do Pinhão e continuar com a agenda social da realeza, fazendo visitas a instituições filantrópicas e promovendo a colaboração social”, comenta.

Comentários
Compartilhe

Notícias

Governo divulga acordo, mas categoria não reconhece proposta e mantém a greve

Published

on

Por

Foto: Susana Küster

Atualizado final às 23h01 (24/05)

Depois de uma reunião de sete horas, governo e associações que representam caminhoneiros teriam chegado a um acordo. A greve, que já dura quatro dias, poderá ser suspensa por 15 dias. A notícia foi anunciada há pouco, em entrevista coletiva com Eliseu Padilha, Eduardo Guardia e Carlos Marun.

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, garantiu a redução de 10% no preço do diesel. O preço ficará fixo por 30 dias (os últimos 15 dias arcados pela União). A primeira quinzena custaria cerca de R$ 350 milhões a Petrobras como compensação. O ministro diz que o preço de referência é o da refinaria.

Contraponto

O movimento, por sua vez, ainda não vai suspender a greve. De acordo com um dos caminhoneiros, Auri Correia, não há concordância com o que foi acertado em Brasília. Eles dizem que a redução de 10% não vale a pena e pode tornar ainda mais caro o combustível. Se depender deles, a greve continua.

Auri ainda destaca que as alegações ditas nessa coletiva são falsas e que a pessoa que assinou esse acordo com o governo não faz parte do movimento dos caminhoneiros. Ele ainda esclarece que a manifestação vai continuar até aceitarem completamente as reivindicações da categoria, que é a redução total dos impostos.

Os pontos do acordo entre governo e caminhoneiros seriam os citados abaixo, mas que não são reconhecidos pela categoria

  • Preço do diesel será reduzido em 10% e ficará fixo por 30 dias. O valor ficará fixo em R$ 2,10 nas refinarias pelo período
  • Os custos da primeira quinzena com a redução, estimados em $ 350 milhões, serão arcados pela Petrobras. As despesas dos 15 dias restantes ficarão com a União como compensação para a petrolífera.
  • A cada 30 dias, o preço do combustível será ajustado conforme a política de preços da Petrobras e fixado por mais um mês.
  • Não haverá reoneração da folha de pagamento do setor de cargas
  • Tabela de frete será reeditada a cada três meses
  • Ações judiciais contrárias ao movimento serão extintas
  • Multas aplicadas aos caminhoneiros em decorrência da paralisação serão negociadas
  • Entidades e governo terão reuniões períodicas
  • Petrobras irá contratar caminhoneiros autônomos como terceirizados para prestação de serviços

 

*Título atualizado

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Fornecimento de gás natural em rede pode ser afetado pela paralisação em algumas cidades

Published

on

Por

Foto: Divulgação

Em virtude da paralisação promovida por motoristas de caminhão que corre em todo país, a SCGÁS tranquiliza seus consumidores e informa que o abastecimento com gás natural veicular (GNV) aos postos de combustíveis, em sua maioria, não será prejudicado pelas paralizações. Os segmentos industrial, comercial e residencial também não serão afetados.

A SCGÁS atende atualmente 132 postos em Santa Catarina, e apenas nove deles podem ter suas atividades de fornecimento de gás natural afetadas, por serem atendidos pelo modal de gás natural comprimido – nesta alternativa de mercado, o gás natural é retirado da rede e transportado por caminhões até os postos. Os demais clientes do segmento veicular da SCGÁS são abastecidos por meio de redes canalizadas, o que garante fornecimento contínuo e ininterrupto.

Os estabelecimentos possivelmente prejudicados foram alertados pela Companhia, e terão seu abastecimento restabelecido gradativamente ao término da greve. Abaixo, a lista de postos atendidos que podem ser afetados:

  •        Posto AO Petrolages – Lages;
  •        Posto BR 4R – Rio do Sul;
  •        Posto BR Oenning – Braço do Norte;
  •        Posto IP Furnas Sombrio – Sombrio;
  •        Posto BB Fratelli São João do Sul – São João do Sul;
  •        Posto BB Guarujá – Lages;
  •        Posto Neogás Hoffmann – Orleans;
  •        Posto Neogás Michells Beach – Imbituba;
  •        Posto BB MIME 14 – Pouso Redondo;

O GNV, que proporcionava elevados percentuais de economia em relação aos combustíveis líquidos, abriu vantagem ainda maior frente aos seus concorrentes nos últimos dias. Após as altas recentes, com base nos preços médios da ANP em Santa Catarina, o gás veicular passou a apresentar 56% de vantagem comparado à gasolina e 66% em relação ao etanol. Em termos práticos, abastecendo R$ 30 de cada combustível, o motorista anda 65 km utilizando etanol, 82 km com gasolina, e 189 km rodando com GNV.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Pontos da BR 116 com manifestação em Santa Catarina e Paraná

Published

on

Por

Foto: Susana Küster

BR 116 em Santa Catarina:

 

Mafra:

Km 7: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva, sem registro de lentidão. Há paralisação de caminhões e carretas em acostamentos por aproximadamente 3 km em cada sentido.

 

Papanduva:

Km 54: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva. Caminhões parados no trevo de acesso ao município.

 

Santa Cecília:

Km 138: RODOVIA TOTALMENTE INTERDITADA

Km 141: RODOVIA TOTALMENTE INTERDITADA

Km 143: RODOVIA TOTALMENTE INTERDITADA

 

Ponte Alta do Norte:

Km 166: RODOVIA TOTALMENTE INTERDITADA

 

Correia Pinto:

Km 217: RODOVIA TOTALMENTE INTERDITADA

 

Lages:

Km 245: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva. Veículos de carga estacionados em pátio de posto de combustível, não há registro de lentidão.

 

BR 116 no Paraná:

 

Curitiba:

Km 115: interditado para veículos de carga, os mesmos estão estacionados em acostamento, ambos os sentidos. Restante de veículos trafegam normalmente.

 

Fazenda Rio Grande:

Km 125: interditado para veículos de carga, os mesmos estão estacionados em acostamento, ambos os sentidos. Restante de veículos trafegam normalmente;

Km 127: interditado para veículos de carga, os mesmos estão estacionados em acostamento, ambos os sentidos. Restante de veículos trafegam normalmente.

 

Mandirituba:

Km 135: pista norte interditada e tráfego desviado para acostamento, tráfego da pista sul permanece sem obstrução. Não há registro de lentidão;

Km 152: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva. Veículos de carga estacionados em pátio de posto de combustível e faixa de domínio, não há registro de lentidão.

 

Quitandinha:

Km 166: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva. Veículos de carga estacionados em pátio de posto de combustível, não há registro de lentidão.

 

Campo do Tenente:

Km 191: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva. Veículos de carga estacionados em pátio de posto de combustível, não há registro de lentidão.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©