Conecte-se a nós

Notícias

Horário de trabalho é definido pela chuva de verão

Published

on

Foto: Camila Paes

A rotina das artesãs Adriana Masson e Brenda Ciotta precisou ser alterada devido as condições climáticas dos últimos dias. Como trabalham ao ar livre, no Calçadão Túlio Fiúza, em Lages, a chuva do final de tarde, que vem acontecendo quase diariamente, fez com que seja necessário alterar o horário de trabalho.

Em um dia normal, as duas montam a barraca por volta das 10h e ficam até o final da tarde. Agora, chegam mais cedo ao calçadão, por volta das 8h30 e saem às 16h. O problema, entretanto, é que justamente no horário da chuva, é quando os clientes habitualmente começavam a chegar, o que tem atrapalhado as vendas. Para o vendedor ambulante Felipe dos Santos Araújo, a situação é a mesma. Quando o movimento começa a aumentar, ele precisa recolher os seus produtos.

Mas de acordo com o engenheiro agrônomo do site Climaterra, Ronaldo Coutinho, essas chuvas fortes no final da tarde devem cessar hoje e amanhã. Entretanto, no domingo, as condições de chuva podem aumentar. Na segunda-feira, uma frente fria passará pelo estado e na terça-feira, o clima estará mais limpo.

Coutinho explica que as chuvas no final de tarde são típicas do verão e deverão parar, definitivamente, no começo de fevereiro. Sobre as temperaturas, ele ressalta que este verão não têm sido muito quente. “Em Lages, por exemplo, não teve nenhum dia que a temperatura passou dos 30ºC”, acrescenta.

Ele revela que essa situação acontece devido ao fenômeno La Niña, fenômeno natural que consiste na diminuição da temperatura da superfície das águas do Oceano Pacífico Central e Oriental. Com isso, aumenta-se os períodos de chuva no Brasil. Além disso, é característico do fenômeno a queda das temperaturas, principalmente no inverno. “Teremos um inverno mais cedo e com mais períodos de intensidade”, ressalta o agrônomo. A previsão é que o La Niña dure até o final do inverno.

CARACTERÍSTICAS LA NIÑA

>> Inverno árido nas regiões Sul e Sudeste do Brasil
>> Aumento do frio na costa oeste da América do Sul
>> Temperaturas próximas da média climatológica ou ligeiramente abaixo da média sobre a Região Sudeste, durante o inverno
>> Chuvas muito acima da média no leste dos estados da Região Sul, estiagem no oeste destes estados e no Paraguai
>> Em alguns episódios, chuva volumosa e frio na Região Sudeste do Brasil.
>> Aumento das chuvas e enchentes na Região Nordeste do Brasil; principalmente no setor norte
>> Em alguns episódios, chuva volumosa e frio na Região Sudeste do Brasil.

Comentários
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©