Conecte-se a nós

Notícias

Homenagens lotam perfil de Mayckon Prestes

Published

em

Mayckon em seu perfil no Facebook - Foto: Divulgação

Em muitas das homenagens no perfil do Facebook de Mayckon Prestes, amigos replicaram imagens e vídeos do gerente de contas tocando violão e cantando. Essa era uma característica muito forte de Mayckon que, na segunda-feira, morreu devido a um grave acidente no Km 80, da BR-282, em Alfredo Wagner.

Lageano, Mayckon tinha 34 anos e, neste ano, formou-se em História pela Universidade do Planalto Catarinense. Na formatura, que aconteceu em fevereiro, ficou responsável por fazer a homenagem aos pais. Tocou e cantou uma música em homenagem à família. Na segunda-feira, ele seguia em direção a Florianópolis, quando o Agile com placas de Lages que dirigia, colidiu com um caminhão, em uma curva. Mesmo com as tentativas do Corpo de Bombeiros de reanimá-lo, ele faleceu no local.

A empresária Bruna Miranda está muito abalada com a morte do amigo que conheceu durante a faculdade. Ela relembra que, na terça-feira da semana passada, o amigo passou pela sua loja no Serra Shopping e os dois saíram para tomar um suco. Passaram duas horas atualizando um ao outro sobre as novidades de suas vidas. A amizade surgiu em 2013, quando começaram a graduação. Ela relembra que na época havia poucos meses que a esposa de Mayckon tinha falecido. Com os passar dos meses, tornaram-se próximos e descobri um grande amigo, que estava sempre disposto a ajudar os outros. Bruna relata que o amigo estava em uma fase de muita felicidade. Estava feliz no novo emprego, havia trocado de carro e se preparava para morar com a namorada. Falava em continuar a estudar e convidou Bruna para que fizessem o mesmo curso de Gestão de Negócios.

 

>Família Morador do Bairro Habitação, Mayckon morava com a mãe, com quem era bastante apegado, mas estava procurando um apartamento para alugar e com a namorada. Muito religioso, era frequentador assíduo da igreja Dimensão do Poder, no Bairro Popular. Neste local, família e amigos aguardavam a chegada do corpo, que foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Florianópolis após o acidente e até o começo da tarde desta terça-feira (05), não havia sido liberado. De acordo com informações de familiares, na noite de segunda-feira não havia médico de plantão para fazer a liberação do corpo, o que só ocorreu na tarde de terça-feira. O velório precisou ser adiado para o começo da noite de terça. No chão da igreja, as coroas de flores começavam a acumular e a família buscava maneiras de aliviar a dor de perder um ente tão querido quanto Mayckon.

 

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: