Conecte-se a nós

Notícias

Homem morre esmagado por trator

Published

em

Campo Belo do Sul, 12 e 13/06/2010, Correio Lageano

 


O tratorista Sandro Moraes Costa, 34 anos, morreu atropelado por um trator, quinta-feira (10) à tarde, na estrada geral da localidade de Morro do Chapéu, em Campo Belo do Sul.


Ele tentava consertar o trator quando a máquina disparou e o atropelou. Sandro morreu no local por esmagamento.


O acidente ocorreu por volta das 15 horas, quando Sandro Costa dirigia o trator em direção a uma lavoura e houve uma falha mecânica. Ele parou o veículo numa descida para averiguar o problema quando aconteceu o acidente. O homem não teve tempo de levantar do chão e acabou esmagado pelo pneu. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) em Lages, para exame cadavérico.


Os acidentes com trator já fizeram algumas vítimas na região. Por haver muitas áreas de reflorestamentos e o uso do maquinário ser indispensável para arrastar toras, assim como nas lavouras, todo ano são registradas novas vítimas.


Segundo uma pesquisa do Núcleo de Ensaios de Máquinas Agrícolas da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, entre 1997 e 2002 foram registrados 36 acidentes envolvendo operadores de máquinas em áreas de lavouras de arroz, soja e de atividade de pecuária no Rio Grande do Sul. Realidade que não é muito diferente em Santa Catarina.


O estudo apontou que a frequência dos acidentes com tratores agrícolas é grande. A principal modalidade de acidente é o tombamento lateral. E a maior parte dos acidentes foi causada por atitudes inseguras.


As principais causas específicas foram a operação do trator em condições extremas, a perda de controle em aclives/declives, a permissão de carona e o consumo excessivo de álcool. Quase metade dos acidentes ocorreu durante o tráfego do trator em estradas. Como o que ocorreu esta semana em Campo Belo do Sul.


A pesquisa da universidade gaúcha foi realizada em 114 propriedades e os números foram assustadores. Na região serrana não há estimativa do número de acidentes com tratores e máquinas agrícolas. E muitos casos nem são notificados, principalmente quando a vítima sofre apenas ferimentos ou o saldo é de danos materiais.


Há dois anos, um trator tipo retroescavadeira capotou várias vezes num declive na rua Sete de Setembro, bairro Santa Helena. Uma falha mecânica causou o acidente, segundo contou o operador, na época.

 

 

Causas específicas de acidentes


1 – Perda de controle aclive/declive    18,18%


2 – Operação do trator em condições extremas    15,15%


3 – Permissão de carona    15,15%


4 – Falta de atenção    12,12%


5 – Falta de proteção contra peças que giram    9,09%


6 – Aproximação excessiva da máquina ligada    3,03%


7 – Engate inadequado    3,03%


8 – Falha mecânica    6,07%


9 – Outros    18,08%

 

Foto: Arquivo CL

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: