Conecte-se a nós

Notícias

Frio aquece as vendas do comércio lageano

Published

em

Vera Lucia Borges. Foto: Divulgação

As baixas temperaturas da Serra Catarinense contribuem, também, para a movimentação da economia. Muita gente se prepara para tirar uma renda maior nesse período.

Um exemplo é a artesã Vera Lucia Borges, 57 anos. Há 24 anos ela vende seus produtos no calçadão Túlio Fiúza de Carvalho, em Lages.

Vera trabalha apenas durante o frio, pois no verão, faz seus crochês e tricôs para vender nas estações mais geladas do ano.

Seu esposo também faz os calçados e toucas. É com o frio que a família consegue sobreviver.

A artesã e quem precisa de frio para lucrar, pode comemorar. O engenheiro agrônomo da Climaterra, Ronaldo Coutinho, aponta que os próximos dias devem ser gelados, tanto é que em Lages, as mínimas negativas devem ficar entre -3ºC a -5ºC nas madrugadas de sexta-feira (08) e sábado (09).

Neste ano, quarta-feira (06) foi o décimo primeiro dia com temperatura mínima negativa em Santa Catarina.

A tendência é que os próximos dias façam essa contagem subir.

 

Expectativa no comércio

O diretor executivo da Câmara de Dirigentes Lojistas de Lages, Jhonathan Roberto, enfatiza que, caso a previsão se confirme, ainda mais sem chuva, as vendas deverão subir.

Além disso, há ações do Dia dos Namorados, Copa do Mundo e, no fim do mês se inicia o Festival de Inverno, uma campanha com todo o comércio da região.

 

Tendência

Nos dias 11 e 12 deste mês, a previsão é de tempo instável, encoberto com chuva devido à passagem de uma frente fria por Santa Catarina.

Temporais com chuva significativa do Oeste ao Planalto, especialmente entre a tarde e noite de segunda-feira 11.

A partir do dia 13, uma massa de ar seco e frio (onda de frio) chega ao Sul do Brasil mantendo o tempo firme no estado, com temperatura baixa e formação de geada ampla, sobretudo nas madrugadas de 13 a 17.

 

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: