Conecte-se a nós

Entretenimento

Festival de Bandas e Fanfarras em comemoração ao aniversário de Lages

Published

on

Festival de Bandas e Fanfarras será sábado (25) às 13h30min no Jones Minosso - Foto: Divulgação

A música é tida como um bálsamo para muita gente, e comemorar aniversário ao som de canções conhecidas mundialmente é melhor ainda. No próximo sábado (25 de novembro) será promovido o Festival de Bandas e Fanfarras Vitória Rodrigues da Silva, pela Associação Serrana de Bandas e Fanfarras (Asbafan) e Secretaria Municipal da Educação no Ginásio Jones Minosso às 13h30min, com entrada gratuita. O evento faz parte da programação dos 251 anos da fundação de Lages, comemorados nesta quarta, dia 22. O horário, anteriormente agendado para as 9h, foi modificado em razão de compromissos e da distância de algumas cidades participantes.

Serão realizadas apresentações de 23 corporações dos municípios de Lages, Painel, Correia Pinto, São José do Cerrito, São Joaquim, Bocaina do Sul e Rio do Sul, com participação de aproximadamente 920 estudantes da rede pública municipal e estadual. O presidente da Asbafan e professor no Centro de Atenção Integral à Criança (Caic) Nossa Senhora dos Prazeres, maestro Douglas Antonio da Silva, contabiliza que mais da metade dos alunos a se apresentarem no fim de semana são de Lages. “Em torno de 560, de 14 escolas municipais e estaduais.” Desta vez não haverá participação da Megabanda devido à logística e pelo. A Megabanda é formada por 500 alunos de 16 escolas.

Cada banda de crianças e adolescentes terá 15 minutos de apresentação, conforme acertado em congresso técnico. Haverá prêmio de participação para cada uma das 23 bandas e fanfarras, como estímulo ao progresso de seus músicos e musicistas. Três jurados irão avaliar critérios como musicalização, postura, garbo e sincronia. Consistirá no presidente da Associação de Bandas e Fanfarras do Estado de Santa Catarina (Abanfaesc), Gilberto Orsi; o maestro da Banda Municipal Modelo de Rio do Sul, Marcelo Bertoldi, e o maestro da orquestra da Associação Lageana de Assistência ao Menor (Alam), Luís Augusto de Medeiros. O Festival tem o apoio da Secretaria Municipal da Educação/Prefeitura, Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fundação Cultural de Lages (FCL), Escola de Artes Elionir Camargo Martins e 26ª Gerência Regional de Educação (Gered).

O evento de sábado servirá como preparação ao Campeonato Sulbrasileiro de Bandas e Fanfarras, em setembro de 2018. “Existem enormes chances de Lages ser a sede. Estamos em conversação, o pessoal de Florianópolis virá fazer algumas considerações, mas está 80% certo”, observa o professor Douglas. Na ocasião do Campeonato Lages irá recepcionar instrumentistas de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Serão em torno de 70 corporações com três a quatro mil alunos.

Por que Vitória?

O Festival leva o nome da garota Vitória que em novembro de 2015 foi vítima de um homicídio no bairro Bela Vista. Ela era baliza da banda e aluna da Escola de Educação Básica (E.E.B.) Professor Armando Ramos de Carvalho, no Promorar. Perdeu a vida precocemente, aos 14 anos.

O maestro Douglas reitera que houve edições anteriores do Festival, porém, esta será a estreia com o novo nome, uma homenagem à adolescente Vitória. “Este será em proporções bem maiores”, adianta.

Comentários

Entretenimento

Lages será sede de conferência

Published

on

Por

Foto: Divulgação

A I Conferência de Arqueologia da Serra Catarinense tem como objetivo disseminar o conhecimento a respeito da ocupação pré-colonial e colonial da região serrana do Estado de Santa Catarina, trazendo diferentes perspectivas do olhar arqueológico. O evento será realizado no Auditório Mario Augusto de Sousa, na Fundação Cultural de Lages (FCL), no dia 14 de março para duas turmas, nos horários das 8h às 12h e das 14h às 18h, e é totalmente gratuito.

Promovido pela Gaia Arqueologia e com apoio da FCL, o evento é aberto para toda a comunidade. Segundo a palestrante e responsável pela conferência, Marina Lopes, o debate permitirá um contato com o passado e servirá como ferramenta de informação para aprimorar conhecimentos. “Temos como público-alvo professores do município e da região, tendo em vista que o material didático oferecido aos alunos apresenta uma lacuna a respeito desta área do conhecimento. Ela afirma que as sociedades que aqui viviam deixaram vestígios, principalmente no meio rural.

Comentários
Continue Lendo

Entretenimento

Três anúncios para um crime: Uma forma diferente de buscar a justiça

Published

on

Foto: Reprodução

A trama traz a trajetória de Mildred Hayes (Frances McDormand), uma mãe que enfrenta a polícia da pequena cidade de Ebbing, no estado de Missouri nos EUA, após a morte violenta da filha. Mas esqueça aqueles personagens caricatos. Mildred é uma mãe fora dos padrões e que enfrenta com uma valentia diferente, a polícia inerte da cidade do interior.

Para chamar a atenção da cidade e da mídia, Mildred aluga três outdoors na rodovia, onde enfrenta o xerife com as frases: “Estuprada enquanto morria e ainda sem prisões. Como isso, chefe Willoughby?”. A repercussão é grande e além de enfrentar a opressão de um policial, ela precisa encontrar formas de conviver com o filho que sofre com a perda da irmã, o ex-marido e a culpa por tudo o que aconteceu com a filha adolescente.

O caso ainda ganha maior repercussão porque o xerife enfrenta um câncer no pâncreas e precisa conciliar o tratamento da doença com a busca dos responsáveis pelo crime. A insistência de Mildred acaba chamando a atenção do policial ocioso Jason Dixon (Sam Rockwell), que de formas não convencionais, acaba encontrando pistas que podem levar aos responsáveis pela morte trágica da jovem.
Além da categoria principal, Três Anúncios para o Crime concorre a mais cinco estatuetas, de melhor atriz, ator coadjuvante, roteiro original, montagem e trilha sonora.

Bafta

Na premiação da Academia Britânica de Artes da Televisão e Cinema (Bafta), que aconteceu no último domingo (18), o filme recebeu as premiações de melhor filme, atriz, ator coadjuvante e roteiro, sendo o grande vencedor da noite. Para a próxima edição do Oscar, que acontece no dia 4, o filme do diretor Martin McDonagh (Six Shooter) é um dos favoritos. Em Lages, ainda não há previsão para a exibição do filme.

Serviço

>>Direção: Martin McDonagh
>>Elenco: Frances McDormand, Woody Harrelson, Sam Rockwell
>>Gênero: Drama

Comentários
Continue Lendo

Entretenimento

Falsa morte de Sylvester Stallone assusta fãs na internet

Published

on

Por

Foto: Divulgação

Na madrugada desta segunda-feira (19), surgiu um texto nas redes sociais de que o ator Sylvester Stallone teria falecido em decorrência de um câncer de próstata.

A mensagem que foi divulgada e bastante repercutida, lamentava a morte do astro de Mercenários e Rocky, dizendo que o mesmo enfrentava a doença há algum tempo.

Junto ao texto algumas imagens, uma delas onde ele aparece abatido, mas que pode ter sido retirada de um de seus filmes.

Stallone esclareceu em seu Instagram oficial na tarde desta segunda que está bem – e “ainda socando”

“Por favor, ignorem essa estupidez… Estou vivo, bem, feliz e saudável… Ainda esmurrando!”

Please ignore this stupidity… Alive and well and happy and healthy… Still punching!

Uma publicação compartilhada por Sly Stallone (@officialslystallone) em

Comentários
Continue Lendo

Entretenimento

Pantera Negra em Lages

Published

on

Por

Foto: Divulgação

Pantera Negra (em inglês: Black Panther) é um super-herói das histórias em quadrinhos publicadas pela Marvel Comics, cuja identidade secreta é a de T’Challa, príncipe de Wakanda, um reino fictício na África. O personagem foi criado pelo escritor e editor Stan Lee e pelo escritor e ilustrador Jack Kirby. O filme está em cartaz no Cinermak, no Lages Garden Shopping. O longa foi definido pela atriz Danai Gurira (Okoye), no set de filmagem, em Atlanta, como “um convite à revolução”.

Na trama de Pantera Negra, Okoye amarga uma decepção com seu amado, W’Kabi (vivido por Daniel Kaluuya, indicado ao Oscar por Corra!), capaz de tudo por uma vingança que só o monarca de Wakanda poderia realizar. Uma vingança que envolve a guerra para preservar o Vibranium – o metal mais poderoso das tramas da Marvel Studios. Okoye entra nessa guerra como parte dos afazeres das Dora Milaje. No filme, o pai do personagem de Kaluuya, sogro de Okye, morreu em decorrência das invasões de mercenários como Ulysses Klaue (Andy Serkis), um dos vilões desta produção.

“Existe o amor romântico, mas existe o amor pela pátria. E no peito de Okoye, o dever fala mais alto. Queria que essa personagem representasse o amor por uma bandeira, mas também o amor por um ideal de África em ascensão”, diz a atriz.

Além de Chadwick Boseman no papel principal, o longa conta com Michael B. Jordan e Forest Whitaker. Danai Gurira vive Okoye e Lupita Nyong’o interpreta Nakia, as duas principais Dora Milaje do filme. Com direção de Ryan Coogler.

Comentários
Continue Lendo

Capa do Dia

Instagram

Facebook

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©