Conecte-se a nós

Notícias

Famílias encontram no Programa Lages Meu Lar a possibilidade de realizar o sonho da casa própria

Published

em

Foto: Daniel Costa/ PML/ Divulgação

Com o intuito de diminuir o déficit habitacional em Lages, na noite da última quarta-feira (8), a prefeitura municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social e Habitação, apresentou mais um programa fundamental para atingir esse objetivo: o Programa Lages Meu Lar.

Com a presença de autoridades e lideranças municipais como o prefeito Antonio Ceron, o secretário de Assistência Social e Habitação, Samuel Ramos, o coordenador do programa Lages Meu Lar, Jeferson Perizzolo e o coordenador do programa de Regularização Fundiária Lages Minha Terra, Paulo da Paixão Borges de Andrade e centenas de pessoas que desejam realizar o sonho da casa própria compareceram ao Teatro Marajoara em busca de informações, cadastramento e orientações referente ao Programa.

Documentação, renda familiar, parcelas do financiamento e propriedade do terreno estiveram entre os principais assuntos que geraram questionamentos por parte do público e prontamente foram esclarecidos pelas próprias autoridades e lideranças.

Carlos Alberto Pereira, de 47 anos, motorista, morador do bairro Frei Rogério e Ilza do Nascimento, de 35 anos, assistente administrativa, moradora do bairro Santa Helena, encontram-se em situações semelhantes: residem em propriedade dos familiares e estão há anos na expectativa pela oportunidade.

“Providenciarei os documentos necessários para atualizar o cadastro do Programa Minha Casa Minha Vida nesta quinta-feira (9) e de imediato irei até o Setor de Habitação da Secretaria de Assistência Social para entregá-los. Se tudo ocorrer como o planejado, pretendo construir a casa no terreno da minha mãe”, almeja Ilza do Nascimento.

Segundo o prefeito Antonio Ceron, são inúmeras dificuldades enfrentadas pelas pessoas na busca pela moradia própria e por isso, é dever do poder público proporcionar auxílio e atuar com transparência nos processos de trabalho.

Ele também destacou os recentes atos habitacionais e de investimentos que contribuirão com o desenvolvimento do município. “Dignidade na entrega de 200 residências do Condomínio Ponte Grande e da estimativa de 600 empregos diretos com a instalação da unidade da Berneck em Lages”, disse.

O funcionamento do Programa Lages Meu Lar

O secretário de Assistência Social e Habitação, Samuel Ramos, explicou que para fazer parte do Programa é necessário atender alguns requisitos, como por exemplo, possuir cadastro no Setor de Habitação, e estar à disposição em manter as parcelas em dia.

“Atualmente são 15 mil famílias cadastradas no Setor de Habitação. É importante mencionar que não existe filas no sistema habitacional, mas sim prioridades. No caso, de idosos, pessoas com deficiência e casos de mandato judicial. Deverão ser construídas cerca de 400 casas de madeira de 30 ou 42 metros quadrados. A mão de obra será de inteira responsabilidade do próprio beneficiário, sempre com a supervisão de um engenheiro credenciado no Conselho Regional de Engenharia (CREA) para certificar da qualidade dos materiais e o acompanhamento técnico das obras. O Programa está voltado para pessoas com o perfil socioeconômico até a faixa salarial de R$ 2.400 (renda individual). A escolha da instituição financeira será feita mediante processo licitatório em busca das melhores taxas, despesas operacionais, condições e prazos de pagamento do financiamento.

“A ideia é que estas 400 famílias beneficiadas sejam pré-selecionadas até o final do processo licitatório do programa. Por isso, fizemos esta convocação na noite de ontem”, ressaltou o secretário Samuel Ramos.

O município pagará oito de 48 parcelas ao longo de quatro anos. Estima-se que as parcelas estejam em torno de R$ 200,00 a 400,00 reais mensalmente, dependendo do valor do imóvel. O terreno precisa estar regularizado ou ao menos o termo expedido pela secretaria competente de que a área está em território com previsão de regularização fundiária (Programa Lages Minha Terra). ”, explanou Samuel.

Por sua vez, o coordenador do Programa Lages meu Lar, Jeferson Perizzolo, falou sobre os próximos passos do Programa. “No momento foi feito a coleta de dados das pessoas. Após isso, haverá licitação da instituição financeira e o encaminhamento dos pré-selecionados”, salientou Jeferson.

Fonte: Prefeitura de Lages

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: